Muitas vezes cheguei a afirmar que Alan Wake é um dos melhores games já lançados para o Xbox 360. Não sei se chegaria ao ponto de incluí-lo na lista dos melhores desta geração no 360, como algumas pessoas, mas o fato é que o game é fantástico. Desenvolvido pela finlandesa Remedy Entertainment, empresa responsável também pela série Max Payne, o título é um “Must Have”. Sim, com “M” e “H” maiúsculos.

Dotado de belos gráficos e um enredo complexo e extremamente misterioso, o qual “carrega” o pobre escritor Alan Wake de um canto a outro da pequena porém assustadora cidade chamada Bright Falls, este título de 2010 impressiona em diversos aspectos. Até mesmo a maneira como ele é apresentado ao jogador, como uma espécie de minissérie, tendo sempre no começo de cada novo episódio uma pequena seção mostrando o que aconteceu anteriormente, é fantástica. Não se trata de um game convencional, em vários sentidos.

O horror em Alan Wake não é lá muito explícito. Ele está implícito na forma como as trevas tendem a sobrepujar a luz a cada momento. Na maneira como a história é contada. Nos bilhetes que o Alan encontra, muitos deles contando trechos de uma história que ele nem escreveu ainda. O medo em Alan Wake ocorre de uma maneira diferente. É algo muito mais ligado aos nossos medos mais básicos do que a qualquer outra coisa. Medo do escuro. De ficar sozinho. Medo do desconhecido. Medo de uma floresta sombria. De perder entes queridos sem poder fazer nada.

Mesmo assim, esta maravilha demorou para ser lançada. Quando isto aconteceu, foi lançada somente para Xbox 360. Notícias de baixa vendagem não paravam de circular pela internet, mesmo o game sendo uma obra prima. Eu, particularmente, não entendi o que aconteceu. Dois fantásticos DLC’s foram lançados para o jogo, mas nem isto ajudou a mantê-lo, digamos, “vivo”.

Hoje, durante a GDC 2011, Markus Maki e Olli Tervo, da Remedy, disseram que Alan Wake deveria ter sido lançado para Xbox 360, para o Playstation 3 e para PC. Eles também disseram que, devido a um acordo com a Microsoft, o Playstation 3 foi excluído da lista. A partir daí, ainda segundo Maki e Tervo, desenvolver o jogo para o Xbox 360 causou problemas a uma equipe cuja experiência, digamos, estava no desenvolvimento para PC.

Quando lhe perguntaram por mais detalhes a respeito do cancelamento da versão para PC de Alan Wake, Markus Maki deixou bem claro que esta decisão não foi tomada na Finlândia, e que não pode falar a respeito. Teria sido a Microsoft a causadora deste problema? Se sim, com que motivos, uma vez que o game é um primor, e ela mesma exigiu que ele não fosse lançado para o console da Sony?

Bom, talvez os Taken tenham a resposta, afinal, tudo isto é muito obscuro. Uma pena, pois o game é fantástico. Não pude deixar de incluir neste artigo o trailer de lançamento de Alan Wake:

Link para o vídeo:

http://www.youtube.com/watch?v=pf3mRsYls8s

(Via: ComputerAndVideoGames)

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest