E lá vamos nós para mais um preview, a respeito de mais um (ótimo) jogo em Acesso Antecipado (Early Access) no Steam (link para a página do jogo na loja da Valve). Desta vez, escreverei a respeito de Parkasaurus, um carismático e divertidíssimo tycoon, lançado no último dia 25 de Setembro, para PC.

Trata-se de um indie game em desenvolvimento por um pequeno estúdio canadense chamado WashBear. E quando eu digo pequeno, quero dizer que o estúdio é composto por apenas dois desenvolvedores.

Parkasaurus, aliás, até me lembrou um pouco de outro game que analisei pouco tempo atrás: Megaquarium. O jogo da WashBear, entretanto, é um tanto quanto mais complexo, além de contar com uma proposta bastante diferente daquela do título da Twice Circled.

Parkasaurus

No simulador de parques temáticos cujo objetivo é a exibição de dinossauros de diferentes espécies, o jogador é colocado no papel de gerente, e tem de contratar funcionários, construir as áreas restritas para cada espécie (as exposições), lidar com as finanças do parque, ficar de olho na felicidade dos simpáticos e fofinhos dinossauros, e até mesmo lidar com eventuais fugas e/ou atos violentos por parte dos mesmos. Isto porque existem diferentes fatores que contribuem ou não para o nível de stress dos animais, e caso eles se sintam estressados demais, bem, coisas não muito legais podem acontecer. Mas o jogo é simpático demais. Carismático demais. Bonitinho demais. E os dinossauros podem até mesmo utilizar chapéus, veja só que bacana!

Em Parkasaurus, o negócio é atrair o maior número de visitantes possível para arrecadar dinheiro, dinheiro este que pode (e deve) ser utilizado em pesquisas, na criação de mais exposições e na melhoria das já existentes, na aquisição de mais ovos de dinossauros e também na compra de diversos atrativos que também podem fornecer uma renda extra ao parque no final de cada dia (carrinhos de cachorro quente, de pipoca, de venda de refrigerantes e sorvetes, decorações as mais diversas, barracas que vendem sanduíches, etc).

Parkasaurus

O jogo conta com várias categorias de funcionários, incluindo cientistas, zeladores, seguranças e veterinários, e todos são extremamente necessários na manutenção do parque. Conforme este vai crescendo, é natural a contratação de mais funcionários, e aí entra em cena o escritório do parque, onde você pode consultar currículos e também relatórios detalhados a respeito da visitação, da saúde financeira do mesmo, dos visitantes, dos diversos edifícios construídos, etc.

O jogo também possui uma árvore científica (você deve colocar cientistas para trabalhar), a qual desbloqueia novas tecnologias, construções, enfeites e diversos outros itens. Tal árvore, entretanto, é bastante pequena, por enquanto, e fatalmente você a completará com poucas horas de gameplay, desbloqueando então todas as tecnologias existentes.

Ao fim de cada dia o parque é fechado, além disso, momento durante o qual você visualiza um relatório de desempenho completo e ganha alguns corações. São tais corações, por falar nisso, que permitem o futuro desbloqueio de mais espécies de dinossauros.

Parkasaurus

Além disso, Parkasaurus permite que expedições científicas sejam enviadas para o passado em busca de itens de DNA de várias espécies, itens estes necessários para que você então adquira e incube os ovos para suas exposições (o momento do nascimento de cada dinossauro é verdadeiramente emocionante). Existe um minigame bem interessante aí, o qual pode ficar mais ou menos difícil dependendo do nível de experiência de seus cientistas.

É possível, então, realizar escavações (lembra um pouco de campo minado) em busca de fósseis completos, crânios, pegadas, etc: tudo isto tendo em vista a aquisição de ovos na respectiva loja na cidade do game (sem esquecer, obviamente, da posterior incubação). Ah, para a aquisição dos tais ovos também é necessários comprar algumas gemas, o que é um tanto quanto estranho, é verdade, mas o game é fofinho, divertido e até mesmo engraçado, em diversos pontos, então isto acaba passando batido e até mesmo “casando” bem com a proposta do conjunto.

Parkasaurus

Mas não se engane: Parkasaurus exige bem mais atenção e gerenciamento que Megaquarium, por exemplo. Cada espécie de dinossauro (são mais de 20 disponíveis) exige um determinado bioma, o qual deve ser atingido/criado no momento da preparação dos “cercados” para as exposições.

É necessário definir o tipo de terreno correto, o tipo de vegetação correto (bem como a quantidade certa de árvores e arbustos), e também adicionar quantidades específicas de água (na forma de lagos) e rochas. É necessário contar com uma certa biodiversidade, a fim de que os futuros habitantes possam aí habitar com qualidade de vida e felicidade.

Parkasaurus

São vários os biomas passíveis de serem criados, incluindo floresta tropical, tundra, alpino, pântano, savana, taiga, deserto, etc. Ao criar cada “cercado”, cada exposição, o jogador pode inclusive contar com um gráfico bem específico, o qual vai exibindo paulatinamente o quanto falta para atingir as condições necessárias para a criação de cada um dos biomas. Existem também ferramentas para terraformação, e podemos então criar depressões, montes e até mesmo montanhas, dependendo, é claro, do tamanho de nossas exposições (alguns dinossauros gostam de configurações específicas para se esconderem, por exemplo).

Parkasaurus

Isto sem falar que temos de levar em consideração a privacidade dos dinossauros. O layout dos “cercados” deve levar em conta este fato, e podemos (ou melhor, devemos) incluir aí áreas que os mantenham longe da vista dos visitantes quando eles assim desejarem. É necessário, porém, manter um certo equilíbrio, e o jogo também conta com ferramentas que nos permitem aferir o nível de privacidade de cada área.

O layout de cada exposição pode incluir determinados tipos de vegetação que contribuem para maior privacidade, por exemplo (além de muros que impossibilitam qualquer visão), mas temos também de levar em consideração o fato de que não é desejável manter os dinossauros totalmente escondidos, afinal de contas, os visitantes precisam observá-los, curti-los, manifestar sua felicidade, tudo para que o parque atraia cada vez mais visitantes e, assim, prospere.

Parkasaurus

Temos que pensar em layouts específicos, com áreas específicas para observação, também. Temos que utilizar muros que não permitem visualização alguma em determinadas áreas, e cercas e/ou muros translúcidos nas áreas onde desejamos que os visitantes obtenham uma visão de nossos queridos amigos.

Aliás, vale ressaltar que os dinossauros crescem, com o tempo, e isto implica também em maiores quantidades de comida (existem dinossauros vegetarianos e carnívoros), a qual pode inclusive ser entregue periodicamente em nosso parque, através de um contrato firmado com a loja de vegetais encontrada na cidade.

Parkasaurus

Parkasaurus exige do jogador, além disso, um grande cuidado no tocante à manutenção do parque e a melhorias que sejam capazes de atrair mais visitantes. Iluminação, por exemplo: o jogo conta com ciclo de dia e noite, além de variações climáticas que dependem das estações do ano (neve pode cair, dependendo da época), e apesar de fechar todas as noites, o parque permanece aberto por um determinado período noturno, de poucas horas. É também preciso pensar em atrativos para os visitantes, os quais, obviamente, colaborarão para a obtenção de mais corações (veja acima) ao final de cada dia, e também para maiores rendimentos (bebidas, comida, cientistas palestrantes, etc).

Parkasaurus

Decoração também é um item importantíssimo, pois um parque bonito certamente fará com que os visitantes retornem, e a boa propaganda atrairá mais deles (no relatório exibido ao final de cada dia é possível descobrir o que eles estão pensando a respeito do parque, bem como descobrir eventuais problemas e/ou falhas, os quais podem então ser corrigidos).

O jogo também permite que você explore o mapa em primeira pessoa, inclusive empunhando uma arma que dispara dardos tranquilizantes (em momentos de necessidade, você pode ajudar os seguranças a pacificarem os dinos). Há também uma câmera livre e diversos níveis de zoom, para uma melhor visualização do conjunto, de seu parque dos sonhos. Isto sem falar em um comando que permite que a interface de usuário seja escondida, o que faz com que você possa visualizar seu parque em toda a sua glória.

Assim que entramos no game, além disso, existe um ícone citando o Steam Workshop: fico aqui pensando nos parques fantásticos que serão então criados e compartilhados, tão logo o recurso entre em funcionamento, valendo também a pena lembrar que o pequeno estúdio responsável pelo game menciona que ele provavelmente permanecerá em Acesso Antecipado por mais ou menos 6-8 meses.

Parkasaurus

Parkasaurus é um jogo verdadeiramente delicioso. Uma grande brincadeira. Um gerenciador de parques temático que coloca o jogador em contato com criaturas desaparecidas há milhões de anos e que muitas vezes fizeram parte de nossa infância através de livros, histórias diversas, brinquedos e até mesmo de jogos eletrônicos. O título da WashBear mexe com a criança dentro de cada um de nós, divertindo, ensinando e também fazendo com que exercitemos nossos neurônios através de mecânicas e sistemas complexos na medida certa, sem exageros e sem sobreposições.

Acredite: é verdadeiramente emocionante navegar até a entrada do parque e verificar que existe uma fila enorme de visitantes ansiosos para entrar, todos exibindo ícones de extrema felicidade por ali estarem, meio que antecipando as maravilhas que conhecerão.

Parkasaurus

É surpreendente também observar que, apesar da reduzida equipe, um jogo tão bonito, carismático, divertido e complexo na medida certa pôde ser criado. Em seu estado atual, aliás, posso dizer que ele já é perfeitamente jogável, sem bugs que atrapalhem o gameplay, sem maiores problemas e/ou impedimentos, como aqueles que encontrei em Landinar: Into the Void, por exemplo.

Parkasaurus é recomendadíssimo se você está em busca de um bom tycoon e/ou é fascinado por dinossauros. Seus gráficos em low poly, além disso, trazem mais charme ainda ao conjunto.

Enquanto isso, fique com um trailer do jogo:

Pin It on Pinterest