O OnLive, aquele novo e inovador site de venda de games, que entrega ao jogador games muitas vezes exigentes no quesito hardware mas que, no entanto, não requer nada mais do que um simples PC de uso diário em escritórios, tudo isto devido ao processamento ocorrer nos servidores do serviço e o gamer receber, simplificando, somente o resultado final, as imagens, digamos assim, acaba de anunciar que agora não cobrará mais a taxa de assinatura. Basta comprar ou alugar o seu game e pronto. Partir para a jogatina. Isto, é claro, se você morar nos Estados Unidos. Fui um dos 25.000 inscritos que receberam o convite em primeiro lugar e corri para completar meu cadastro e ganhar o game grátis. Minha surpresa (negativa) foi enorme, entretanto, ao perceber que o serviço só estava disponivel para residentes nos Estados Unidos (o que me foi confirmado pelo suporte).

Nenhum site de distribuição digital de games da atualidade possui tal tipo de restrição, mesmo com um ou outro bloqueio por região. Recebo, aliás, newsletters do serviço constantemente, e até já tentei me conectar através do Onlive Launcher, pois eles agora estão com algumas coisinhas gratuitas por um certo período de tempo. Mas nada feito. Apenas residentes nos Estados Unidos podem utilizar o serviço, infelizmente. Em minha opinião, nem os problemas de latência que o “lançador” menciona justificam a indisponibilidade, pois até mesmo no cadastro, no site, não consta nenhum outro país para selecionarmos, além dos Estados Unidos

Espero que isto mude, realmente, pois gostaria muito de testar o serviço. Entretanto, não sei se o OnLive teria força suficiente para sequer tentar brigar com o Steam, mesmo com sua proposta inovadora. Tenho, pelo contrário, certeza de que não. O Steam já se consolidou como “O” vendedor de games online, e faz coisas pelos gamers que poucas empresas fazem. Pode ser que no futuro isto mude, mas não será com bloqueios por região que uma empresa irá concorrer à altura.

É, pessoal do OnLive, é melhor correr e “liberar geral”, pois como dizem, “jacaré que dorme de touca vira bolsa”. O mercado de games está cheio de tubarões que não possuem este tipo de limitação e que adorariam (e vão) captar seus possíveis clientes.

(Via: Edge-Online)

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest