A ótima série “Modern Combat”, da Gameloft, completa 3 anos

Quando eu digo que o mercado de jogos eletrônicos, pelo menos no que diz respeito a consoles portáteis (e a outros tipos de dispositivos portáteis), pode vir a sofrer uma grande mudança nos próximos anos, muitas pessoas podem até dizer que sou exagerado.

Mas se observarmos a altíssima qualidade de boa parte dos jogos que são lançados para smartphones e tablets, Android ou iOS, bem como o preço extremamente convidativo destes títulos (muito mais baratos que um jogo para o Playstation Vita, por exemplo), o exagero que mencionei acima quase deixa de existir.

Isto sem falar na grande quantidade de pessoas que já trocaram “portáteis convencionais” por aparelhos que são muito mais que videogames, e no grande número de jogos para navegadores que podem ser jogador independentemente de “onde está” e “qual é” o navegador. Uma parte destes browser-based games, aliás, conta com altíssima qualidade gráfica.

Ok, muita gente ainda reclama (em muitos casos com grande razão) da ausência de controles físicos. Muitos jogadores sentem falta deste tipo de coisa, e creio até que em muitos casos isto se deve ao fato da pessoa desistir dentro de pouco tempo, sem atentar para o fato muito importante de que está utilizando um novo tipo de aparelho e, muitas vezes, até, jogando games que, devido às tais telas touch, contam com novas mecânicas e esquemas de jogo bem diferentes daqueles com os quais estávamos acostumados desde pequenos.

Mas o fato é que muita coisa ainda vai mudar, nesta área. Não sou nenhum guru nem nada do tipo (nem quero ser), mas o que tenho visto ultimamente me dá a nítida impressão de que jogos para iPhone, iPad, iPod touch e smartphones e tablets Android vão crescer cada vez mais, em qualidade e quantidade, e não duvido nada se isto tudo começar a fazer com que os consoles portáteis sejam relegados a segundo plano por uma grande parcela dos jogadores.

Eu mesmo me desfiz de meu Nintendo DSi e fiz de meu iPhone e meu iPad (além do novíssimo Google Nexus 7) meus “novos consoles portáteis”. E vou dizer uma coisa a vocês: já não sinto falta alguma de controles físicos, mesmo em FPSs, como N.O.V.A. 3, por exemplo. Bem, e uma série muito famosa está completando 3 anos de vida. Trata-se da franquia “Modern Combat“, da Gameloft.

Títulos como Modern Combat: SandstormModern Combat 2: Black Pegasus e o mais recente Modern Combat 3: Fallen Nation, principalmente, mostram que fantásticos e extremamente convidativos campos de batalha também podem brilhar em dispositivos com telas menores. Telas de 10, 7 polegadas, ou até menos.

Os números alcançados pela franquia, aliás, são fantásticos. A Gameloft divulgou também um infográfico com diversos detalhes interessantes. Através do infográfico, ficamos sabendo que desde o lançamento do primeiro jogo da série, em 2009, mais de 6 milhões de cópias foram vendidas. Além disso, só o Modern Combat 3: Fallen Nation possui cerca de 1,5 milhões de usuários ativos por mês.

Ainda falando a respeito de Modern Combat 3, estes cerca de 1,5 milhões de usuários ativos mensais são responsáveis por 1 bilhão de mortes (in-game) nos modos multiplayer do jogo. Temos também de nos lembrar de que cada um dos 3 jogos acima custa menos de 10 dólares, seja no Google Play seja na App Store (o mais caro custa US$ 6,99). Ou seja, com cerca de 20 dólares você pode adquirir a coleção completa.

Por falar nisso, fica aqui a dica: Modern Combat 3 está em promoção no Google Play, saindo por apenas R$ 2,02. E se você ainda tem dúvidas da qualidade deste título (bem, a franquia inteira é ótima), dê uma olhada no trailer abaixo. O infográfico também segue abaixo:

modern combat infografico 3 anos

Poderá gostar também

Trackbacks/Pingbacks

  1. Wild Blood, da Gameloft, chega à App Store - resumindo: compre! - [...] este lançamento acontecer hoje, aliás, pois ontem mesmo eu estava comentando a respeito da evolução dos jogos para smartphones …

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>