XboxPlus 5 Anos

E é isso aí, pessoal. Confesso que nem sei o que escrever neste post. Só sei que hoje, 16 de Julho de 2014, o XboxPlus completa 5 anos de existência. 5 anos durante os quais fiz amizade com um monte de pessoas bacanas. 5 anos de aprendizado. 5 anos de diversão. 5 anos, também, de dificuldades (2013 foi, creio eu, o pior de todos, principalmente devido a problemas pelos quais passei). 5 anos durante os quais conheci também ótimos blogs e parceiros.

Bem, fundei o XboxPlus em 16 de Julho de 2009, e logo ficou claro que eu não conseguiria escrever sobre uma plataforma apenas. Desde o início, tentei fazer algo diferente. Algo que pudesse fazer alguma diferença neste mundão repleto de blogs sobre games. Sempre tentei trabalhar de forma diferenciada, inserindo a minha opinião em tudo, mesmo em simples e curtas notícias. Posso também dizer que o XboxPlus é algo muito querido por mim, também.

O tempo passa, e chegou o dia 16 de Julho de 2010. Este foi o primeiro e, digamos, o melhor aniversário do site. Tivemos uma semana inteira com promoções, sorteios, etc. Sorteamos um jogo por dia: Aqua, Trials HD, Lead and Gold: Gangs of the Wild West, Braid, Machinarium e até um software, dentre outros.

Este post será também uma espécie de desabafo, retrospectiva, sei lá. Me perdoem desde já por qualquer coisa. Mas eram bons tempos, aqueles. Gostaria de dizer também que, desde o início do XboxPlus realizei (e ainda realizo) um grande trabalho de networking. Contatos com desenvolvedores e publishers do mundo todo, etc.

Isto resultou, claro, na minha inclusão em mailing lists de pequenos, médios e grandes desenvolvedores e publishers. Isto resultou no recebimento de jogos para sorteios (que antigamente eram semanais), em diversas entrevistas, etc. Isto também resultou em jogos para review, recebidos até hoje, mesmo apesar da frequência de publicação deste tipo de material ter diminuído, infelizmente. É, já não sou mais o mesmo. 🙁

Isto também resultou no recebimento de press releases, e assim você pode entender o porquê de não citarmos fontes, aqui, na grande maioria das vezes, uma vez que recebemos muitos comunicados de imprensa. Obviamente, jamais publiquei textos produzidos mediante simples “copy & paste”: o que eu sempre faço é ler um press release, compreendê-lo, retirar dele o que me interessa e o que creio que também vá interessar aos leitores e então escrever a respeito da maneira que eu desejo, da maneira que eu gosto, com minhas palavras, com minha opinião. Sempre.

Claro, vez ou outra surgem textos produzidos a partir de fontes, e nestes casos, sempre as cito; mas, também, jamais “copio e colo”, simplesmente. Todo o conteúdo do XboxPlus sempre foi e sempre será original. Espero que vocês tenham percebido isto, durante este tempo todo. 🙂 Ah, e sempre fiz também questão de responder a todos os comentários, já adiantando que isto pra mim é muito gratificante. 🙂

Mas é engraçado como consegui, nestes cinco anos, tantas coisas, como consegui, digamos, “entrar” nas listas dos grandes e pequenos. Como consegui acesso a empresas fantásticas (outras nem tanto 😉 ), a seus departamentos de marketing, de PR, a agências, etc. Como consegui acesso ao recebimento de jogos, materiais diversos, etc, etc, e não consegui alcançar aquilo que eu mais queria. Onde eu errei? Me pergunto sempre.

Veja, não estou dizendo tudo isto para “me gabar”, nem nada semelhante. É apenas uma forma de explicar como funciona o XboxPlus, uma vez que, para algumas pessoas, talvez, pode parecer estranho este tipo de coisa em um site pequeno. Alguém pode ver alguns textos por aqui sem citação de fontes, por exemplo, e pensar que eu “fiz algo errado”, quando não é o caso. Nunca plagiei ninguém, nem nunca o farei, aliás. E, além do mais, odeio este tipo de coisa.

Bem, voltando ao que eu estava dizendo antes, naquela época, também, durante seu primeiro e segundo ano, o XboxPlus recebia mais comentários. Parecia que mais leitores acompanhavam o site, e sinto bastante falta disso. Acredite você ou não, às vezes parece que o site vive em um mundo à parte, e ninguém lê o que eu escrevo. 🙁

Juntamente com isso tudo, o XboxPlus acabou, não entendo bem o porquê, não alcançando o sucesso que eu esperava. Tudo bem, ganhamos lá diversos prêmios TopBlog, chegamos a fazer parte do Olhar Digital, etc. Mas, o site nunca, digamos, chegou a “decolar”, em termos de visitação, principalmente. Isto me entristece. Bastante. E aquela hipótese de “encerramento” ainda passa por minha cabeça, vez ou outra.

Mas vamos lá. Chegou o segundo aniversário. Era o ano de 2011, e este post também explica alguns porquês a respeito do XboxPlus e de seu foco, digamos, no PC, ao contrário do que seu nome pode sugerir. Chegou 2012, e o terceiro aniversário do site. Veio então o (para mim) terrível e infeliz ano de 2013, e o quarto aniversário do XboxPlus. Detalhes, para quem desejar conhecer, aqui (quase encerrei o site).

Tivemos neste meio tempo a passagem fantástica do Artur Carsten por aqui, e gostaria de dizer que, infelizmente, ele não está mais no XboxPlus, devido à falta de tempo, pois, como sabemos, um futuro médico deve se dedicar com afinco ao curso, e é o que o Artur está fazendo. Obrigado, Artur, e obrigado também Diego (o Diego continua por aqui).

E hoje é o quinto aniversário do XboxPlus. Posso dizer que me sinto um tanto quanto estranho a respeito. Não sei muito bem o que comemorar, ou não, e peço perdão a todos pelo post um tanto quanto longo e, talvez, enfadonho. Não sei se esta data deve ser comemorada, também.

Ok, eu adoro a comunidade, o site, os (poucos, creio eu) leitores. Adoro escrever sobre games. Adoro trocar ideias, conhecer novas pessoas, etc. Adoro publicar reviews, textos mais longos, artigos, etc. Mas, ainda me pergunto se o site tem relevância. Se o XboxPlus tem relevância. Se ele faz algum sentido, alguma diferença, para alguém. Se ele faria falta, se desaparecesse. Muitas vezes, também, me pergunto se alguém lê o que escrevo. Se alguém gosta. Se meus reviews são apreciados, por exemplo. Me pergunto se meus textos são relevantes. E me pergunto mais uma série de coisas.

É um tanto quanto estranho, algumas vezes, escrever e não receber feedback, mesmo sabendo de antemão que isto não é algo obrigatório e, por favor, não se sintam obrigados. 🙂 Eu estou apenas fazendo um desabafo, talvez como uma maneira de tentar me “enquadrar” em algum “nicho”, não sei, e, quem sabe, entender melhor o que acontece por aqui. Neste meio tempo, também, comecei a escrever no Código Fonte, portanto, vocês também podem me encontrar por lá.

Bom, este é um texto estranho. Me sinto de forma estranha. Um dos motivos de eu ter parado de lançar sorteios está também relacionado a tudo isto, de várias maneiras. Uma das ideias que sempre tive em mente foi criar uma equipe, para o XboxPlus. Isto começou a ser feito mas, como vocês sabem agora, meio que parou. O Diego continua, claro, mas somos somente eu e ele. Gostaria muito de possuir, quem sabe, uma grande equipe, vários colaboradores, etc. Mas também fico pensando se isto não faria com que o site “saísse do eixo”.

Bom, pessoal, me desculpem, mais uma vez, por qualquer besteira que eu tenha dito, e estamos aí. Obrigado a todos, mais uma vez. 🙂

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest