Ontem foi lançado no Steam um indie game chamado Xotic, o qual foi desenvolvido pelo estúdio WXP Games. Xotic é um indie game muito interessante, bonito e diferente. Trata-se de um FPS. Porém, podemos perceber, ao jogá-lo, que ele também conta com muitos elementos que, a princípio, não fariam parte, digamos, de um First Person Shooter. O jogo é extremamente colorido, conta com gráficos realmente exóticos e que podem até mesmo rivalizar com jogos mais caros e mais conhecidos, e o melhor de tudo: é um título muito inspirado.

A WXP Games define Xotic como um “colorful arcade-style first-person shooter“. E esta definição é perfeita. No jogo, somos apresentados a um inimigo chamado “The Orb”. Trata-se de um ser que já destruiu diversos planetas, mas que agora terá em seu caminho uma entidade especial (você/o jogador) que fará de tudo para impedir o seu avanço e o mal que suas maléficas “scab plants” causam.

Neste FPS extremamente curioso e bem feito, o jogador também terá de dar início a reações em cadeia (uma “scab plant” próxima a outra, quando explodida, provoca tal efeito), coletar diversos itens e buscar por pontuações cada vez mais altas. Isto é algo muito interessante, e também contribui para que Xotic, assim, seja um FPS com algo a mais. Aliás, com muitas coisas a mais.

Aliás, quando uma dessas “plantas maléficas” é destruída, uma nova vida pode crescer em seu lugar, e assim, a influência do inimigo vai sendo aos poucos eliminada. Tive a oportunidade de trocar alguns e-mails com Lyndon Summer, diretor de criação da WXP Games, a respeito de algo que me chamou bastante atenção quando comecei a ler a respeito de Xotic. Trata-se do recurso “Hard Hologram“. Após conversar com o Lyndon, dei início ao jogo e pude testar a ferramenta. É algo muito bacana.

Trata-se de uma funcionalidade introduzida no jogo visando dar aos jogadores uma maneira de abordar diversas situações de diversas maneiras criativas. O “Hard Hologram” pode ser utilizado, por exemplo, como um instrumento para alcançar lugares altíssimos. Basta pular, ativá-lo durante o pulo, e então você cairá sobre o escudo energético por ele criado. Repita o processo inúmeras vezes e você será elevado cada vez mais. Isto é fantástico. Ao olhar para baixo, aliás, você consegue enxergar os diversos escudos energéticos criados. Enquanto no primeiro nível, entretanto, você poderá criar um número limitado de escudos energéticos, e será também necessário buscar por mais “Hard Hologram devices” para ampliar ainda mais suas possibilidades em relação a este recurso.

Esta é uma das maneiras de utilizar o “Hard Hologram”. Ao pular e utilizar o recurso, os escudos serão posicionados na horizontal. Entretanto, a funcionalidade também pode funcionar como um escudo durante um tiroteio, por exemplo. Enquanto no chão, utilize o “Hard Hologram” para criar escudos que serão então posicionados na vertical, os quais fornecerão proteção temporária contra os tiros inimigos. Eles não são indestrutíveis, entretanto, e aos poucos começam a ser destruídos. Mas você pode criar novos.

Segundo Lyndon Summer, dominar completamente a forma de utilização do “Hard Hologram” é uma das chaves para experimentar a profundidade de Xotic. Pelo que pude perceber, trata-se da mais pura verdade, e utilizar a ferramenta é algo muito bacana. Este fantástico indie game permite que o jogador obtenha uma experiência verdadeiramente única e repleta de cor, apesar da presença nefasta do “Orb” e de suas crias maléficas.

Ao jogar Xotic, somos apresentados a cenários bonitos, muitas vezes surreais, e a verdadeiras explosões de cor que enchem nossos olhos de encanto. É claro que não podemos esperar, em Xotic, obter a mesma “experiência gráfica” que obtemos em um Crysis 2, por exemplo. Mas o pessoal da WXP Games realizou um belo trabalho. E temos de lembrar de que o game custa apenas US$ 9,99. É um valor fantástico por um trabalho tão bacana.

Durante o gameplay, o gamer vai recebendo pontos de experiência, vai aumentando sua pontuação, e tudo isto é exibido ao final de cada nível. O título conta inclusive com uma leaderboard, onde é possível comparar nosso desempenho. Além disso, os pontos de experiência servem também para a compra de upgrades para a única arma disponível no jogo, a qual é uma criatura, na verdade. Trata-se da Macroterra.

Este FPS bacana demais que também permite que o jogador realize combos sensacionais, é um dos últimos exemplos do quão criativas podem ser as mentes de muitos desenvolvedores independentes. Um trabalho como este merece ser divulgado e jogado, e também apreciado em toda sua plenitude. Xotic é muito divertido e diferente, e realmente representa algo novo no “mercado de FPS’s”, geralmente saturado de coisas muito parecidas.

Dê uma olhada no trailer e também em mais algumas screenshots e imagens dos ambientes do game:

Link para o vídeo em 720p:

http://www.youtube.com/watch?v=2S7nBVlzdug&hd=1

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest