Amnesia: The Dark Descent é um game de survival horror desenvolvido pela Frictional Games, a mesma desenvolvedora da sensacional série Penumbra, cujo primeiro título Penumbra Overture fez parte do The Humble Indie Bundle. Amnesia: The Dark Descent será lançado em alguma data entre o final de Agosto e o início de Setembro deste ano, e é um game realmente assustador (no bom sentido).

A Frictional me enviou uma versão beta de seu game, e confesso que estou cada vez mais impressionado e assustado (novamente no bom sentido), pelo game. Ele oferece um conjunto, formado pelos gráficos, pela história, pela trilha sonora e pelos efeitos sonoros, que te faz saltar da cadeira. Amnesia: The Dark Descent conta a história de um cara chamado Daniel (você), o qual acorda em um sinistro castelo com alguns problemas em sua memória: ele se lembra de pouquíssimas coisas de seu passado.

Durante o gameplay, você vai encontrando notas escritas pelo próprio Daniel, as quais lhe ajudam a entender um pouco da história, conforme vai progredindo. O título é sensacional; você conta com uma lanterna “movida a óleo” para iluminar os escuros corredores, e pode até acender velas em candelabros espalhados pelo cenário.

Uma presença sobrenatural acompanha você constantemente. Você ouve gritos, sons assustadores, barulhos estranhos e muitas outras coisas amendrontadoras enquanto caminha, e conforme vê e/ou ouve estes eventos sobrenaturais, vai perdendo aos poucos sua sanidade, e conforme isto vai ocorrendo, o resultado é claramente perceptível: você começa a enxergar tudo de uma forma um tanto quanto distorcida. Você sente e ouve o medo do Daniel, sua respiração ofegante, etc. Bom, vou parar de falar para não estragar a surpresa.

Tive o privilégio de realizar uma pequena entrevista com o Thomas Grip, da Frictional Games, o qual muito gentilmente me atendeu, desde o início. Abaixo segue a nossa conversa:

1) XboxPlus: Quando o Amnesia: The Dark Descent será lançado? Em Agosto?

Thomas Grip: No final de Agosto ou no início de Setembro deste ano.

2) XBP: Ele será vendido somente no GamersGate?

TG: Sim (OBS: encontrei uma página do game no Steam. Vou perguntar a respeito para o Thomas).

3) XBP: Quanto tempo ele (o game) levou para ser desenvolvido?

TG: Iniciamos o projeto há quase 3 anos atrás.

4) XBP: Você considera a Frictional Games como uma empresa independente?

TG: Nós não temos ninguém nos dizendo o que fazer, e nós somos 100% donos da empresa. Eu acho que isto nos faz indies. 🙂

5) XBP: Neste caso, quais são suas razões para a resposta acima?

TG: Eu acho que dei a razão na resposta anterior.

6) XBP: O que você faz na Frictional Games?

TG: Programador, designer, aquele que importuna todos os artistas, e toneladas de outras coisas. Uma vez que somos uma pequena empresa, todos nós assumimos vários papéis. Eu também sou um dos sócios da empresa.

7) XBP: Qual foi a engine utilizada (caso alguma tenha sido utilizada)?

TG: Nossa própria engine, chamada HPL2, a qual é uma profunda atualização da HPL que nós utilizamos em Penumnbra.

8 ) XBP: Quantas pessoas trabalharam no desenvolvimento?

TG: Quando iniciamos o projeto, a Frictional Games era composta por apenas três pessoas. Nós então chegamos a 5 pessoas e quando trabalhando em Amnesia, utilizamos uma série de serviços terceirizados para ajudar na escrita, na música, nas animações e em modelos extras. Eu acho que nós usamos quase 10 pessoas para fazer coisas de forma terceirizada, algumas trabalhando somente por uma semana, algumas trabalhando por vários meses.

9) XBP: O que receberá quem comprar o game durante a pré-venda?

TG: O game mais barato e uma quantidade extra de gratidão da gente.

10) XBP: Quando a Frictional Games foi criada?

TG: A empresa foi iniciada oficialmente em 2007, mas Jens e eu já trabalhávamos juntos desde 2004.

11) XBP: Vocês foram inspirados por algum game durante o desenvolvimento de Amnesia?

TG: Não existe realmente nenhum game que tenha sido nossa inspiração principal durante o desenvolvimento de Amnesia. Entretanto, existem muitos games nos quais buscamos alguma inspiração, incluindo Bioshock, Shadow of The Colossus, Silent Hill e inúmeros jogos de ficção interativos.

12) XBP: O único game desenvolvido pela Frictional Games que não é de horror é o Energetic. Eu também amo games de horror. Por que vocês se concentram neste gênero?

TG: Não são feitos muitos jogos de puro horror nos dias atuais (a maioria tem toneladas de tiro no meio), então, isto criou um nicho de mercado para nós. O mais importante, porém: os games de horror fazem parte do único gênero onde está tudo bem quando sacrificamos as emoções pelo gameplay, e é interessante explorar isto.

13) XBP: Existe algo que você pode dizer aos leitores do XboxPlus?

TG: Espero que todos tenham assustadores e cativantes momentos quando Amnesia for finalmente lançado. Estamos muito ansiosos pelo lançamento e para ouvir a respeito das experiências das pessoas.

——————————–

E é isto. Meus agradecimentos ao pessoal da Frictional Games, e logo mais postarei meu Hands On sobre o game. Ele é simplesmente assustador e extremamente imersivo. 🙂

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest