O game Blacklight: Tango Down recebeu um novo patch. Agora é possível modificar botões para algumas ações, o tempo de duração da demo foi aumentado para 20 minutos (particularmente, detesto demos limitadas desta forma), a versão para PC vendida no Steam (bloqueada, infelizmente, enquanto em outros locais está liberada) agora possui suporte a Achievements, uma nova configuração de controle foi implementada, é possível agora mudar de time em partidas privadas e mais algumas coisas. A lista completa contendo todas as novas funcionalidades e bugs corrigidos pode ser conferida aqui.

Eu não sei quanto a você, mas eu possuía uma expectativa enorme em relação a este game. Porém, após jogá-lo, minha empolgação inicial caiu bastante (estou sendo otimista). O título é focado no multiplayer. Aliás, ele é um título exclusivamente multiplayer. Não que isto seja algo negativo, em minha opinião. Temos ótimos títulos totalmente voltados ao multiplayer, e um belíssimo exemplo é Lead and Gold: Gangs of The Wild West, título que fez e faz enorme sucesso, além de ser divertidíssimo. Ocorre que o desenvolvimento de Blacklight: Tango Down sofreu alguns problemas, em minha opinião, devido ao fato da Zombie Studios ter focado no quesito “um título AAA distribuído via download”.

Aparentemente, focaram tanto na parte gráfica do jogo que se esqueceram de que um game não é feito somente de gráficos. Minha impressão ao jogar Tango Down é a de estar perdido. Sem direção. Sem noção do “porquê” de estar ali, vestindo aqueles belíssimos trajes, empunhando aquelas belíssimas armas que podem ser customizadas de milhares de maneiras diferentes conforme você progride no game, e atirando.

Sim, em minha opinião não existe uma finalidade em Blacklight: Tango Down, a não ser atirar nos integrantes da equipe adversária. Seu próprio “enredo”, se é que o podemos chamar assim, é fraco. Muitos podem dizer: mas isto é tudo o que se pode experar de um título exclusivamente multiplayer. Mas se olharmos, por exemplo, para Lead and Gold, existem recompensas para quem trabalha em equipe. Existem modos de jogo que priorizam este fator ainda mais. Existem peculiaridades que nos empolgam e nos fazem passar muito tempo jogando. Isto não ocorre com Tango Down.

Em Lead and Gold existe diversão. Isto parece que foi meio que deixado de lado pela Zombie Studios. Ainda estou com o game em mente, e pretendo formar uma opinião mais concreta a seu respeito. Mas confesso que minha decepção foi tamanha que o encostei por algum tempo. Até mesmo o sistema de “rede de comunicação e apoio” que (supostamente) é formado pelos HUD’s dos combatentes da mesma equipe, ainda não consegui entender direito. E olha que geralmente entendo fácil este tipo de coisa em um novo game.

E minha decepção com o título aumentou ainda mais quando percebi que ele foi lançado no Steam com bloqueio de região, e até mesmo no Direct2Drive, onde ele estava disponível, agora tomamos uma mensagem de venda disponível apenas para determinados países (Brasil não incluso).

Enviei alguns e-mails à publisher, a Ignition Entertainment, e tudo ía bem em nossa comunicação. Me respondiam e tudo. Por um tempo. A última resposta que recebi foi “vou verificar o porquê do bloqueio e te retorno”. Os e-mails posteriores que enviei depois disso não foram mais respondidos. É estranho um game assim ser bloqueado no Steam. Não consigo imaginar que fatores e/ou possíveis questões relativas a licenciamento possam nos impedir de comprar o game junto ao serviço de venda de games da Valve, principalmente porque ele se encontra disponível para o mundo inteiro através da Xbox Live e do Impulse.

Aparentemente, Tango Down agora está restrito ao Impulse e à XBLA (e também à GFWL), e mesmo quando se compra no Impulse ele é um GFWL. Muitas coisas podem nos vir à cabeça quando percebemos este tipo de coisa. Muitas coisas no mínimo estranhas, para não dizer outra coisa.

De qualquer forma, ainda não me esqueci deste game, e pretendo voltar a jogá-lo e, quem sabe, até mesmo escrever um review a seu respeito, depois que esta, digamos, “grande decepção inicial” passe. Mas não vou negar que me arrependo de ter gasto 1200 Microsoft Points neste título. Espero que minha opinião a respeito de Tango Down mude.

(Via: Joystiq)

Pin It on Pinterest