O fenômeno Call of Duty: Black Ops, da Treyarch, conseguiu atingir mais de 650 milhões de dólares em vendas nos primeiros cinco dias após o seu lançamento. Isto representa um novo recorde na indústria de games, e Black Ops superou Modern Warfare 2, título da mesma franquia, porém desenvolvido pela Infinity Ward que, em 2009, vendeu 550 milhões de dólares durante o mesmo intervalo de tempo.

Quem deve estar muito feliz da vida é a Activision, pois é a distribuidora dos dois fenômenos acima mencionados. Supõe-se que 10 milhões de unidades do jogo foram vendidas durante estes primeiros cinco dias, e a Microsoft revelou que mais de 2,6 milhões de jogadores pelo menos iniciaram o game no Xbox 360, no dia de seu lançamento.

Bobby Kotick, CEO da Activision, não esconde sua alegria devido ao estrondoso sucesso de Modern Warfare 2 e Black Ops, mencionando que a franquia Call of Duty é a primeira a atingir resultados tão fantásticos em dois anos consecutivos. E a felicidade de Kotick não é sem motivo.

Além do fator “vendas”, temos que levar em conta que estamos falando de dois games fenomenais. Dois games pertencentes à mesma franquia porém bem diferentes um do outro. Call of Duty: Black Ops é uma verdadeira obra prima. Um dos melhores FPS’s que se pode jogar hoje em dia tendo a guerra como pano de fundo.

Um game que apresenta toda a tensão da guerra fria como nenhum outro, de uma forma tão crua que pode chocar algumas pessoas. Tanto é que, em relação à violência, existe uma opção nos menus do game para “amenizar” um pouco as coisas. Mas estes números são merecidos. A Treyarch realizou um trabalho fantástico, e fico aqui me perguntando o porquê de muitas vezes considerarem-na como um estúdio secundário.

Call of Duty: Black Ops mostra que a desenvolvedora tem muito potencial. Muita criatividade. Este título é obra de mãos que sabiam muito bem o que estavam fazendo. E o fizeram. Com maestria. O game é um verdadeiro “must have” para quem é fã da série.

(Via: Gamesindustry.biz)

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest