Algumas vezes algumas coisas são feitas, e você não consegue entender a real razão. Ocorre que agora a versão para PC de Braid será vendida também em redes varejistas, em caixinhas. O game, lançado em 2008 na Xbox Live Arcade, foi uma grata surpresa para todos os donos de um Xbox 360, um XBLA de, literalmente, “arrepiar”, trazendo mecânica e conceitos inovadores, e ajudando a movimentar bastante o Marketplace.

O game já foi lançado também para o Playstation 3 e para PC, e é justamente esta última versão que agora será vendida também em caixinhas, em lojas varejistas como Walmart, Target, Best Buy e GameStop, por exemplo, pelo preço de US$ 19,99.

Não vou negar que adoro colecionar games em caixas, as versões “retail”, com tudo o que vem nelas: manuais, capinhas, as próprias caixas, discos adicionais, etc. Agora, pegar algo voltado estritamente para o PC (pois a PSN e a XBLA já possuem suas versões à venda) e distribuído únicamente de forma digital, até hoje, colocar em uma caixa e distribuir em redes varejistas com um preço acima do cobrado pelas versões digitais é algo no mínimo esquisito.

Na XBLA, por exemplo, Braid custa 1200 Microsoft Points, ou US$ 14,99. No Steam, a mesma versão para PC do game pode ser comprada por US$ 9,99. E olha que estamos falando do mercado norte-americano, e não do brasileiro, onde muita gente ainda não possui cartão de crédito internacional, algo necessário para se comprar no Steam. Então, onde está a vantagem nesta ida de Braid para as prateleiras das lojas, dentro de uma caixinha?

Será incluso um manual, talvez? Um artbook? Um disco contendo a trilha sonora, que é belíssima? Não sei, e tudo isto são apenas suposições, mas vale ressaltar que esta “peripécia” se deu através de uma parceria entre a empresa MumboJumbo, que atua no mercado varejista de games casuais, com a Number None.

Eu só gostaria realmente de saber o que está passando pela cabeça do Jonathan Blow. 🙂

(Via: Edge-Online e Joystiq)

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest