Esta é uma pequena lista contendo alguns dos jogos que mais gostei em 2012. Longe de mim afirmar que estes são os melhores jogos de 2012, ou que você deve obrigatoriamente jogá-los. Na verdade, estou preparando um artigo com aqueles títulos lançados em 2012 que, para mim, representam o melhor que a indústria produziu neste ano que está quase acabando. Devo publicá-lo no começo de 2013.

Este texto é uma espécie de introdução. Encare-o como uma lista contendo sugestões. 2012, assim como 2011, foi um ano em que muitos títulos excelentes foram lançados. Foi um ano de grandes e ótimas surpresas, também (The Walking Dead, da Telltale, por exemplo). Enquanto uns e outros por aí continuam insistindo em velhas e já bem batidas fórmulas, pequenos e grandes estúdios parecem estar percebendo que inovar nunca é demais, que ousar sempre é bom, e que o jogador também pode se cansar.

Vamos lá (os jogos abaixo estão em ordem aleatória):

Dynamite Jack

Lançado para PC / Mac / Linux / iPhone / iPad

Desenvolvedor: Hassey Enterprises, Inc.

Review no XboxPlus: Sim

Este jogo é barato, bonito e divertidíssimo. Mais uma prova de que nem só grandes estúdios desenvolvem grandes títulos, e que um bom game não precisa contar com gráficos de ponta. Dynamite Jack quase não possui um enredo, e coloca o jogador na pele de um marine espacial que deve escapar de minas profundas utilizando apenas uma lanterna e bombas.

Labirintos, guardas, aranhas mecânicas, cientistas malucos e lasers são alguns dos problemas que o jogador tem de enfrentar em Dynamite Jack, e vale lembrar que não existe uma única maneira de finalizar cada nível. Guardas podem ser atraídos pelas explosões, as bombas podem ser detonadas à distância e, algo sensacional: o mais novo jogo de Phil Hassey conta com um poderoso e extremamente amigável editor de níveis.

A comunidade de jogadores já criou uma enorme quantidade de ótimos mapas que você pode baixar e jogar. E você também pode criar seus próprios mapas e compartilhá-los. Isto aumenta a “validade” do título de uma maneira espetacular. Por R$ 4,24 no Steam, Dynamite Jack é uma ótima pedida.

Sleeping Dogs

Lançado para PC / Xbox 360 / Playstation 3

Desenvolvedora: United Front Games

Review no XboxPlus: Não (alguns textos e vídeos de gameplay: 1, 2) – Entrevista com o produtor

Este é um jogo de mundo aberto. Na pele do policial disfarçado Wei Shen, o jogador tem de enfrentar o crime organizado de Hong Kong. Enfrentar entre aspas, aliás, pois em diversos momentos temos a impressão de que o policial está prestes a mudar de lado. Ele também sente simpatia por alguns membros das tríades, o que acaba por fazer com que o próprio jogador se sinta como um gângster.

Gráficos maravilhosos e um grande número de missões e atividades ajudam a tornar a experiência muito mais divertida. Sleeping Dogs apresenta ao jogador uma cidade fantástica e repleta de vida, na qual dirigir representa um prazer imenso. Seguramente um dos melhores títulos de 2012.

Dishonored

Lançado para PC / Xbox 360 / Playstation 3

Desenvolvedora: Arkane Studios

Review no XboxPlus: Sim

Ação stealth, inúmeras maneiras de abordar uma mesma situação, gráficos extremamente bonitos e um protagonista que faz uso de poderes mágicos são alguns dos elementos que fazem com que Dishonored seja imperdível. Na pele de Corvo Atanno, outrora guarda-costas da imperatriz, somos apresentados a uma trama repleta de traições.

O protagonista deseja vingança, e deve conviver com uma praga terrível que pode transformar seres humanos em criaturas que se parecem com zumbis. Este é um título no qual o jogador pode levar a ação furtiva às últimas consequências. É possível também matar inimigos aos montes, o que acabará fazendo com que o número de ratos aumente e, consequentemente, a praga vá se tornando mais forte.

The Walking Dead

Lançado para PC / Xbox 360 / Playstation 3 / iPhone / iPad

Desenvolvedora: Telltale Games

Review no XboxPlus: Sim, de alguns capítulos (Starved for helpLong Road AheadAround Every Corner)

The Walking Dead, da Telltale, nem parece um point-and-click. O jogo é um must have para qualquer jogador que aprecie uma boa história e personagens memoráveis, personagens com os quais chegamos a nos importar de verdade. Situações angustiantes e dramas terríveis também fazem parte da trama, e podemos realizar escolhas durante o gameplay.

Escolhas que muitas vezes se mostram danosas e/ou trazem uma série de problemas ao jogador. Escolhas que podem também causar enorme tristeza. Os belos gráficos em cel-shading não reduzem o impacto do jogo, e o protagonista passa por maus bocados na companhia de sua adorável protegida, a pequena Clementine. Em uma palavra: jogue assim que puder.

Far Cry 3

Lançado para PC / Xbox 360 / Playstation 3

Desenvolvedora: Ubisoft

Review no  XboxPlus: Não (alguns textos e vídeos de gameplay: 1, 2, 3, 4, 5, 6)

Não poderia terminar este texto introdutório ao meu “melhores de 2012” sem citar Far Cry 3. O game é enorme, em diversos sentidos, e apresenta o jogador a um protagonista que não é nenhum super-homem. Na pele de Jason Brody, somos soltos em uma ilha e temos de lutar contra piratas malucos sob o comando do mais maluco ainda Vaas Montenegro.

Se você busca por um jogo que possa te entreter por bastante tempo, fique de olho em Far Cry 3. O título também conta com um editor de mapas muito bacana, e com suporte a partidas multiplayer (diversos modos de jogo estão à disposição). Em meio às belezas e à selvageria das Ilhas Rook, temos de sobreviver e, ao mesmo tempo, lutar contra os inimigos. Temos, também, de caçar e tomar cuidado com o ataque de animais selvagens.

Far Cry 3 também conta com uma enorme gama de side-quests e atividades as mais diferentes. Tudo para manter o jogador preso por muito tempo. Recomendadíssimo.

——————

E é isso. Enquanto isso, vou preparando aqui o texto com a lista dos jogos que mais gostei em 2012. Até o momento ele já conta com cerca de 30 títulos, vamos ver se consigo publicá-lo como desejo.

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest