Desmontando uma Steam Machine

Steam Machine

A Valve finalmente enviou, na sexta passada, três centenas de protótipos da sua Steam Machine para 300 sortudos selecionados no Steam. Como já era de se esperar, alguns desses afortunados resolveram filmar os primeiros momentos com o aparelho – o tal unboxing – para deixar os entusiastas babando na tela, visto que estamos falando de apenas 300 protótipos equipados com o que há de melhor no mercado de hardware atual.

Os donos estão livres para fazer o que desejarem com o aparelho, desde que reportem suas peripécias para a Valve, ajudando-a a finalizar o aparelho até o primeiro semestre do ano que vem, quando as vendas devem iniciar. Jogar jogos num Core i7-4770 e uma GeForce GTX Titan ou usá-lo como um belo peso para papel? Tentador, hein?

A seguir, destacamos três vídeos que abrangem, cada um, uma parte diferente dessa aventura: abrindo o curioso baú de madeira que serviu como caixa dos protótipos, ligando o aparelho pela primeira vez e, por fim, desmontando-o para revelar seus segredos.

Fica claro através desses vídeos que a Steam Machine nada mais é do que um PC muito bem compactado, deixando-o praticamente com a mesma portabilidade e tamanho de um aparelho que repousa debaixo da sua TV. O que impressiona é a forma engenhosa que a Valve encontrou para organizar todos os componentes internos, de forma a evitar o principal vilão desse tipo de sistema: o superaquecimento (especialmente com um hardware tão poderoso).

Como já dissemos anteriormente, a Steam Machine vem com SteamOS instalado de fábrica. O sistema é baseado em Linux, mas pode ser desinstalado e substituído por Windows, se assim o dono desejar. O aparelho será montado por várias fabricantes, além da própria Valve, e, segundo o Seattle Times, alguns modelos devem ser apresentados já em janeiro, durante a Consumer Electronic Show em Las Vegas.

E aí, gostou?

Artur Carsten

Catarinense, amante da música eletrônica, estudante de medicina e jogador nas inexistentes horas vagas. Ocasionalmente, escreve artigos e coloca em dia a pilha interminável de jogos comprados em promoção no Steam. Já passou pelo Campo Minado, Continue, Guia do PC, Gemind e Oxygen e-Sports.

Twitter  

Poderá gostar também

5 Comments

  1. Animal!!!

    O projeto de hardware ficou ótimo! Superou minhas expectativas. A única coisa que ainda estou meio cético é quanto ao sistema operacional.

    Reply
    • Genial a dona Valve. Mandou muito bem.

      Eu já não penso assim sobre o OS. Tipo, é um PC normal. sendo assim, vc mesmo poderia montar um como quisesse, desde que seja compatível. E o OS é baseado em linux, sem segredo. Vai ser montar um PC Gamer literalmente.

      Reply
      • Realmente, por mais que façam algo bonito e atraente, é apenas um PC. Mas você já jogou ou conhece alguém que jogue os games atuais no Linux? Sem emular o Windows?

        Reply
  2. Conheço. Eu sei de um colega de trabalho que jogou o L4D2.
    Mas quem garante que esse OS da Valve não vai de algum jeito “emular” os jogos pra todos serem compativeis, mas de uma maneira transparente pro usuário.

    Reply
    • É uma possibilidade, só nos resta esperar os testes. Uma coisa é certa (falando do alto do meu achismo): o Linux deve gerenciar memória muito melhor que o Windows!

      Reply

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Pin It on Pinterest