A Ubisoft “ouviu” você, e Driver San Francisco não usará o “always-on DRM”. Mas…

A Ubisoft resolveu voltar atrás em relação ao always-on DRM (sistema que obriga o jogador a permanecer conectado à internet enquanto jogando alguns dos games da empresa) incluso na versão para PC de Driver San Francisco. Ela “ouviu o feedback” (negativo, é claro), e resolveu realizar algumas modificações no DRM. Nada de permanecermos conectados à internet: apenas um “simples” login, online, é claro, será necessário. Antes do início do jogo. Na verdade, o que a Ubisoft fez foi reduzir a “força”, digamos assim, e também a forma de atuação do tal DRM. A necessidade de uma conexão à internet para jogar Driver San Francisco permanece.

Não durante o game inteiro, mas “apenas” quando iniciamos o game. Ou seja, como bem lembrou John Walker, do Rock, Paper, Shotgun, “agora, er, se sua conexão à internet cair você ainda não pode jogar, e você ainda não pode jogar em qualquer lugar sem uma conexão à internet“. Dureza, hein? Me parece, aliás, que este é o mesmo tipo de DRM incluso em From Dust.

Nós ouvimos seu feedback a respeito da necessidade de uma conexão permanente à internet para Driver, e tomamos a decisão de não mais incluí-lo. Então, isto significa que os jogadores de Driver no PC somente precisarão realizar um login no início do game, mas podem, posteriormente, escolher jogar o game offline“, disse alguém da empresa.

Para a Ubisoft, seu DRM é um sucesso. Mas, ainda de acordo com o Rock, Paper, Shotgun (e já ouvi isto através de diversas fontes) ela não conseguiu provar de nenhuma maneira que o mesmo reduziu a pirataria em relação a seus jogos.  Aliás, DRM algum reduz pirataria, pois ele acaba focando infalivelmente em quem não deveria. Tudo bem. Qualquer empresa tem o direito de introduzir dispositivos para evitar que seus jogos sejam literalmente jogados na lama. Entretanto, quando um DRM se mostra ineficaz como este “always-on” já se mostrou (aliás, qualquer DRM o é), creio que tal empresa tem o dever de rever seus conceitos e deixar de penalizar pessoas que não possuem culpa alguma por supostos prejuízos sofridos pela mesma.

Isto, aliás, depende muito da ótica através da qual observamos este tipo de situação, pois um game “pirateado” não é um game “não vendido”. Alguém pode afirmar que existe prejuízo nesta situação? Claro, sou totalmente contra a pirataria, mas atitudes como estas me irritam bastante. Perceber que a Ubisoft deu uma “aliviada” no DRM de Driver San Francisco, mas que tal “aliviada” ainda assim poderá deixar muita gente que comprou o game sem jogar, é irritante ao extremo.

Quem buscar por “versões alternativas” de  Driver San Francisco não estará nem aí para tudo isto, pois jogará o game em qualquer lugar, a qualquer hora, sem ter de efetuar login algum nem tampouco possuir uma conta junto à desenvolvedora e publisher francesa. Tratar o cliente como um ladrão é o que a Ubisoft está fazendo, infelizmente (como palhaço também). Cada novo jogo da empresa que conta com este infeliz DRM, mesmo com esta nova versão “light”, chama a todos de picaretas. Quer dizer, se eu estiver sem internet, por exemplo, não poderei jogar Driver San Francisco de forma alguma, pois não conseguirem realizar o tal login.

E enquanto isso, o “mercado alternativo” está rindo à toa. A mim é que a Ubisoft não ouviu.

(Via: Rock, Paper, Shotgun)

Poderá gostar também

19 Comments

  1. O DRM da Ubisoft não é um sucesso? Tá maluco, rapaz?! É um sucesso de primeira!
    O maior e mais bem sucedido jeito de eu não gastar dinheiro com games! Sabe o que eu compro da Ubisoft? MAIS NADA. Isso faz um bem danado ao meu cartão de crédito.

    hahuauhauha

    Legal, e desistiu do verde no blog foi? hehe

    Reply
    • @Erick,

      Hahahahahahahahaha

      Com certeza. Vendo por esse lado, ele é muito saudável…rsrsrsrs

      É, em relação ao Steam, existem falhas no modo offline. Sua sugestão seria muito bem vinda.

      Então, Erick, tem muito verde no tema, ainda. Mas ainda estou mexendo. Gostou do novo tema? :)

      Reply
  2. Isso inclusive é o único ponto negativo que eu enxergo na Steam: o modo offline não funciona direito. Eu queria que eles consertassem esse troço e permitisse que desse pra jogar offline, obrigando o cara a conectar pelo menos uma vez por semana ou a cada 3 dias pra verificar se não é um pirata. Acho que estaria de bom tamanho!

    Reply
  3. Sabe o que eu compro da Ubisoft? MAIS NADA. Isso faz um bem danado ao meu cartão de crédito.

    @Erick kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…

    Reply
    • @Otávio Chiquito,

      Puxa. Infelizmente, não tenho como fazer isso. Tem o Assassin’s Creed, cara. Adoro a série. :(

      Reply
  4. A única coisa que ainda me prende a Ubisoft chama-se Assassins Creed

    Reply
    • @Neto Mussauer,

      Olha, Neto, assino embaixo. Adoro a franquia. É uma pena ser da Ubisoft.

      @Leonardo,

      Realmente, Leonardo. São pessoas que, muitas vezes, sequer tocaram em um joystiq. Sequer jogaram ou finalizaram algum game, e acham que “tudo é festa”, e que podem fazer o que bem desejarem e o consumidor vai engolir tudo. E o pior é que muita gente acaba encolindo.

