Segundo a Ubisoft, sua fantástica franquia Assassin’s Creed atingiu a marca de 20 milhões de dólares em vendas. A marca foi atingida após o lançamento de Assassin’s Creed: Brotherhood, no último dia 16. Ainda segundo a desenvolvedora francesa, a sequência de Assassin’s Creed II já vendeu mais de um milhão de cópias na Europa.

Este é o melhor lançamento na história das vendas da Ubisoft na Europa, e o nosso lançamento mais vendido em todos os tempos“, disse Geoffroy Sardin, da desenvolvedora. Sardin afirmou que a maior razão para tal sucesso é a inclusão do modo multiplayer em Assassin’s Creed: Brotherhood. Tenho de “concordar discordando”, aqui.

Apesar de saber que grande parte dos games, hoje em dia, possuem multiplayer, e que os jogadores buscam por modos multiplayer e/ou co-op em um game de forma bem forte, Assassin’s Creed por si só, mesmo singleplayer, é uma série e tanto. Assassin’s Creed II, por exemplo, possui uma profundidade e um enredo que poucos títulos da atualidade possuem. É claro que o multiplayer em Brotherhood conta muito, e com certeza ajudou nas vendas. Mas não creio que o resultado seria muito diferente caso o jogo fosse exclusivamente singleplayer.

E, de qualquer forma, não devemos nos esquecer da parcela singleplayer. Eu mesmo, quando estiver com meu Brotherhood em mãos, vou “cair matando” na campanha e só depois vou dar uma olhada no multiplayer. Assassin’s Creed teve lá suas falhas, mas todas estas foram corrigidas em Assassin’s Creed II, o qual foi um sucesso sem no entanto possuir multiplayer. Que podemos esperar, portanto, de Assassin’s Creed: Brotherhood? Ezio? Roma? Borgia? Templários? Leonardo Da Vinci? Combates espetaculares? Ações na surdina? Que mais? Caramba, a série é tão maravilhosa, que creditar grande parte do sucesso de seu último título apenas à inclusão do multiplayer é uma maneira de esquecer tudo de bom que a franquia já nos proporcionou (e vai continuar proporcionando).

(Via: Gamesindustry.biz)

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest