Console OUYA: apoio da NVIDIA e de gerente da Lab126 (Kindle)

Neste exato momento, o OUYA já arrecadou US$ 5.059.626,00 através do Kickstarter, com 39.683 backers. A vaga de 95 dólares, que dá direito ao console, já se esgotou, e a de 99 (que também dá direito ao aparelho) conta com 33.097 backers. Será que o console OUYA, este “novo tipo de console”, que rodará Android e que, segundo seus desenvolvedores, trabalhará principalmente com jogos free-to-play, se tornará mesmo uma realidade?

Bem, falta de apoio não poderá prejudicar o projeto, pelo menos a princípio. Além de Julie Uhrman, a fundadora (GameFly, IGN e Vivendi), o OUYA conta com o apoio de Adam Saltsman (Canabalt), Ed Fries (um dos pais do Xbox), Yves Béhar (One Laptop Per Child) e da Unity Technologies.

Além disso, os responsáveis pelo projeto divulgaram nos últimos dias que a NVIDIA também está ajudando bastante, e trabalhando em conjunto com eles para maximizar o desempenho do chipset Tegra 3 que será utilizado no console. Profissionais de ambas as empresas se reuniram no dia 12 de Julho, aliás.

Já foi confirmado também que, além do Wi-Fi, o videogame virá com uma porta Ethernet. A Meteor, publisher responsável pelo vindouro Hawken, também manifestou grande interesse no OUYA, através de seu CEO, Mark Long. Acesso antecipado aos desenvolvedores também é algo que está sendo considerado pelos responsáveis pelo projeto, vale lembrar.

Muffi Ghadiali

Muffi Ghadiali

E hoje foi divulgado mais um nome de peso que está trabalhando na criação deste console de videogame que já arrecadou mais de 5 milhões de dólares. Trata-se de Muffi Ghadiali, que já foi gerente de produto na Lab126 (subsidiária da Amazon.com), onde trabalhou na linha Kindle. Ghadiali, aliás, mencionou que saiu da Lab126 para se dedicar ao OUYA. Ele era uma das “armas secretas” do OUYA, e é uma espécie de responsável pelo projeto como um todo, incluindo hardware e software.

Eu saí da equipe de produtos da Lab126, onde trabalhava na linha Kindle – hardware e software. Eu trabalhei todos os dias com a engenharia, design de produto, design industrial, operações, cadeia de fornecimento e garantia da qualidade.

Me juntei ao OUYA porque vi, desde o início, o potencial para uma tecnologia aberta mudar a maneira como os games funcionam. Os jogadores são únicos. Eles são sofisticados e seguem os produtos desde a primeira ideia até sua chegada ao mercado. Para um cara ligado a produtos, como eu, isto é emocionante.

Estamos recebendo muito feedback, grande apoio e muitas perguntas. Algumas vezes, recebemos perguntas difíceis, mas elas me mantém no topo do meu jogo. O fato de que o Kickstarter facilita um diálogo direto com os futuros usuários é muito legal. Meu trabalho no OUYA é garantir que estamos correspondendo às necessidades dos jogadores e desenvolvedores“, disse Muffi Ghadiali.

Ghadiali já trabalhou com set-top boxes, dispositivos de streaming e portáteis, serviços de conteúdo e diversos outros produtos relacionados. Ele também diz que o novo console pode ser perfeitamente construído por menos de US$ 99,00 (mas não menciona qual seria o custo total de fabricação), e diz que até mesmo jogos “intensos” (no sentido de pesados) rodarão no aparelho. OBS: o ex-funcionário da Amazon também diz que a empresa está em busca de mais engenheiros, para contratação.

Bem, de um lado podemos, é claro, contar com grande desconfiança por parte de grandes publishers, bem como com o fato de que o OUYA até agora nada mais é que um protótipo (itens relacionados e preocupantes, é claro). Por outro, as expectativas são enormes e o projeto parece muito promissor. Além disso, 99 dólares por um conjunto que inclui um console e um controle (inclusive com touchpad) é um preço fantástico, e dependendo do jogador o aparelho poderá até mesmo se transformar em uma ótima alternativa ao Wii U.

Teremos também um videogame cujo catálogo será composto única e exclusivamente (pelo menos no início) por títulos de desenvolvedoras independentes, e este fato pode ser tanto um problema quanto motivo para uma grande revitalização na indústria de jogos eletrônicos, uma vez que percebemos sinais de cansaço em diversos setores relacionados e diversos gêneros carecem de inovação quando olhamos para muitos jogos oriundos das “gigantes”.

Se o OUYA “vingar”, ele pode ser um grande aliado do PC. Uma segunda máquina de jogos para os PC gamers, até, ou inserir de maneira massiva uma grande quantidade de novos jogadores no mercado. E aqueles que dizem que a próxima geração de consoles pode ser a última podem estar certos.

Pelo menos em parte, uma vez que teremos, delineando aqui uma hipotética situação futura, um mercado composto por um “console repleto de extras” e por PCs. A presença da NVIDIA e de Muffi Ghadiali conta muito, é claro. Mas nesta vida não podemos ter certeza de nada. E se o OUYA “não virar”? Você acredita nesta hipótese? Ou no contrário? Eu torço para que ele chegue ao mercado, e chegue “arrebentando”.

O que você pensa disto tudo?

Poderá gostar também

8 Comments

  1. Torço que chegue ao mercado e faça muito barulho! No entanto não vejo muito futuro comercial no sistema que vai vir embarcado… os jogos serão todos grátis, certo? Jogos gratuitos tem de ser monetizados de alguma forma, então é possível que vejamos muitos freemium, jogos de portfolio ou até mesmo ad-based. Minha maior esperança é que já prometeram que ele será altamente hackeável, então prevejo muitas coisas fantásticas acontecendo. Inclusive, quem sabe, uma nova forma de distribuição de jogos mais robusta.

    Reply
    • @Erick,

      Também torço, Erick. E, olha, esse lance de ser altamente hackeável é o que me encanta, também. Vai saber o que vão fazer, as coisas sensacionais que poderão ser realizadas. Quanto aos jogos gratuitos, o console vai ter que, de certa forma, se pensarmos bem, ser uma espécie de competidor do PC, né. Transações in-game vão ser necessárias.

      Claro, ele pode também ficar como um console de baixo custo para quem não quer ou não pode investir em um console de última geração ou em um PC poderoso. Eu acho que pelo fato do baixo custo, de ser uma plataforma aberta, etc, muita gente vai tentar até mesmo criar outras formas de ganhar dinheiro com o OUYA.

      Reply
  2. Console totalmente hackeavel me lembra o xbox 1 aquilo sim que foi sistema totalmente hackevel do começo ao fim, pra se ter uma idéia eu tenho um que não tem nem o logo da microsoft mais, de tão hackeado que ele foi hehehehe.

    Reply
    • @GoTiKaos,

      Olha, se for tudo isso o que eles prometem, vai ser muito legal mesmo. Bacana saber que você ainda tem o seu Xbox, amigo. Ainda o utiliza bastante? :)

      Reply
  3. Amigo, agora ele já ta perdendo o pic devido a sua placa de video não rodar arquivos em alta definição, mas ainda vejo muita coisa nele, alias tenho 2 xbox 1,1 xbox 360 e um ps3.O xbox 1 foi o aparelho mais bem hackeado que eu já vi na minha vida, mas dizem que o Nintendo Wi também tem uma gana de hacks, eu acho que se o Psp tivesse mais potência grafica também teria bastante coisa, na parte de emuladores ele é 10 todos os emuladores que tem no xbox 1 tem no psp.Pena que depois que eles colocaram as amordaças online fico muito mais complicado de hackear os videogames.
    Vamos ver o que da esse videogame tipo opensource, to curioso hehehe.

    Reply
    • @GoTiKaos,

      Hum, entendi. Olha, mas isso tudo é muito bacana. Talvez até, em relação ao OUYA, ele acabe “pegando” se for mesmo altamente “hackeável”. Muita gente vai brincar bastante com o aparelho, e fazer coisas fora de série. É, mas vamos ver. Eu ainda estou naquela, 60% confiante e 40% desconfiando. Torço para que dê certo, é claro. :)

      Reply
  4. Vou fugir um pouco do assunto pra elogiar esse site e as postagens, gosto de conversar com pessoas que não ficam falando besteira e tenho visto que as pessoas que fazem seus comentários aqui tem uma conversa refinada no que estão falando, isso me agrada muito, hoje em dia é dificil achar cabeças pensantes hehehe, só mais uma coisinha que me venho a cabeça: Porque vocês não criam um podcast???, seria interessante, acompanho podcast em outros lugares e é uma alternativa muito boa pra se ouvir nas horas vagas, no celular hehehe.Mas voltando ao assunto, no começo quando se falava em hacks eu ficava com o pé atras porque sempre quando era modificado um sistema ele ficava com algum tipo de bug, mas com o tempo as coisas mudaram e hoje em dia os hackers fazem um trabalho melhor do que de quem criou o programa, jogo ou aparelho.Bom acho que já falei d+, obrigado e até mais ver hehehe.

    Reply
    • @GoTiKaos,

      Muito obrigado, amigo. É isso aí, tentamos manter aqui um ambiente bacana e saudável. Fico feliz que tenha gostado. :)

      Sobre os podcasts, isso é algo que ronda minha cabeça há tempos. Pode deixar que vou ver isso com carinho. Agora, sobre os hacks, realmente, hoje em dia tudo está mais evoluído. Se o OUYA virar uma realidade, é muito provável que seu maior apelo seja justamente esta parte. Grande abraço!

      Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Baixe a demo do jogo "Project Giana", financiado via Kickstarter - [...] do estrondoso sucesso obtido pelo console OUYA justamente no Kickstarter, creio que não podemos mais duvidar da força do sistema …

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>