Rhythm Zone é um divertidíssimo, belo e inovador game musical lançado no Steam em 20 de Julho de 2010 e desenvolvido pela Sonic Boom Games. Sorteamos uma Steam key para este fantástico game há alguns dias atrás, e temos mais keys para sortear. A Sonic Boom muito gentilmente nos apoiou, tanto nos fornecendo as chaves para os sorteios quanto respondendo às nossas questões.

Para que vocês saibam mais sobre o título, entrevistamos David Danon (CEO e fundador) e Josh Grant (COO), da desenvolvedora, os nos contaram muitas coisas interessantes sobre o game, sobre a empresa e sobre o que está por vir em relação a este sensacional game musical.

Durante a entrevista, David e Josh nos contaram muitas coisas bacanas. O game terá suporte a multiplayer e DLC’s gratuitos serão lançados, dentre outras coisas. Aprimoramentos constantes no algorítmo de análise das músicas também estão em pauta. Adorei Rhythm Zone.  Aliás, adoro música e games, e este é um título muito bem feito. Fiquem com a entrevista, e depois me digam o que acharam. 🙂

————————–

1) XboxPlus: Em primeiro lugar, gostaria de agradecer aos senhores, David Danon e Josh Grant, pelo tempo, e parabenizá-los pelo seu fantástico game musical. Como músico e gamer que ama games musicais, fiquei muito bem impressionado pelo seu jogo.

Sonic Boom Games: Muito obrigado. Nós valorizamos muito o grande entusiasmo e a resposta positiva que recebemos da comunidade indie.

2) XBP: De onde surgiu a idéia de lançar um game musical?

SBG: Começamos a conversar a respeito do game há dois anos atrás, quando começamos a jogar GH e RB. Amamos aqueles games e realmente apreciamos jogá-los com nossos amigos durante as madrugadas; eles são certamente mágicos no modo como fazem as pessoas sentirem como se pudessem se conectar com a música! Conforme jogávamos os games, começamos a conversar sobre como aprimorar o conceito existente e isto alimentou nossas idéias de começar a fazer games musicais: 1) Consoles/preços: somos afortunados por viver em um país onde os consoles são abundantes e onde podemos comprar games que custam entre 60-150 dólares. Entretanto, para a maior parte do mundo, a penetração dos consoles é muito baixa e muitas pessoas simplesmente não consegue comprar aqueles tipos de games. 2) Seleção musical: nós amamos muitas das músicas em games como GH e RB porque elas são, em sua grande parte, músicas que crescemos ouvindo. Contudo, quando você começa a pensar sobre isso, mesmo comprando todas as canções disponíveis, aqueles games somente oferecem apenas uma fatia muito pequena de música popular, e ela possui sempre uma vibração muito US/UK.

E se você estiver na América do Sul, ou Europa, ou Asia ou África? Você deveria ser capaz de jogar games musicais com a música que você ama e cresceu ouvindo. Então, foi o nosso amor e respeito por estes grandes games existentes, combinado com a visão de que para muitas pessoas preço, disponibilidade e seleção musical é muito limitada. E foi assim que nossa equipe de desenvolvimento começou a fazer pesquisa e desenvolvimento em uma engine de áudio que analisa os arquivos de música das pessoas e cria a informação do game de forma programática.

Uma nota especial de agradecimento e apreciação vai para Geoff Matters, nosso chefe de desenvolvimento da engine de audio: Geoff passou a maior parte dos últimos 18 meses fazendo pesquisa e desenvolvimento, criando protótipos e ajustando os algorítmos utilizados na engine de áudio: obrigado Geoff!

3) XBP: Sobre a Sonic Boom, poderiam comentar um pouco sobre a empresa, onde ela está localizada, e quais são seus focos?

SBG: A Sonic Boom está sediada na cidade de Nova Iorque, e já existe há 7 anos. Nosso foco primário é o desenvolvimento e a distribuição de games e aplicações sociais móveis. Nosso produto número 1 tem sido uma aplicação para “criação de seu próprio ringtone” chamada  ToneMaker.  Nós também criamos uma série de games casuais, games triviais sobre filmes e música e também uma série de aplicações móveis para wallpapers e slideshows. Você pode conferir nossos games e aplicativos móveis em www.sonicboomgames.com.

4) XBP: A respeito de Rhythm Zone, enxergamos muitas similaridades entre ele e Guitar Hero, mas estas são encontradas principalmente nos  gráficos e na área de jogo. A franquia Guitar Hero inspirou vocês?

SBG: O nosso objetivo não é copiar a experiência fornecida por GH/RB, mas utilizar a mesma visualização básica de faixas que os gamers musicais conhecem e amam, e conectar o gameplay à mecânica do rítmo de sua própria música, o que nós achamos que é um modo mais pessoal e que proporciona uma experiência mais duradoura.

Algumas pessoas que analisaram o game compararam Rhythm Zone a GH/RB e disseram que ele não é tão bom, mas esta não é uma boa comparação porque nós estamos revolucionando o uso de sua própria música em games, não apenas algumas centenas de canções com informações de jogo adaptadas à mão! Estamos lisonjeados por eles quererem comparar nosso game que custa US$ 10,00 a um game que custa US$ 150,00, com milhões de dólares gastos em desenvolvimento e mais dezenas de milhões gastos em marketing.

Os indie gamers que jogaram nosso game devem  ter visto o apelo em um game rítmico que deixa você jogar sua própria música em seu PC; e eles percebem que nós estamos apenas COMEÇANDO a analisar melhor as informações da música. No futuro, iremos lançar um modo de bateria, um modo de guitarra/melodia e mais algumas surpresas.

Em dois anos achamos que já teremos analisado a maior parte da música no mundo e nosso algorítmo será tão poderoso como faixas adaptadas à mão…é apenas uma questão de aprender e ajustar nossa análise da música. Quanto mais analisarmos, mais inteligente nosso resultado será. Pensamos que este é outro grande aspecto de ser um game para PC; continuaremos a melhorar o game e a adicionar novas funcionalidades e updates!

5) XBP: Em vossas opiniões, qual é o apelo dos games musicais para os gamers?

SBG: A “questão número um” que guiou o desenvolvimento de RB foi algo como “este game faz você se sentir como se estivesse tocando em uma banda?”. Certamente, a resposta foi sim! A questão que guiou o desenvolvimento de nosso RZ foi “este game me deixará ter diversão com minha música?” Esperamos que para a maioria das pessoas a resposta também seja “sim”.

6) XBP: Vocês pretendem melhorar a integração entre o Rhythm Zone e a Last.fm? Eu acho que uma funcionalidade que envie nossas faixas jogadas para nossas contas junto à Last.fm seria fantástica! 🙂

SBG: Sim, Last.fm scrobbling é algo que nós estamos planejando para atualizações futuras.

7) XBP: Poderiam explicar um pouco mais a  respeito do algorítmo que analisa cada faixa, como ele trabalha, etc? Como cada faixa é analisada, e como isto modifica o gameplay?

SBG: Para o nosso primeiro game baseado em música nós queríamos utilizar o familiar estilo de gameplay de notas caindo, de modo que isto criou um desafio muito grande: gerar informação da nota de forma tal a fazer parecer que você está tocando a música. Antes de tentar seguir um único instrumento, nós decidimos analisar o conteúdo do áudio inteiro – todos os instrumentos – então isto iria funcionar com qualquer estilo de música e instrumentação: rock, rap, country, clássica, você decide.

Nosso algorítmo ouve a canção, escolhe os eventos mais significativos e então designa a nota/cor. Então, aqueles padrões repetitivos na música resultarão em padrões repetitivos na informação da música. Estamos orgulhosos do quão bem o algorítmo trabalha, em uma ampla gama de música, mas continuaremos a refinar o mesmo, bem como introduziremos novas opções para geração de informações a partir da música.

8 ) XBP: A respeito de games musicais, quais são seus preferidos, além de Rhythm Zone, é claro? 🙂

SBG: Bem, já falamos a respeito de nosso amor por por GH/RB, nas na arena indie AudioSurf tem sido realmente um padrão ouro por muitos anos. AudioSurf foi muito legal em seu casamento de puzzle com corrida influenciados pela sua própria música; ele foi um grande passo adiante na evolução da comunidade de indie games musicais. Nós também adoramos DDR!

9) XBP: Vocês têm em mente implementar alguma funcionalidade multiplayer no Rhythm Zone?

SBG: SIM! Esta é a funcionalidade a respeito da qual nós estamos mais animados com a implementação. Enquanto temos algumas outras funcionalidades que virão mais rapidamente que o multiplayer, temos um modo “challenge” em desenvolvimento, atualmente. Ele permitirá que os jogadores desafiem uns aos outros diretamente através do game, e então postem os resultados obtidos no game no novo website para a comunidade que estamos desenvolvendo. Seguindo a introdução do nosso modo de desafio inicial, existirá uma melhoria adicional naquele modo que achamos que as pessoas estão loucas para conhecer, mas o qual nós estamos mantendo em segredo. Após isto tudo, temos uma terceira forma de multiplayer que sera diferente das outras pois não sera baseada em duelos; vamos ficar por aqui, por enquanto.

10) XBP: Vocês poderiam compartilhar conosco alguns detalhes técnicos sobre Rhythm Zone?

SBG: [Não tenho certeza do que você quis dizer exatamente, aqui.]

Eu estava me referindo ao desenvolvimento, linguagem, etc. Mas acho que não deixei isto bem claro na pergunta. 🙂

11) XBP: Quais são seus planos para o futuro? DLC’s, novas funcionalidades, etc?

SBG: Grande questão. Estamos no processo de adicionar pacotes de expansão ao game e os primeiros DLCs que serão lançados serão visualizadores adicionais e gratuitos, como uma recompensa/agradecimento a todas as pessoas que nos apoiaram nos estágios iniciais do primeiro lançamento do game. Em seguida, lançaremos uma pesquisa que permitirá que a comunidade vote em uma série adições que temos no roteiro, para que consigamos capturar a sua perspectiva. Alguns dos itens mencionados têm sido: processamento em lotes, modo de playlist, modo dedilhado e, é claro, suporte a multiplayer, o qual nós discutimos acima e já temos a versão 1 em desenvolvimento.

12) XBP: Por que vocês lançaram tão belo e divertido game por um preço tão baixo?

SBG: Isto é um elogio; obrigado. Nossa intenção era tentar e não deixar o preço ser uma barreira para as pessoas, e para permitir um maior sucesso ao redor do mundo. Nosso objetivo a longo prazo é então lançar a revolução de usar sua própria música para games através de múltiplas plataformas e a níveis de preço diferentes.

13) XBP: Vocês pretendem lançar o game também na XBLA e na PSN?

SBG: Sim, temos isto em nossos planos para o próximo ano, mas achamos que o game virá para plataformas smartphones como iPhone/iPod antes do Mercado de consoles, mas veremos.

14) XBP:Existe algo que vocês gostariam de dizer aos leitores do XboxPlus?

SBG: Primeiro, muito obrigado, Marcos,  por anunciar nosso indie game e pelo interesse que mostrou em aprender mais sobre ele. Queremos que seus leitores saibam sobre a revolução nos games musicais que nós estamos iniciando com o Rhythm Zone e também que certamente iremos melhorar suas funcionalidades, bem como lançar novos títulos musicais ao longo do próximo ano!

Por favor, confiram  www.rhythmzonegame.com. Estamos também felizes em anunciar que estamos buscando músicos e bandas independentes para  apresentar sua música em nosso game.

Enviem-nos um e-mail, para rhythmzone<at>sonicboogames<.>com para mais detalhes sobre como enviar sua música.Sigam-nos no Twittter em http://twitter.com/sonicboomgames .

————————–

E é isto. Este game promete, não? 🙂

Pin It on Pinterest