Esta análise de The Awesome Adventures of Captain Spirit faz parte da seção “Análise especial“, na qual escrevo sobre jogos que não são lançamentos mas que também não foram lançados há muito tempo (geralmente menos de um ano).

Anunciado durante a E3 2018, The Awesome Adventures of Captain Spirit, da DONTNOD, está disponível gratuitamente para PC, Xbox One e PlayStation 4 (o jogo foi lançado em 25 de Junho de 2018). Trata-se de uma pequena aventura, deliciosa e comovente.

Lágrimas até poderão escorrer de seus olhos em alguns momentos, ao longo do pouco tempo que leva para finalizar o jogo, valendo também a pena lembrar que, infelizmente, a experiência é realmente curta. Tudo depende, obviamente, do quanto você explora e/ou “perde tempo” lendo bilhetes, revistas, etc. Tudo depende também de como você interage com outros personagens através dos diálogos. Mas eu diria que dificilmente o jogo ultrapassa 2 horas de duração.

The Awesome Adventures of Captain Spirit

O título é ambientado no mesmo universo de Life is Strange, e funciona como uma espécie de ligação com Life is Strange 2 (há também referências ao primeiro capítulo da franquia, vale lembrar). Chris, o protagonista, é um garoto de 9 anos que vive com o pai, o qual tem alguns problemas com bebida. A família, aliás, passou por uma grande tragédia recentemente, o que ajuda a deixar as coisas um tanto quanto mais complicadas. Há, inclusive, certa insistência de alguns parentes para que o menino vá com eles viver, abandonando o pai.

The Awesome Adventures of Captain Spirit

Tudo isto (incluindo a bebida) afeta, é claro, a relação entre pai e filho, sendo que o adulto muitas vezes fala coisas sem pensar e acaba magoando o pequenino. Um momento em especial, já no final do jogo, está diretamente ligado a esta relação problemática, e é bastante tocante.

Chris é um menino bastante criativo. Imaginativo. Ele desenha, ele é extremamente curioso, e também brinca bastante com bonecos e outros elementos pertinentes à sua idade. Ele também possui uma espécie de amigo imaginário. Na verdade, talvez, a palavra certa aqui seja alter ego. Trata-se do Captain Spirit (o qual ajuda a dar nome ao título), e Chris, como Max no primeiro Life is Strange, possui alguns poderes bastante especiais.

The Awesome Adventures of Captain Spirit

Em determinados momentos do gameplay, um indicador aparece em tela e o jogador pode então fazer uso de tais poderes, emprestados, quem sabe, do tal Captain Spirit que o menino tanto adora. Seja para acender a lareira, seja para fazer funcionar uma velha televisão, o fato é que Chris realmente é capaz de realizar coisas verdadeiramente impressionantes, principalmente se levarmos em consideração todo o contexto, incluindo o local pacato e as pessoas pacíficas (exceto seu pai) que o rodeiam.

The Awesome Adventures of Captain Spirit também conta com alguns puzzles bem interessantes, sendo que o personagem principal possui inclusive uma anotação com algumas coisas importantes para fazer, as quais envolvem então a resolução dos tais quebra-cabeças, além de exploração.

The Awesome Adventures of Captain Spirit

O jogo conta com limites muito bem definidos, entretanto, no tocante a até onde Chris pode ir. Não é possível nos afastarmos muito de sua casa, e aí está mais um indicativo do pequeno escopo definido para o título. Mas tudo isso passa até despercebido quando prestamos atenção na história e nos diálogos.

Os diálogos, aliás, são importantíssimos, como já de praxe na franquia. Temos de fazer escolhas, também: podemos optar entre preparar ou não a comida para o pai de Chris, por exemplo, e podemos inclusive escolher entre contar ou não a outras pessoas sobre os problemas pelos quais o menino passa com o pai embriagado. Podemos também optar por escolhas diversas em algumas conversas, sendo que algumas das possíveis respostas chegam a colocar dúvidas em nossa mente a respeito de possíveis e futuras consequências negativas.

The Awesome Adventures of Captain Spirit

O fato é que os diálogos são verdadeiramente importantes, e são capazes de provocar leves mudanças no rumo que a história tomará e/ou no modo de ação de alguns personagens, como o pai de Chris, por exemplo.

The Awesome Adventures of Captain Spirit é também embalado por uma linda trilha sonora, a qual contribui bastante para fortalecer o tom emocionante da narrativa. O pequeno protagonista é bastante sonhador, e sua fragilidade frente ao mundo é exposta quase que a todo momento, de diversas maneiras e fazendo com que o jogador estabeleça um fortíssimo vínculo com ele.

The Awesome Adventures of Captain Spirit

Seu pai prefere o álcool a sair com ele para comprar uma árvore de natal. Seus sonhos parecem sempre distantes, inalcançáveis. Seu pequeno mundo se resume a uma pequena casa isolada no meio da neve, com vizinhos que, apesar de dispostos a ajudar, não são capazes de fazer muita coisa. Sua única escapatória é sua grande imaginação, seus desenhos, seus brinquedos e seu “super-herói particular”, o Captain Spirit.

The Awesome Adventures of Captain Spirit

Mas The Awesome Adventures of Captain Spirit também coloca uma grande dúvida na mente do jogador: até onde vai a mera imaginação de Chris, e onde começa a realidade pura e simples? Qual a natureza dos superpoderes apresentados?

De uma coisa podemos ter certeza: trata-se de uma aventura verdadeiramente emocionante, cativante, rápida e com um protagonista extremamente carismático. Talvez o único defeito, aqui, seja mesmo a curta duração.

Ficha técnica

Título: The Awesome Adventures of Captain Spirit

Gênero: aventura

Desenvolvedora: DONTNOD Entertainment

Publisher: Square Enix

Data de lançamento: 25 de Junho de 2018

Plataformas: PC, PlayStation 4, Xbox One

Versão analisada: PC

Mas Life is Strange 2 já está aí, para nos emocionar ainda mais. Logo mais nele irei imergir. Enquanto isso, fique com o trailer de lançamento de The Awesome Adventures of Captain Spirit:

Pin It on Pinterest