A Crytek, desenvolvedora do game Crysis e da CryEngine, está dando mostras de algo não muito legal. Pelo que se pode deduzir das palavras de Cevat Yerli, co-fundador da desenvolvedora alemã, seria um privilégio pagar para jogar a demo de Crysis 2, quando esta estiver disponível.

Ainda segundo Yerli, demos gratuitas de games são um “luxo antiquado que se tornou proibitivamente caro para ser produzido“. Discordo tanto dessa afirmação quanto da frase onde o co-fundador da Crytek diz que pagar por demos vai ser um bom negócio para os gamers. O que será que passa pela cabeça desses caras?

A idéia de pagar para jogar uma demo, algo que possui limites, um “test-drive”, me soa meio que como uma afronta. Games não deixam de serem softwares, e qualquer empresa que desenvolva softwares disponibiliza demos gratuitas (pelo menos a grande maioria) por um certo período. Esta é uma maneira de fazer com que o usuário “sinta o gosto” do produto e, caso goste, compre.

Acabar com a possibilidade de testarmos um game antes de comprá-lo é, além de um desrespeito, em minha opinião, uma maneira de atrair comentários muito negativos para uma desenvolvedora. Isto sem contar com toda a reação negativa em cadeia que, quem sabe, pode surgir caso algo assim se concretize.

A Critek, entretanto, vai além de sua “cordialidade”, e ainda menciona que não sabe se vai haver uma demo de Crysis 2 ou não. Mas mesmo com a menção de que uma demo paga será, digamos, mais completa, esta conversa não convence. Pagar por uma demonstração? Pagar por algo que você “talvez” compre? E este dinheiro pago pela “degustação”? Será devolvido caso o jogador compre o game, ou ele obterá um desconto no momento da compra? São coisas para se pensar.

Você já pagou para degustar um novo produto que lhe é oferecido em um supermercado, pelas promotoras? Claro, são situações, produtos e áreas diferentes, mas pense bem: isto tudo não soa mal? 🙁

Em minha opinião, não creio que “os dias das demos gratuitas estão contados“, como Yerli diz. Pode ser que não lancem demos, agora, lançarem demos pagas é algo que não creio que “pegará”. Como disse no título deste artigo: É o fim da picada, não é mesmo?

(Via: Joystiq)

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest