É, o tal esquema de DRM draconiano, afrontoso e imbecil criado pela Ubisoft já começou a mostrar o quão danoso é. Ontem, algumas pessoas tentaram jogar “Assassin’s Creed 2” e/ou “Silent Hunter 5” e ficaram na mão. Totalmente. Não era possível efetuar a devida autenticação nos servidores da desenvolvedora francesa devido a um motivo bem “simples”: eles estavam sob ataque. De hackers.

Os servidores sofreram ataques das 14:30 às 21:00 hrs (horário de Paris). Aparentemente o “problema” não atingiu a todos os gamers. Segundo a própria Ubisoft, 95% dos gamers não foram afetados, e quem passou pelo problema visualizava diversas mensagens relativas a erros ocasionados pelos ataques “DoS” realizados pela turma de hackers.

Créditos da foto

Vai saber se isto não foi feito como uma forma de protesto, pois não só o esquema de DRM adotado pela empresa em seus jogos para PC’s daqui para a frente é draconiano: a própria postura da empresa também o é, ao não aceitar sequer rever a situação.

A Ubisoft pediu desculpas em seu Twitter, mas de que isto adianta? Ao que parece, não fizeram o trabalho de casa direito, a segurança dos servidores é falha (ao contrário do que a empresa tentou mostrar), e o próprio sistema como um todo é falho e idiota, pois depende tanto da perfeita conexão à internet do jogador quanto do perfeito funcionamento dos servidores da empresa. Se uma das duas pontas sofrer qualquer tipo de interrupção, adeus jogatina. Para que isto, principalmente quando a pessoa está jogando uma campanha, offline?

Tudo bem, pirataria não é legal (em todos os sentidos). Mas punir quem compra games originais é menos legal ainda (também em todos os sentidos).

(Via: Joystiq)

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest