Depois de toda a confusão dos últimos dias e da “jogada de marketing” que, em minha opinião, foi na verdade uma brincadeira de muito mau gosto, eis que o GOG.com, o Good Old Games, o único site de distribuição digital de games especializado em games antigos, volta à ativa. Com um novo site, melhorias no serviço e um contrato com a Hasbro assinado, além do lançamento do RPG Baldur’s Gate: The Original Saga, da BioWare, por US$ 9,99. O lançamento inclui 2 manuais, 5 wallpapers, 2 mapas, trilha sonora, avatares, artwork e 2 “reference cards”. Todos aqueles extras que eu sempre apreciei bastante no serviço.

Existem diversas melhorias no novo site.  Além de mais bonito, ele ficou mais funcional. O Gog não é mais beta, vale ressaltar, e espero que, sendo assim, não nos faça mais de bestas. 🙂 O site se tornou mais social, também. E o mini catálogo ajuda na hora de escolher um game, sendo possível escolher dentre diversos filtros. Lembretes avisando se o game já está em sua wishlist ou em seu carrinho de compras são exibidos na página de cada título.

E existe uma nova funcionalidade chamada “GOGmix“, a qual permite que você crie listas de games personalizadas, utilizando os critérios que bem desejar e também os games que desejar. Você pode nomear suas “GOGmixes”, e outros usuários podem visualizá-las, bem como o mesmo se aplica a você em relação às “GOGmixes” criadas por outras pessoas. Trata-se de uma maneira bem engraçada e, talvez, interessante, de descobrirmos novos games. O sistema de “gifts” foi melhorado, segundo o GOG, e agora é possível conferir se determinado game é compatível ou não com o Windows 7, na própria página do título.

De qualquer forma, ainda não me sinto totalmente tranquilizado em relação ao que o GOG fez. Acho que tudo isto poderia ter sido feito exatamente desta maneira, apenas com um “adicional”. Um pequeno adicional: a inserção de um pequeno box para que os usuários fizessem login e acessassem seus games. É muito bacana quando um site dá uma repaginada. Quando um serviço “muda de cara”, implementa melhorias e melhora a vida dos usuários.

Mas não é nada bacana tirar do comprador, por um dia que seja, aquilo que é seu por direito. Aquilo pelo qual ele pagou. Se um serviço como o Steam resolve fazer uma coisa dessas: já imaginaram que aterrorizante pode ser a situação? Nesta parte acho que o GOG.com errou. E feio. Acho que merecíamos pelo menos 1 ou 2 games de brinde. No mínimo. E você, o que acha disto tudo? Pensa em voltar ou começar a comprar games no GOG? Sua confiança no serviço foi muito abalada?

De minha parte ainda me sinto ofendido, pois comprava games lá. Acredito que volte a comprar, mas mesmo assim a sensação no momento não é boa.

Pin It on Pinterest