O Indie Fund foi oficialmente lançado, e já está aceitando submissão de novos games. Se você é um desenvolvedor, tem uma idéia em mente, um protótipo, ou até mesmo algo já pronto, envie o seu trabalho para o pessoal do Indie Fund. Dependendo do caso, ele pode ser aceito.

Particularmente (e isto não é segredo para ninguém, basta observar a atenção que dou aos mesmos), adoro indie games, e tenho plena certeza de que este “nicho”, digamos assim, supera, muitas vezes, a grande indústria de games, nos brindando com verdadeiras obras primas, repletas de inovação, beleza e diversão.

O Indie Fund tem como uma de suas metas ajudar os desenvolvedores de games de forma tal que eles obtenham independência financeira, e assim se mantenham. A iniciativa, fundada por desenvolvedores também independentes, conta com gente de peso no cenário indie, como o pessoal da 2D Boy, desenvolvedora do maravilhoso World of Goo, e Jonathan Blow, o genial criador de Braid. Aliás, Ron Carmel, da 2D Boy, marcou presença durante a GDC 2010, apresentando uma palestra cujo título era “Indies and Publishers: Fixing a System That Never Worked”. Muito sugestivo, não?

O pessoal do Indie Fund já está aguardando por submissões de trabalhos, sejam  eles “estranhos”, “maravilhosos” ou “assustadores”, dentre outros “gêneros”. São esperados games inovadores, e é necessário que cada game submetido para análise possua pelo menos um protótipo, jogável, para que este seja analisado. É preciso também que os games submetidos sejam o fruto de uma equipe pequena, pois o fundo de investimento toma como base os valores gastos no desenvolvimento de World of Goo e Braid, 120 e 180 mil dólares, respectivamente. Qualquer coisa excedente a isto possivelmente será recusada. Já está no ar também um formulário de contato, através do qual os desenvolvedores poderão entrar em contato com o Indie Fund ou apresentarem seus projetos.

Não escondo de ninguém o meu apreço pelo cenário independente de desenvolvimento de games. Iniciativas como o Indie Fund e a Tomorrow Corporation são grandes exemplos da enorme criatividade e do espírito de comunidade que permeia todo o cenário indie. Boa sorte a todos que enviarem seus games, e quem se não veremos algum desenvolvedor brasileiro sendo financiado pelo Indie Fund? 🙂

Pin It on Pinterest