Mini Review – Halo 3: ODST

Terminei ontem à noite (30/09/2009) este fantástico game. Foram 5 dias de uma experiência bem legal e envolvente. Já comentei algumas coisas a respeito de Halo 3: ODST por aqui: minhas primeiras impressões e alguns outros detalhes. Agora pretendo passar um pouco mais das  minhas impressões do jogo com mais este mini review, da mesma forma que fiz com Shadow Complex. 🙂 Sobre o lançamento Halo 3: ODST era um dos games mais aguardados do ano. Existiu (e ainda existe) um enorme hype em torno do game, e isto se deve a diversos fatores, e dentre eles podemos citar o próprio “nome”, o fato de ser uma franquia de sucesso e o exclusivo mais conhecido e de maior sucesso do Xbox 360, e também o fato de que descreve acontecimentos anteriores ao game anterior da franquia, Halo 3. Além disso, o jogo possui algumas diferenças em relação a seus predecessores, no tocante a enredo e jogabilidade, principalmente. Sobre o desenvolvimento Halo 3: ODST foi desenvolvido pela Bungie, a mesma desenvolvedora dos anteriores. Esta, como sempre, fez um excelente trabalho apesar de nenhuma melhoria significativa nos gráficos poder ser detectada. Trata-se, em suma, de mais um “Halo”, se você se deter apenas aos gráficos. Mas ele é muito mais do que isto, como vamos ver abaixo. Gráficos e jogabilidade Os gráficos estão bonitos. Ponto. Nada muito diferente daquilo que podemos ver em Halo 3, mas melhorias podem ser detectadas claramente. Estas melhorias podem ser verificadas na iluminação, principalmente, e também notei um melhor carregamento das texturas em ambientes grandes. Nada muito significativo, entretanto. Como já disse antes, temos de olhar...

Mini Review: Shadow Complex, para Xbox 360

Sobre os Mini Reviews no XboxPlus Bom, pessoal, estamos dando início aqui no XboxPlus à utilização/criação de “mini reviews“. Não se trata de nada rebuscado, entretanto. Trata-se, isto sim, apenas de nossas opiniões sobre os jogos a respeito dos quais iremos comentar e que estamos jogando ou que já tenhamos jogado. Observações sobre o desenvolvimento dos games, curiosidades, jogabilidade, enredo, etc: enfim, é isso. Esperamos que todos apreciem, e o jogo que vai iniciar a série é o fantástico “Shadow Complex“. Iremos testar alguns “modelos” de reviews, no início, até encontrarmos um que se adeque ao que esperamos. Esperamos, também, que todos apreciem. 🙂 Sobre o lançamento e o impacto Shadow Complex foi um daqueles games que aguardei com ansiedade. Eram vídeos e mais vídeos, imagens e mais imagens, notícias e mais notícias, prévias e mais prévias que eu visualizava/lia todos os dias: todos recursos audiovisuais que me faziam compreender que aquele seria, talvez, o XBLA do ano, o mesmo que Braid foi para 2008, ou mais. Parece que Shadow Complex e Trials HD definiram um novo patamar de qualidade para jogos vendidos na Live, e qualquer coisa abaixo disso, agora, talvez seja difícil de emplacar. O Xbox 360 e sua rede e comunidade careciam (e mereciam) de jogos com tal qualidade, que, à primeira vista, parecem jogos retail, vendidos em caixinha. Sobre o desenvolvimento Shadow Complex foi desenvolvido pela “Chair Entertainment” em parceria com a “Epic Games“, a mesma produtora de Gears of War e responsável pelo desenvolvimento da famosa e muito utilizada “Unreal Engine”; aliás, Shadow Complex também faz uso da Unreal Engine. Todos afirmam que Shadow...
Pág 22 de 22« Primeiro...510...2122

Pin It on Pinterest