Assista ao espetacular trailer de lançamento de Elite: Dangerous

Quem acompanha o XboxPlus sabe que estou fissurado em Elite: Dangerous. O jogo da Frontier Developments será lançado no próximo dia 16, mas já está sendo jogado por muita gente. Backers do Kickstarter, compradores de uma versão vendida há até alguns dias atrás que fornecia acesso ao beta (atualmente estamos na fase gama), etc.

Já fiz diversas coisas na enorme galáxia de Elite: Dangerous. Já aprendi a aterrissar uma simples Sidewinder (acredite, o processo requer treino), já comprei e vendi muitas coisas, já estive em uma longa jornada durante a qual explorei bastante e já adquiri uma nave Cobra MK III e participei de combates.

O jogo é fabuloso, podemos viajar livremente através de uma miríade de sistemas solares. São 400 bilhões de sistemas, e estações espaciais funcionam como abrigos temporários quando estamos cansados, bem como servem para realizarmos reparos nas naves, reabastecermos, ficarmos por dentro das últimas notícias da galáxia e, claro, para pegarmos trabalhos, que podem ser desde simples entregas até a eliminação de certos alvos.

Elite: Dangerous

E hoje a Frontier Developments divulgou o trailer de lançamento de Elite: Dangerous, o qual é realmente espetacular. Para quem está jogando, é sensacional ouvir os sons externos da nave, ou melhor, ouvir os sons do lado de fora, enquanto a opção de câmera externa não é implementada (me pergunto o quão fiel, aliás, este trailer é neste quesito).

O trailer começa exibindo um comandante (no caso, um de nós – vamos sonhar) indo de encontro à sua nave. Logo depois aparecem outros. Outras naves, também. Este início parece ser dentro de uma estação Coriolis, e logo em seguida temos cenas de batalhas no espaço.

Ah, confesso que dei um salto na cadeira, no momento em que aquele piloto no trailer “pede velocidade máxima”, empurrando a alavanca do throttle com tudo. E o salto, então? E os combates próximos a uma estação espacial? E os poucos segundos em que a câmera exibe o piloto, dentro do cockpit, puxando o manche com força? Sensacional.

Com o lançamento de Elite: Dangerous começaremos também a experimentar os eventos ligados à história. O Imperador, etc.

Veja um sistema trinário

Com a autorização do meu camarada Bruno Gurgel, vou publicar aqui um vídeo de gameplay que ele gravou, enquanto jogava ED. Um vídeo no qual ele gravou o momento em que encontra um sistema trinário. É muito bacana. Veja:

Jogadores já tentam desestabilizar um sistema

O comunicado à imprensa divulgado pela Frontier também menciona que neste exato momento um enorme número de jogadores está tentando desestabilizar um sistema, chamado Lugh. A empresa menciona que milhares de comandantes, jogadores reais, como eu (e você, talvez?), estão realizando uma espécie de teste. Eles estão “testando a galáxia”.

A desenvolvedora menciona que o “teste” está indo bem, e que tudo está respondendo extremamente bem. Segundo a Frontier, trata-se do tipo de evento conduzido pela comunidade que eles previram, como parte do gigantesco, compartilhado e conectado universo. Segundo eles, até mesmo jogadores que jogarem no modo singleplayer verão os resultados desta imensa ação.

Elite: Dangerous

O trailer de lançamento de Elite: Dangerous

O trailer de lançamento do jogo, divulgado hoje, deve ser seguido pela versão Gamma 2.0 (ainda hoje, também). Mais uma vez, a desenvolvedora confirmou que não haverá nenhum wipe no lançamento, e que todos os novatos ganharão um crédito inicial (1.000CR).

A trilha sonora do trailer é da banda Royal Blood, e se chama “Out Of The Black”. Dê uma olhada:

Poderá gostar também

8 Comments

  1. Esse trailer é muito bom! Mesmo que, pelo menos por enquanto, não represente de forma fiel o gameplay. Afinal, é um trailer e trailer é pra isso mesmo. Mas achei interessante o fato de existirem 2 comandantes com formas femininas no trailer. Li no fórum que andar por estações, fora da sua nave, é uma das features planejadas para próximas expansões. E, para isso, cada CMDR terá que ter um avatar próprio. Será que o trailer indica que, pelos menos a customização de comandantes, está por vir? Bacana também que, se acontecer mesmo, a customização de comandantes adiciona mais possibilidades para itens cosméticos a serem vendidos na loja. O que significa mais grana para a Frontier, sem impactar o gameplay e os jogadores.

    Marcos, vou seguir seu caminho mesmo. Já até comprei uma Hauler e começarei a fazer um grind de CR em breve. Meu plano é juntar grana para uma Cobra Mk III, fazer fama como bounty hunter\explorer e, finalmente, pegar esta belezura aqui: http://elite-dangerous.wikia.com/wiki/Python

    O problema é que, para isso, tive que vender minha Eagle. Uma pena. Estava afeiçoado à ela. Mas a Eagle cumpriu sua função. Hora de seguir adiante. Mesmo assim, gravei um vídeo da minha viagem de LTT 16016 até Hambula, onde troquei de nave. E, veja só você, encontrei mais um sistema trinário logo de cara. E também a estrela Alderamin que, apesar de solitária, é um espetáculo por si só. Vídeo:
    https://www.youtube.com/watch?v=b8yLQMUcEu4

    Já testou a versão Gamma 2.0, Marcos? Está tudo bem bacana. A única coisa que achei sacanagem foi que a versão apagou todos os meus controles. Tive que remapear tudo de novo.

    Reply
    • Muito bacana esse trailer. Claro, nem tudo é fiel, não são cenas de gameplay, etc. Mas, achei muito legal mesmo. E esse lance de dois comandantes. Já imaginou? Eu li também, não me lembro onde, sobre isso de termos nosso próprio avatar, podermos andar por estações. Vai ser legal. Se houver um editor bacana, como o do EVE, aliás, já pensou? E, claro, a lojinha pode bombar, com tudo isso. O que acho muito bom.

      E aí, o que está achando da Hauler? Eita, uma Python? Que legal! Bom, meu alvo é uma Anaconda, e talvez em breve eu consiga, vamos ver.

      A versão Gamma, 2.0, ontem, além do problema do mapeamento, me deixou sem conseguir logar por uns minutos. Mas, normal. Agora, sobre teu vídeo, realmente muito bom. E mais um sistema trinário? 😀

      Aliás, a Alderamin é linda mesmo, hein?

      Cara, não sei você, mas depois do Gamma 2.0, notou diferenças nos gráficos? Não sei, senti que dentro das estações, por exemplo, tudo está mais detalhado, mais bonito. Ou é impressão minha?

      Reply
    • Na verdade, um pouco de tudo. Há uma história, e você pode se envolver com ela. Totalmente, um pouco, ou nada. Você decide o que fazer: pirata, assassino, mercador, um pouco de tudo isso, explorador, etc. Dependendo do que for fazer, claro, vai se envolver em muitas batalhas espaciais, e aí vai ter que pensar em upgrades e naves voltados pra isso. Eu, como estou levando a vida de explorador/mercador, até que não preciso disso. Fujo quando posso, até mesmo pra não perder as cargas que tenho no meu compartimento de carga. Existem missões de caça de recompensas, algumas com pagamentos altíssimos, e aí, claro, as dificuldades são grandes. Enfim, dá pra decidir o que fazer dentro dele, Márcio. 🙂

      Reply
  2. Tem como jogar offline ou ele será exclusivamente online igual ao EVE?

    Reply
    • Ele é exclusivamente online, Hawk. Tem o universo persistente, etc. É como se fosse um MMO, mesmo. Mas é um jogo espetacular, viu. 🙂

      Reply
      • Então nesse sentido ele é parecido com o Diablo 3, ou seja, possui o modo singleplayer, mas precisa ficar constantemente online?

        Reply
        • Isso mesmo, Hawk. Não deixa de ser algo como um MMO, também. Você pode até mesmo entrar em uma sessão solo, mas eu não recomendo. As interações com outros Comandantes geralmente são bem legais. Claro, sempre existem riscos, mas…rsrs

          Eu estou para publicar um outro texto sobre ele. Ontem, comprei uma nave que custa mais de 1 milhão de créditos, uma Type 6. Mesmo sempre sempre cuidadoso, quase a explodi, ontem, e ainda tive de saltar para 3 sistemas diferentes com danos no casco. Um medo do caramba. Mas não deixou de ser emocionante. 😀

          Reply

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Pin It on Pinterest