Far Cry 3 finalmente foi lançado. A Ubisoft Montreal com certeza deve estar bastante feliz com o que a imprensa anda dizendo do jogo. A empresa não poupa elogios ao FPS, também, e se refere a ele como “the highest rated shooter of the year”. O título foi muito bem recebido, aliás, também pelos jogadores, e creio que isto não seja segredo para ninguém.

Com cerca de 2 horas de jogo, já me sinto obrigado a dizer que Far Cry 3 é, pelo menos, um dos melhores FPSs de 2012 (contendo aqui, é claro, meu grande entusiasmo em relação ao game). Far Cry 3 é um First Person Shooter de mundo aberto. E que mundo aberto! Em cerca de duas horas observei, experimentei e fiz coisas, em Rook Island, que talvez somente fosse capaz de fazer, em outro título, após um período de jogo maior.

Far Cry 3

E não somente isso: o jogo conta com gráficos absurdamente lindos. O simples ato de caminhar ou correr alguns passos pode fazer com que nossos olhos vislumbrem maravilhas capazes de nos fazer perder o fôlego. Dia e noite se alternam dinamicamente. O sol brilha de maneira soberba e é refletido em águas cristalinas de uma maneira que há muito tempo não vejo em um jogo eletrônico. Claro: esta é uma pequena lista que não contem nem 1% das qualidades do jogo.

Na pele de um cara chamado Jason Brody, e após uma introdução dramática, somos apresentados a um mundo onde os limites daquilo que se entende por civilização talvez já tenham sido esquecidos há bastante tempo. Rook Island não é somente um mero cenário, entretanto. Não estamos aqui falando apenas de uma mera ambientação. Aquilo tudo está vivo e/ou repleto de vida. Você pode morrer após o final de um tiroteio, após derrotar um grupo de piratas (justamente após aquele momento em que você diz: “-Ufa!”), por exemplo. Basta que um Dragão de Komodo pegue você desprevenido: e isto não é difícil de acontecer.

Far Cry 3

Fico também imaginando o quão longe pode ir um jogo eletrônico, ao ponto de não ser possível enquadrá-lo em apenas um gênero. Isto acontece com Far Cry 3: nele, podemos utilizar a natureza a nosso favor e criar os mais diversos itens à partir de plantas e outros elementos que colhemos/coletamos. O novo jogo da Ubisoft conta com muitos elementos de RPG, também.

Enquanto caminhamos, voamos, nadamos e/ou navegamos em Rook Island, inúmeros tipos de atividades, side-quests e missões nos são apresentadas, fazendo com que seja até mesmo difícil perseguir o objetivo principal com afinco. Existe muita coisa para fazermos, ali, e isto faz com que o jogo seja um verdadeiro e terrível destruidor de produtividade (pelo menos para algumas pessoas – e isto pode ser bom ou ruim, claro).

Com pouco tempo de jogo, já fui atacado por crocodilos, cobras, tigres, cães e tubarões, além do Dragão de Komodo (pelo que me lembro). Já fui também obrigado a participar de uma missão durante a qual tive de acessar a entrada submersa de uma caverna. Já tive também a oportunidade de caçar, através de um determinado tipo de missão que tem por objetivo exterminar cães raivosos. Claro, a qualquer momento podemos também empunhar nossa arma e caçar qualquer tipo de animal, o que muitas vezes representa um novo e delicioso desafio (principalmente porque, no meio da caçada, podemos topar com inimigos humanos).

Far Cry 3

Tesouros: Rook Island está repleta deles, por falar nisso, e ainda podemos comprar mapas para encontrá-los mais facilmente. Far Cry 3 nos apresenta um mundo vibrante. Um mundo do qual é difícil sair. O jogador, aqui, tem de encarar a sobrevivência muito a sério, por falar nisso, e isto pode até mesmo definir sua estratégia de jogo.

Pelo que podemos entender, praticamente todas as situações podem ser abordadas de várias formas, e nenhum tipo de limite nos é imposto se, por exemplo, desejarmos permanecer por algum tempo caçando, nadando ou mergulhando, antes de finalizar uma missão. Ou simplesmente observando as belas paisagens do jogo: você decide.

É, aqui está um ótimo destruidor de produtividade. Por falar nisso, Far Cry 3 possui um sistema de fast travel: mas é difícil utilizá-lo, muitas vezes, quando se sabe que o caminho até o alvo é repleto de oportunidades e belezas.

DLC a caminho

Em Janeiro de 2013 será lançado um pacote de expansão para o jogo, aliás. Trata-se de High Tides, o qual, infelizmente, será exclusivo para o Playstation 3 (além de gratuito). Tal pacote contará com dois capítulos cooperativos inéditos.

Far Cry 3

Finalizando

Ah, sim. Existe também o editor de mapas para Far Cry 3 (e ele já conta até com um atalho em minha área de trabalho). Pelo que parece, pode-se criar verdadeiras maravilhas, ali. Já existem muitos mapas criados pelos jogadores, também. É, este é um shooter com S maiúsculo. Prevejo (pelo menos para mim) uma longa estadia na ilha do vilão Vaas.

Far Cry 3 Map Editor

De todos os shooters lançados este ano, este me parece aquele que oferece mais conteúdo. Uma imensa quantidade de conteúdo. E pelo mesmo preço de alguns outros jogos que nos ofertam gameplay linear, campanhas curtas e coisas do tipo.

Pin It on Pinterest