CryEngine

Desde Março passado desenvolvedores de games do mundo todo passaram a contar com duas novas opções sensacionais no que diz respeito a engines. Engines que antes eram bem caras e cujos valores de licenciamento estavam fora do alcance de desenvolvedores independentes, pequenas empresas, etc.

Estou falando da CryEngine, da Crytek, e da Unreal Engine 4, da Epic Games. Desde Março, ambas contam com um modelo de negócio diferente. Ambas agora podem ser utilizadas por qualquer pessoa disposta a pagar uma pequena mensalidade.

A Epic passou a cobrar US$ 19,00 mensais + 5% da receita bruta pela UE4, e a Crytek US$ 9,90 mensais, com uma diferença, porém: tudo é royalty free, ou seja, nada de pagar percentuais sobre o faturamento dos jogos criados e lançados. E para melhorar ainda mais as coisas, a empresa alemã responsável pela franquia de jogos que nos coloca na pele de um soldado dentro de uma roupa super poderosa lançou ontem seu motor no Steam, o nosso conhecido e adorado serviço de distribuição digital de games.

E adquirindo a engine pelo Steam, os brasileiros ainda economizam alguns trocados. Considerando-se a cotação do dólar de hoje, são cerca de R$ 2,17 a menos. Um valor irrisório, é claro, mas vale lembrar que na loja da Valve não mais é necessária a utilização de um cartão de crédito internacional e, bem, com 2 Reais podemos comprar um… doce? Um refrigerante, com algum esforço? 😉

A CryEngine no Steam ainda conta com outras modalidades de pagamento, e existem descontos de 8 e 16% se o usuário optar por pagamento trimestral ou semestral, respectivamente. Vale ressaltar que estamos falando a respeito de acesso total ao kit de desenvolvimento da CryEngine, com direito inclusive a todos os updates e documentações, além de assets e demos diversos.

CryEngine

“Queríamos garantir que, quando lançássemos a CryEngine para os assinantes, seria no melhor lugar para os jogadores e desenvolvedores indie de hoje. O Steam é o melhor lugar, agora, para desenvolvedores criarem seus games, exibi-los para uma enorme comunidade e até mesmo lançá-los diretamente no mercado – ele se encaixa na nossa filosofia de ‘Engine as a Service’ perfeitamente. O anúncio de hoje significa que estamos adicionando a primeira engine de desenvolvimento de games completa ao Steam, com acesso suficiente ao código fonte para permitir a criação de qualquer tipo de game para PC.

Estamos também dando aos desenvolvedores independentes ferramentas de ponta que vivem dentro do mesmo ecossistema que eles podem escolher para publicar seus games. Excluindo os royalties, temos a intenção de tornar a CryEngine a melhor escolha para todos, e espero que sua chegada ao Steam permita que desenvolvedores de todos os tamanhos atinjam suas visões criativas“, disse Carl Jones, diretor de desenvolvimento de negócios da Crytek.

A Crytek acertou em cheio, e não consigo entender o porquê da Epic, por exemplo, não ter feito o mesmo com a UE4 (ainda). Lançar uma ferramenta como esta no maior site de distribuição digital de jogos para PC, por um preço tão bacana, para um público tão grande e variado, é realmente uma grande sacada. E, Carl Jones ainda deu a dica: o SDK foi lançado no mesmo ecossistema onde milhões jogam. Tudo pode ficar muito mais fácil, e ainda existe o fato de que com a engine da Crytek não existe a necessidade de pagamento de royalties. Bela ideia, belo lançamento.

Doug Lombardi, vice-presidente de marketing da Valve ainda diz algumas coisas bastante interessantes. Ele cita os recursos do Steam. Da plataforma. Elementos como o Steam Workshop, por exemplo, além da enorme comunidade. Quem sabe dentro de algum tempo não vejamos, também, diversos jogos ou mini-games gratuitos no Steam Workshop? Sonhar não faz mal, não é?

Dentre as ferramentas inclusas, vale também mencionar a ferramenta de renderização da CryEngine usada pela Crytek em Ryse: Son of Rome, título exclusivo do Xbox One. É isso aí. R$ 19,90 por mês por uma engine de tamanho porte? Eu gostei. E você? Desenvolve? Tem interesse na CryEngine?

Lembre-se de que estamos falando da mesma ferramenta que ajudou e está ajudando a dar vida a títulos como, por exemplo, Crysis 3, MechWarrior Online e Star Citizen.

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest