Eis aí um título interessante: HellSign, RPG de ação com narrativa não linear que permitirá que os jogadores assumam contratos de investigação paranormais de diferentes tipos, caçando criaturas diversas em diferentes locais e situações.

HellSign, anteriormente chamado Hellhunter, é um jogo que se encontra em desenvolvimento por um estúdio australiano chamado Ballistic Interactive. A mudança de nome deve-se ao fato de que a famosa Rebellion registrou a marca Hellhunter em janeiro de 2017 (data esta posterior ao início do desenvolvimento do título pela Ballistic).

Os desenvolvedores australianos até chegaram a cogitar o registro da marca no início do projeto, mas como trata-se de um estúdio pequeno, resolveram deixar o processo (e todas as despesas envolvidas) para depois e concentrar todo o foco na criação. Para evitar maiores problemas, então, o nome do projeto foi alterado, e hoje temos HellSign.

HellSign

Pois bem, HellSign será lançado em Early Access no Steam no dia 07 de Novembro de 2018. Trata-se de um jogo que, pelo menos a mim, lembra bastante Ghostbusters e Sobrenatural. O jogador poderá assumir diferentes contratos, para lidar com diversos tipos de entidades paranormais, incluindo demônios, monstros diversos e aparições fantasmagóricas.

O jogo também contará com um grande apelo investigativo, pois teremos de buscar por pistas que levem à identificação da(s) ameaça(s) em questão, para que possamos então tomar as devidas precauções e utilizar os equipamentos e armamentos corretos.

Como um caçador de criaturas sobrenaturais, poderemos escolher diferentes classes, cada uma com suas respectivas habilidades e características, e então encarar os trabalhos/contratos a fim de ganhar dinheiro, dinheiro este que poderá então ser investido na aquisição de mais e melhores equipamentos e armas.

HellSign

HellSign contará com uma série de locais mal-assombrados, incluindo velhas casas e armazéns, e durante o gameplay, o jogador deverá realmente investigar o ambiente e eventuais pistas deixadas pelos seres da escuridão, como por exemplo respingos de sangue, corpos, relíquias antigas ou até mesmo frequências eletromagnéticas (com o uso dos devidos equipamentos, obviamente). Será possível, por exemplo, descobrir mais a respeito das criaturas sendo caçadas, incluindo suas fraquezas, as quais poderão ser então exploradas. Tudo isto levará, fatalmente, ao embate com as respectivas criaturas, momentos durante os quais o jogador deverá, então, fazer uso das habilidades pertinentes à sua classe, bem como de todo seu equipamento.

O título da Ballistic Interactive também permitirá que o jogador equipe seu personagem de acordo com a ameaça que este enfrentará, tudo isto com base nas investigações prévias. Balas de prata? Scanners termais? Armamento mais convencional? Tudo dependerá da situação.

O dinheiro ganho a cada contrato concluído com sucesso (além de bens valiosos que poderão ser encontrados durante as caçadas) permitirá que o jogador então adquira mais equipamentos e armas, para poder então aceitar novos contratos. E ganhar mais dinheiro. E assim por diante.

HellSign

Vale também a pena lembrar o conteúdo que estará disponível durante o período Early Access:

  • Modo história: capítulo 1/3;
  • 3 chefões e 13 criaturas passíveis de serem caçadas;
  • 10-12 horas de gameplay;

Já à partir do lançamento como um jogo completo, HellSign contará com o seguinte conteúdo:

  • Modo história com 3 capítulos;
  • 12 chefões e 25 criaturas passíveis de serem caçadas;
  • 3 locais adicionais para investigações e contratos;
  • Diversas melhorias e ajustes;
  • 40 horas de gameplay;

A Ballistic Interactive também menciona que o jogador será capaz de desenvolver tanto seu arsenal quanto seu personagem através de um sistema bastante detalhado. Além disso, os contratos poderão ser assumidos em qualquer ordem, o que é também bastante interessante, dando mais liberdade ao jogador.

Enquanto isso, fique com o trailer de anúncio de HellSign:

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest