Steam Sale

Sempre gosto de publicar a respeito das promoções do Steam. Nem tanto pelo fato de avisar vocês a respeito de jogos em promoção, etc. Isto é muito fácil de se verificar, e creio que todos vocês devem constantemente ficar de olho no site de distribuição digital da Valve (quem sabe até com uma aba do navegador constantemente aberta, como eu).

Claro, sempre indico alguns jogos, tento descobrir alguns bons títulos sendo vendidos por preços bacanas, títulos que, muitas vezes, estão “escondidos”, etc. Mas acho muito legal também conversar com vocês a respeito destas promoções enlouquecedoras que o Steam promove. Conversar também a respeito do impacto que elas têm sobre nós, e até mesmo sobre o quanto, talvez, elas acabam nos prejudicando. Claro, ninguém é de ferro, e este é um texto de um gamer que também tem seus “problemas” com o Steam. 😉

De certa forma (e o Steam é um dos grandes responsáveis por isto), acabamos nos tornando colecionadores de jogos. Colecionadores, neste caso em especial, de “links para download”. Compradores compulsivos, muitas vezes. Nossas bibliotecas no Steam acabam, com o tempo, ficando abarrotadas de jogos. Jogos adquiridos, quem sabe, há 1, 2, 3 anos, e que nunca sequer foram instalados. Consumismo gamer: creio que também poderíamos tratar desta forma.

Com o advento da distribuição digital e a enorme facilidade por ela proporcionada, adquirir jogos para PC ficou muito mais fácil. Não temos de esperar ansiosamente durante semanas por um jogo importado. Não corremos o risco de sermos taxados pela alfândega. Os preços dos títulos para PC, também, são muito mais convidativos.

No caso do Steam e de outros sites semelhantes, tudo acaba ficando pior ainda (ou melhor, depende do ponto de vista), pois os preços vão lá embaixo em épocas de promoção. Depois que o Steam começou a vender jogos em Reais, então, nossa vida ficou muito mais _________ (complete com o adjetivo ou palavra que achar mais conveniente).

Ou seja, temos motivos (ou no mínimo tentações) de sobra para encher nossas bibliotecas de jogos. Jogos que podem acabar ficando parados por muito, muito tempo. É inegável o apelo que um “simples” link para download possui. No caso de games adquiridos através de distribuição digital, é como se adquiríssemos uma entrada para um espetáculo fantástico que não possui hora nem dia para acontecer: nós decidimos. Está em nossas mãos preparar o palco, acertar detalhes com os atores e usufruirmos da diversão quando bem entendermos.

O grande problema é quando deixamos que as entradas fiquem empoeiradas. Que o teatro fique vazio por muito tempo. E não pense você que estou falando por falar. Eu também me incluo nesta situação. Minha lista no Steam conta com jogos que jamais instalei. Jogos cujos arquivos jamais foram baixados para meus PCs.

Será que tudo isto é um problema? Acabamos virando meros colecionadores que apenas desejam possuir jogos e mais jogos, bens virtuais, itens de certa forma intangíveis que, infelizmente, muitas vezes, não nos proporcionam tudo de bom que deles esperávamos. E por nossa própria culpa.

Somos culpados, é claro. Nós compramos. Nós decidimos. Obviamente, tanto o Steam quanto outras lojas fazem de tudo para fazer com que nossos cartões de crédito sejam sacados. Mas a palavra final sempre é nossa. Nos recheamos nossas bibliotecas com tais itens, muitas vezes ao mesmo tempo em que estamos jogando diversos outros jogos, o que acaba fazendo com que a “fila” cresça ainda mais e títulos e mais títulos sejam empurrados para o final (um final, aliás, que vai se tornando cada vez mais distante).

Quantas vezes você acabou se esquecendo “daquele jogo maravilhoso que queria há tempos e comprou em uma promoção imperdível”, justamente porque, logo depois da compra, alguma outra promoção maravilhosa fez com que você sacasse o cartão de crédito e comprasse outro jogo que, também, acabou apenas permanecendo na fila?

De qualquer forma, o Steam está aí. A Valve sabe muito bem como nos levar à loucura. E, para aliviar um pouco as coisas (ou não), vamos falar a respeito de algumas promoções muito bacanas, afinal, vale lembrar mais uma vez, ninguém é de ferro. Os publisher packs sempre são interessantes, desde que, é claro, você não possua quase todos os jogos que deles fazem parte (infelizmente, não podemos dar jogos que já possuímos de presente).

Hitman: Absolution está custando R$ 42,49 (confira o nosso review). Um ótimo preço, não? A franquia Borderlands também está em promoção, e o espetacular (sim, espetacular, com certeza) Scribblenauts Unlimited está custando R$ 33,35. Pode ir por mim: vale cada centavo. O ótimo I Am Alive também está custando um valor irrisório: apenas R$ 8,49 (confira minhas primeiras impressões sobre o jogo).

Deus Ex: Human Revolution por R$ 8,74 é realmente imperdível (confira review), e Darksiders e Darksiders II, da (infelizmente) falida THQ também estão em promoção. The Darkness II e Spec Ops: The Line, dois shooters espetaculares, estão custando R$ 22,49 cada. Dê uma lida nos reviews abaixo, por falar nisso:

O “Indie Super Mega Pack” também é muito interessante, e descontos também são aplicados a cada um dos jogos, individualmente. E não deixe de conferir também alguns títulos custando menos de 1 real, entre 2 e 3 reais, entre 5 e 10 reais (tem até o Soul Reaver 2, aí), entre 10 e 15 reais, etc.

Você mesmo pode realizar este tipo de pesquisa. Basta fazer o seguinte. Tome como base a seguinte URL:

http://store.steampowered.com/search/?price=X,Y

E altere “X” e “Y” pelos respectivos valores, ou seja, se desejar pesquisar por jogos que estejam custando entre 15 a 20 reais, faça da seguinte forma:

http://store.steampowered.com/search/?price=15,20

Mas e aí, já comprou bastante coisa? Quais títulos? 🙂

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest