A “criação espacial” de um usuário fará parte de Miner Wars 2081

O shooter espacial futurista (simplificando as coisas, é claro) Miner Wars 2081, da Keen Software House, está quase chegando à fase beta (atualmente se encontra em fase alfa). Segundo a desenvolvedora, isto acontecerá dentro de poucas semanas. O jogo, que ganhou recentemente um “irmão mais novo” e mais simples, mas também extremamente bacana, possui também um completo editor, que permite que os jogadores criem bastante coisa, inclusive setores espaciais completos.

Miner Wars 2081 é um ótimo “6DOF (Six degrees of freedom) shooter”. Um grande jogo, em diversos sentidos. Um título que, aliás, já conta com mais de 216 setores espaciais criados por usuários/jogadores. Isto sem falar nos, segundo a Keen Software House, bilhões de setores gerados de forma procedural. Algo tão complexo assim deve, é claro, contar com mais alguns retoques. Mais um pequeno detalhe, digamos, mas um detalhe que poderá fazer grande diferença.

Miner Wars 2081

A desenvolvedora checa está buscando por um setor complexo criado por algum jogador de Miner Wars 2081. A escolha será realizada dentro das próximas semanas, levando-se em consideração, é claro, a iminente entrada do jogo em fase beta. O setor escolhido fará parte da campanha do game, e seu criador terá seu nome incluso nos créditos do jogo. Bacana, não?

Qualquer jogador de Miner Wars 2081 pode participar. É preciso utilizar o editor in-game e construir um setor completo, com estações espaciais, asteroides, naves e o máximo de detalhes possível. Tudo deve fazer sentido, aliás. Spawn points waypoints para os inimigos devem ser adicionados. As facções de cada estação devem também ser definidas, sejam elas amigas ou inimigas. Os setores criados pelos usuários devem ser criados com esmero e, claro, apenas um será escolhido.

Criado o setor, o jogador deve postar suas coordenadas ou seu nome, bem como uma screenshot, neste post no fórum da comunidade. Aí, é torcer para ser escolhido. Vale lembrar que o editor de Miner Wars 2081 somente está disponível para quem adquiriu o jogo, o qual custa US$ 19,99.

E por falar nisso, não posso deixar de mencionar como gosto deste tipo de atitude. Uma empresa abrir espaço em seu jogo para a introdução de trabalhos alheios criados com ferramentas presentes no próprio jogo é algo fenomenal, principalmente porque, como sabemos, tudo isto aumenta a vida útil de qualquer título.

Devo dizer, também, que mesmo em alfa Miner Wars 2081 é um jogo espetacular. Grandioso, na verdade. Repleto de recursos e belezas, capaz de fornecer diversão em um nível que muitos títulos “finalizados” por aí sequer chegam perto. E que dizer então da hipótese de vermos algo nosso, nossa criação, presente na campanha de um título como este? Um título que, sinceramente, além de gigantesco, é um verdadeiro must have para quem gosta de jogos que “brincam”, de alguma forma, com o espaço sideral.

Até mesmo níveis multiplayer podem ser criados através do editor de Miner Wars 2081, e itens de outros mapas podem ser também reaproveitados. Diversos elementos pré-fabricados tornam o processo de construção mais fácil, e a Keen Software House realizou diversas modificações no editor, recentemente, modificações que, segundo ela, permitem a construção de naves-mãe em cerca de 3 minutos (bem, no meu caso bem mais que isso).

Abaixo segue um vídeo muito interessante. “Speedbuilding a space station”. Segue também um tutorial do editor do jogo, o qual é simplesmente fenomenal. E você, pretende adquirir Miner Wars 2081? Gosta deste estilo de jogo?

Poderá gostar também

Trackbacks/Pingbacks

  1. Shooter espacial "Miner Wars 2081" entra em beta fechado - [...] e dias? Sem problemas! Quer viajar pelo espaço, simplesmente, sem rumo? Sem problemas! Quer criar seus próprios setores espaciais, …

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>