Em tempo: United Front comenta sobre o sucesso de Sleeping Dogs

A desenvolvedora de Sleeping Dogs, a canadense United Front Games, está muito feliz com o sucesso do jogo, o qual, aliás, ainda se encontra em primeiro lugar nas vendas no Reino Unido. Para o início de uma nova IP, para um jogo de mundo aberto, um título exclusivamente singleplayer, creio, aliás, que os números e o sucesso são muito significativos.

Talvez nem tudo esteja perdido e o tal e hipotético mundo imaginado por alguns jogadores e desenvolvedores, no qual teremos principalmente jogos focados no multiplayer, não chegue a se tornar uma realidade. Sleeping Dogs é um jogo de mundo aberto ambientado em uma belíssima cidade e no qual agimos como um policial disfarçado.

Nele não existe “mata-mata online” nem tampouco  modo cooperativo. Trata-se de uma experiência solo que pode ser apreciada de diversas maneiras, principalmente devido ao fato do jogo não nos obrigar (é claro) a seguir um script nem nada do tipo. O jogo da United Front Games é bonito, possui um enredo muito bom e ainda tem o diferencial de nos colocar na pele de um personagem que anda a maior parte do tempo desarmado. Enfim, este é um jogo que eu recomendo a todos.

Sleeping Dogs

Que bom que a Square-Enix conseguiu obter os direitos sobre o True Crime: Hong Kong da Activision, aliás. Jen Timms, da United Front, não deixa de mencionar o trabalho duro no título, e também diz:

Tem sido difícil para o estúdio como um todo, em alguns momentos, mas isto é importante porque eles estavam trabalhando em algo que sabiam que era realmente, realmente bom, e nós tínhamos o talento, a capacidade e o know-how.

Jen Timms também comentou a respeito das declarações de Frank Gibeau, da Electronic Arts, a respeito do fato de, em sua opinião, ser um erro lançar novas IPs no fim do ciclo de vida dos consoles. O produtor fala a respeito de correr riscos, de trabalhar para fazer com que ideias ganhem vida. Ele fala em criar algo novo, e não deixa de mencionar o fato de que a United Front é um estúdio independente.

Concordo totalmente. Aliás, não é isso o que vemos muitas vezes quando se trata de desenvolvedores independentes menores? Quantos indie games baratos e sensacionais já não foram lançados e fizeram enorme sucesso? A indústria de jogos eletrônicos precisa realmente que empresas em geral (e não só estúdios) comecem a assumir riscos e a ousar. A pensar em coisas novas. A pensar em maneiras de oferecer conteúdo fresco aos jogadores sem tentar fazê-los de bobos.

Timms também menciona o fato de que sua empresa é uma das poucas independentes existentes atualmente, e aqui parei para pensar realmente na onda de fechamentos de estúdios por grandes publishers. Pobre PopCap, aliás, que agora também corre sérios riscos, pelo que tudo indica, nas mãos da voraz EA. E pelo que podemos depreender das palavras de Timms, o sucesso de Sleeping Dogs (e também o possível sucesso de LittleBigPlanet Karting) pode fazer com que mais coisas boas sejam criadas pelo estúdio. Torço bastante para isto.

Torço, aliás, para que Sleeping Dogs seja um título lembrado por muito tempo. Que ele, quem sabe, seja o primeiro de uma franquia de sucesso, uma franquia de jogos de mundo aberto que diferem bastante de tudo aquilo com o qual estamos acostumados. Se a EA acha que lançar novas IPs agora é errado, ela que fique com esta sua opinião no mínimo estranha.

Aliás, o que são os tais ciclos de consoles? Será que esta expressão ainda faz sentido se considerarmos a grande mudança que está ocorrendo no mundo dos games, no qual o PC está mais forte do que nunca e browser-based games fazem muito sucesso e muitas vezes nos oferecem gráficos muito bons e a possibilidade de jogarmos o mesmo jogo em diversos dispositivos diferentes?

Será que ainda é certo pensarmos em “consoles de X geração” quando temos smartphones, tablets, PCs, notebooks e ultrabooks, por exemplo, dando conta do recado muito bem, para muita gente, e indo além daquilo que meros consoles podem fazer, mesmo que algumas empresas ainda tentem vender a ideia de que “um console é uma central multimídia completa indispensável na sua casa”?

Há tempos deixamos de falar em “consoles de 32 bits”, “consoles de 64 bits”, etc. Creio também que já é tempo de deixarmos de falar em “consoles de tal geração”, “fim do ciclo de vida de um console”, etc. Além disso, não existe momento certo para se fazer a diferença. Não existe nenhum mapa astral que indique o dia e a hora mais propícios para se começar a trabalhar em uma ótima ideia.

Bons jogos não devem deixar de ser lançados só porque determinados dispositivos possuem limitações que outros não possuem, mesmo que isto signifique deixar uma parcela dos jogadores de fora da brincadeira. Em tempo: no final das contas, o próprio “mundo dos games” se ajusta. Alan Wake não foi lançado para PC apesar de tudo indicar o contrário e apesar de seu pouco sucesso no Xbox 360 (infelizmente, pois o jogo é ótimo)?

Quantas outras histórias similares cada um de nós não conhece? Que venha Sleeping Dogs 2 (uma série dessas tem tudo para cair nas graças dos modders, aliás), mas, Square, por favor, chega de tentar ganhar dinheiro lançando “facilidades” para que os jogadores obtenham mais rapidamente bens e itens que podem ser adquiridos com esforço, no jogo, simplesmente jogando-o.

Poderá gostar também

10 Comments

  1. Fantástico o sucesso desse jogo. Parabéns à Square Enix por ter acreditado no projeto! Dane-se EA e Activision! hehe

    Reply
    • @Erick Mendonça,

      Fantástico mesmo. E muito merecido. E que a franquia (assim espero) vá longe!

      Reply
  2. Apesar de não ter jogado, nem comprado, o Sleeping Dogs é um jogo que me empolgou bastante, e eu torço pelo sucesso do título.

    [off-topic] @Marcos A.T.Silva, estou pensando em comprar um Xbox 360 4GB com Kinect para utilizar o Netflix na sala e, de quebra, chacoalhar o esqueleto com minhas netas com o Just Dance, você já utilizou o serviço? Funciona bem? A única coisa que sei é que precisarei ser GOLD e assinante da Netflix. Em tempo, meu PC vai continuar a ser o equipamento principal para jogos, por isso a opção pelos 4GB ao invés de um HD…

    Reply
    • @Hideki T

      Olha, Hideki, o jogo é simplesmente ótimo. Torço muito por ele, também. Você chegou a baixar a demo? Bem, nem sei se seria adequado: a tentação seria muito grande…rsrs

      Sobre o Xbox 360, cara, bacana, hein? Olha, eu utilizo a Netflix, mas só no PC, no notebook (ligando na TV via HDMI) e no iPad. Nunca usei no Xbox, acredita? rsrs O serviço é bacana, mas meio que me decepciona, às vezes. Claro, é muito, muito barato. Mas o catálogo é meio fraco, pelo menos aqui no Brasil. Tem também esse site aqui, da Sony:

      http://www.crackle.com.br/

      Pelo que sei é gratuito, mas ainda não testei.

      Sobre o Xbox 360, o modelo de 4GB que você tem em mente, já que vai manter o PC como plataforma principal, deve estar de bom tamanho. Bem, agora, se você resolver se “aprofundar” nos XBLAs, vai descobrir muito rapidamente que um HD é necessário…rs

      E já que vai assinar a Live Gold, porque não pensa em um modelo com HD de 250GB? A diferença não é muito grande, e ajuda até a poupar o aparelho, pois você pode instalar os jogos no HD e sempre que for jogar (jogos de caixinha), o console carrega daí, ao invés de ler do disco (o disco tem que estar no leitor, é claro).

      A Netflix funciona bem. Muito bem. Só tem esse pequeno detalhe que eu citei acima. :)

      Reply
  3. @Marcos A.T.Silva, sobre o Xbox 360, acabei comprando o modelo mais barato mesmo, tinha uma promoção muito boa no Submarino, R$ 910,00 no boleto, para a versão de 4GB com Kinect e dois jogos.

    Sei que existem dezenas de vendedores no Mercado Livre e afins com preços menores, mas eu queria comprar com garantia estendida – ainda fico desconfiado da 3RL apesar de ser coisa das primeiras placas e tal – e certeza de suporte no Brasil…

    Ao contrário da rede gratuita da Sony, a Netflix só é acessível para usuários pagantes da Live, pensei em comprar uma Apple TV para evitar essa cobrança mas, entre pagar 400 paus por um equipamento só para streaming, achei melhor pegar o console.

    O Playstation 3 seria mais vantajoso pois vem com Blu-Ray, nesse caso eu usaria meu player atual no quarto, mas o preço do PS 3 em lojas que oferecem garantia estendida é o dobro do que eu paguei no Xbox 360, algo irreal.

    Como dito antes, só usarei o console com o Just Dance e afins, talvez exclusivos como God of War, Uncharted, The Last of Us, brincadeirinha… rs

    Nem sei que vantagens os assinantes gold têm além do acesso ao multiplayer e ao Netflix, mas por quinze mangos mensais da Netflix e 60 dólares anuais da Live, acho que ainda sai mais barato e prático que TV por assinatura.

    Sobre o catálogo da Netflix, estou usando o serviço há uma semana e estou gostando bastante, tem uma pá de séries que comecei a assistir na Terra TV e afins que não terminei por conta de problemas com esses serviços, vou torcer para que a Netflix continue firme no Brasil lançando filmes recentes como Jogos Vorazes.

    Reply
    • @Hideki T,

      Opa, que bom, Hideki. Bom preço, cara. :)

      Você está certo. Também sou assim, prefiro contar com garantia, etc. Apesar de tudo, ainda tenho medo das 3 luzes da morte…rs Isso traumatiza. Olha, sobre a Netflix, eu sempre usei somente via tablet, PC, e notebook ligando na TV. Nunca usei via Xbox. Agora, não sei. Acabei vendo o NOW, da NET, e me pareceu muito interessante. Me parece que tem até uma opção de pagar 15 reais mensais e ter acesso ilimitado. Já que migrei pro HD da NET, vou ver isso com calma.

      Gostei dos “exclusivos do Xbox 360″…rsrs Sobre a Xbox Live Gold, eu só acho que a Microsoft está comendo bola. O valor anual é baixo, claro. Mas pagamos, basicamente, apenas para jogar online. Já na PSN, jogar online é gratuito, e assinando a PSN Plus você tem direito até a diversos jogos, na faixa. A Microsoft teria que repensar tudo isso, viu.

      Vantagens da Xbox Live Gold? Não vejo nenhuma, agora. Até nem renovei minha assinatura, que venceu em Abril passado. Ando jogando muito mais no PC, atualmente, e não vi necessidade por enquanto. Mas vamos ver. Parabéns pela compra!

      Reply
  4. @Marcos A.T.Silva, obrigado, acredito que tenha sido uma boa compra, agora é aguardar a chegada do produto, previsto para 1º de outubro, sem deixar escapar a notícia, pois minhas netas não iriam se aguentar de tanta ansiedade rs.

    Andei pesquisando sobre as vantagens da Live Gold e, comparado ao plano pago da Sony, são risíveis; acesso ao multiplayer, vídeo chat, Avatar Kinect, acesso ao Facebook e Twitter, Grupos Xbox LIVE, acesso antecipado a conteúdo de jogos, promoções Gold e Netflix. Nada de jogos gratuitos e outros mimos que a Sony oferece.

    Eu poderia viver sem a Gold não fosse minha fixação atual pela Netflix, já que meus jogos preferidos na atualidade são exclusivos do PC; Diablo III e World of Warcraft.

    Em relação aos exclusivos da MS, eles andam muito devagar nessa área, esse acesso antecipado aos jogos e conteúdo adicional (dlc) não seriam argumentos fortes o suficiente para me prender à plataforma.

    Reply
    • @Hideki T,

      Opa. Mas então, espero que chegue logo. Imagino a felicidade das suas netas, ainda mais com o Kinect junto. :)

      Olha, a Live Gold perde brincando pra PSN Plus. Chega a ser ridículo, infelizmente. Se gabavam tanto do serviço, melhor rede, etc, e agora? Que vantagens temos?

      Puxa, Hideki, eu não vi muita graça na Netflix. Será que não soube explorar o negócio direito? Você continua jogando o WoW com bastante frequência?

      Sobre os exclusivos, é outra coisa que me dá raiva. Fico vendo os do PS3, e que vontade. Infamous, por exemplo, é um dos que mais quero jogar.

      Reply
  5. @Marcos A.T.Silva, sobre a Live em si, pelo pouco que eu li, ela facilita a vida de quem joga muito online tornando mais fácil e intuitivo encontrar os amigos e marcar partidas, sou suspeito para falar pois nunca usei.

    Já o Netflix, não acho que o erro seja seu, pode ser que tenhamos gostos diferentes – eu gosto de Glee apesar dos meu quarenta e muitos anos – ou que você já tenha assistido boa parte dos títulos disponíveis, eu assinei faz uma semana.

    No quesito exclusividade, só posso concordar com você, são poucos os títulos da MS que me empolgam.

    Dei um tempo no WoW e até mesmo no Diablo III, aquele lance que eu comentei sobre a Casa de Leilão – comprar itens em ouro/dolar e vender por dolar/ouro – não rolou e está muito difícil de passar pelo Belial no Inferno com os itens de que disponho.

    Reply
    • @Hideki T,

      Justamente. Por isso mesmo ainda não renovei, e nem sei se vou renovar por enquanto, viu. Sobre o Netflix, bem, também acho que estou reclamando de barriga cheia, né. Por 15 reais, está de muito bom tamanho. É que não encontrei muita coisa que eu gostasse, ali. Acho que é questão de gosto, mesmo. Sobre exclusivos, este é o motivo de uma de minhas maiores tristezas com o Xbox.

      Ok, este ano temos Halo 4. Tivemos já também o Gears of War 3 (aliás, ótima franquia, Hideki, recomendo bastante). Mas, se formos comparar com os do PS3, dá tristeza. Putz, meio que desistiu da casa de leilões então?

      Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Não perca! Concorra a 5 Steam keys para o jogo Sleeping Dogs - [...] Dogs é um jogo onde temos muita liberdade, e ele está fazendo um sucesso estrondoso e muito merecido. Nele, podemos “perder” …

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>