      Situação complicada, essa. E o pior é que muita gente dentro da Ubisoft com certeza sabe que DRM não serve pra nada. Bem que podiam iniciar uma campanha dentro da própria empresa, contra isso, né? Mas, aí também, existem os empregos, que estariam em risco. É fogo. :(

      Reply
  5. A opção pelo DRM com certeza é mais uma daquelas decisões tomadas por “altos executivos”, aqueles com salários altíssimos, bônus semestrais e bons de conversa, mais que não sabem nada ou pensam que sabem do mercado de games, quase nunca tiveram uma experiência sequer com os produtos que vendem, são soberbos e acham que estão fazendo o melhor, na verdade, estão afastando cada vez mais quem paga pelo seu produto.

    Reply
  6. Sabe ele tentam “aliviar” esse DRMerda, mas não tem jeito a pirataria nem toma conhecimento dela, essas horas eu me pergunto porque quem tenta ser correto se dá mal.

    Reply
    • @Rodrigo Lima,

      Infelizmente, Rodrigo. Realmente: quem age corretamente muitas vezes se dá mal, principalmente no “campo” dos games, ultimamente. Triste isso. E DRM não serve pra nada. Logo logo vão pipocar as versões “alternativas”, infelizmente.

      @Hideki T,

      É, Hideki. Eles não ouvem ninguém, e parecem não perceber que todos estes esquemas são ineficazes. Prova disso é que sempre o pessoal do “lado negro da força” burla isso tudo. É triste, porque quem não paga pelo jogo, por outro lado, nem sequer se dá conta destes problemas todos. Eles até voltaram atrás no Splinter Cell: Conviction, pelo que me lembro, mas na época em que joguei, tinha o tal DRM nefasto. Eu também não deixo de comprar um game que desejo só porque não está no Steam. Sempre observo os prós e os contras de cada serviço. Mas tudo isto cansa, mesmo. :(

      Reply
  7. Terreno pântanoso esse do DRM, boicotei o Assassin’s Creed 2 durante um tempo, mesmo tendo adorado o primeiro.
    Na época, a Ubisoft tentou emplacar, sem sucesso, esse mesmo esquema de conexão permanente e não conseguiu.
    Se não estou enganado, no dia seguinte ao lançamento, alguém descobriu uma forma de burlar o esquema de segurança.
    Não vou deixar de comprar os jogos que me interessam MUITO por não constarem no catálogo da STEAM – estou falando de você EA – ou por causa do DRM, mas são jogos que deixam de ser prioridade e serão comprados quando estiverem com AQUELA promoção.

    Reply
  8. Driver é uma série muito legal, pena estar sofrendo isso agora.
    No fim o melhor jeito de bular esse DRM legalmente é comprar a versão para console
    mas quem não pode, sempre existe um Torrent a uma pesquisa de distância.

    Quanto ao modo offline do Steam, ele realmente dá muitos erros (ultimamente até conectar tem dado problema comigo). Mas eu consigo tranquilamente jogar por 3 ou mais dias sem conectar, é praticamente uma questão de sorte. Por isso mesmo adorando o Steam, sempre que posso e quando o preço compensa compro cópias físicas.

    Reply
    • @Mateus Massa,

      Pena mesmo, Mateus. A série é ótima, não merecia sofrer com isso tudo. E, como sempre, os PC gamers é que se lascam. Pois estas mega corporações parece que não enxergam que versões “alternativas” saem rapidamente, infelizmente.

      É, eu tenho usado pouco o modo offline, mas já peguei alguns problemas. Agora, o problema em relação a cópias físicas, é que cada vez mais a distribuição digital cresce, o que vai “acabar acabando” (rs) com as versões físicas.

      Reply
  9. é por umas destas que o pirataria se refoça. quando obrigaram a ter o cd do jogo no drive de cd para poder rodar o jogo os cracks apareceram, agora com essa medida so almenta a pirataria afinal se eu comprar o jogo original vou te q burla para pode jogar em qualquer lugar sem a necessidade de net é melhor comprar o pirata mesmo q ja vem burlado.

    Reply
    • @jvictorsk8er,

      Não consigo entender tudo isto, amigo. Realmente. DRM só faz crescer a pirataria, infelizmente. É algo que provoca um efeito totalmente oposto ao que a empresa pretendia com o mesmo. E o pior é que a Ubisoft, por exemplo, persiste no erro. Triste.

      Reply
  10. Então eu não vou poder jogar no sábado… porque minha porcaria de internet não conecta sábado (é um custo a conecção)… mas quem tiver um pirata com crack burlando essa bobagem (e vai ter)… vai poder jogar… legal né!!!!!!

    Reply
    • @Jacques,

      É, Jacques, infelizmente esse DRM da Ubisoft só penaliza quem compra o game…rsrsrsrsrsrsrs

      Reply
  11. caramba hein essa foi de mata, um verdadeiro FATALITY rsrsrsrsrsrsrs té mais!

    Reply
    • @foulu

      Dureza, né? rsrsrs É como dizem mesmo. O DLC virou um câncer na indústria de games.

      Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Ubisoft pede que a Valve reembolse compradores de From Dust (será?) | XboxPlus Blog de Games - Dicas, análises, tutoriais. Games, consoles e jogos em geral - [...] Dust é um game muito bom. Entretanto, sua beleza foi manchada pelo DRM da Ubisoft. A gigante francesa deu …
  2. Ubisoft pede que a Valve reembolse compradores de From Dust (será?) | XboxPlus Blog de Games - Dicas, análises, tutoriais. Games, consoles e jogos em geral - [...] Dust é um game muito bom. Entretanto, sua beleza foi manchada pelo DRM da Ubisoft. A gigante francesa deu …

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>