Hawken, Mechs, nVidia e PhysX: um conjunto estonteante

Alguma coisa me dizia que eu iria gostar muito do jogo online free-to-play Hawken. Me inscrevi para o closed beta do jogo assim que possível, e posso dizer que não me arrependo. Hawken é um título, além de bonito demais, divertido e desafiador. Aliás, se você gosta de robôs, mechs e jogos relacionados, não perca tempo. Vá até o site do game e crie sua conta: não custa nada.

É muito bacana a maneira como a Adhesive Games nos insere no universo dos robôs e dentro deles mesmos. Diversas informações são exibidas no painel do próprio mech, como por exemplo o nível de combustível, necessário também para os impulsos de saltos e os deslocamentos rápidos laterais.

Hawken

Temos a nítida impressão de estarmos em um campo de batalha empoeirado e perigoso, enclausurados dentro de um gigante de aço que também é capaz de nos oprimir devido a uma série de fatores internos e externos. A cabine (pelo menos dos mechs que já testei até agora) é apertada, por exemplo, e a visão que temos do cenário não é tão limpa. “Problemas” como por exemplo visores sujos, poeira, e até mesmo equipamentos do robô podem atrapalhar nossa visão, vez ou outra. Podemos observar nitidamente, aliás, o armamento primário e secundário em operação, nas laterais.

Tais robôs, tais “prisões necessárias”, ao mesmo tempo nos protegem do ambiente e das ameaças e também nos fornecem meios para promover o caos e a destruição. Para jogar. Para brincar. Entretanto, a impressão de estarmos presos, em um lugar apertado, rodeados de perigos de diversos tipos, dentro de uma máquina que range e “sofre”, muitas vezes, jamais nos abandona.

A Adhesive Games conseguiu criar um game no qual o jogador também é capaz de se sentir como parte da enorme máquina de guerra que comanda. Uma parte viva ligada a algo mortal, gélido e desprovido de sentimentos. Dependendo de como jogamos e do quanto nos dedicamos a Hawken, podemos criar até mesmo grande empatia por vários mechs que porventura vierem a fazer parte de nossa garagem (e, sim, garagem: a interface do game está totalmente em português do Brasil).

Vale lembrar que o jogo nos fornece uma máquina gratuitamente, logo de início (o CR-T Recruit). Um robô simples, é claro, e criado, conforme descrito no próprio jogo, a partir de sucata. O CR-T Recruit, porém, pode ser uma poderosa arma nas mãos de qualquer jogador: basta paciência e estratégia, após termos dominado totalmente os controles. Treino também, é claro, além de várias mortes que farão o inimigo gritar de alegria.

Hawken

Na loja do jogo podemos adquirir novos mechs e até mesmo alugar alguns. Test-drives estão disponíveis, por um determinado período de dias, e nestes casos podemos testar máquinas com armamento e configurações os mais diversos. Customizar e otimizar sua máquina de guerra blindada também é necessário, claro, e sua garagem pode conter várias delas. Mechs pesados, leves, etc. Configurações especiais e únicas podem fazer parte de sua “equipe”.

A loja in-game trabalha tanto com Pontos Hawken quanto com Pontos Meteor. Enquanto estes últimos devem ser adquiridos, os Pontos Hawken são ganhos a cada partida, dependendo do desempenho do jogador. Ambos podem ser utilizados nas compras, mas, claro, todo e qualquer item é muito mais caro quando se trata de Pontos Hawken.

Os mapas de Hawken são muito bonitos. Muita poeira está presente em diversos deles. Esta mesma poeira dificulta nossa visão do campo de batalha e torna diversos embates um verdadeiro inferno (no bom sentido, é claro). Se você, como eu, é fã deste tipo de jogo e adora “entrar na pele” de um robô pesadão, armado “até os dentes” e cujos passos são como pequenos trovões, muito provavelmente você vai adorar este título. Vale lembrar mais uma vez que trata-se de um jogo free-to-play.

Hawken

O mundo de Illal é fantástico, e Hawken conta com uma história muito interessante, também. Uma graphic novel chamada HAWKEN: Genesis está prestes a ser lançada, falando nisso (13 de Março de 2013), e previews de quatro edições podem ser obtidos gratuitamente. O material pode ser lido através da web e também através de qualquer dispositivo iOS ou Android.

E falando nos gráficos do jogo, a nVidia liberou há alguns dias atrás um vídeo muito bonito. Um vídeo belíssimo, na verdade. Ele demonstra a tecnologia PhysX em Hawken, e conta inclusive com aquelas comparações “on” e “off”. É de tirar o fôlego. E você, já jogou este “MMO com mechs”? Gostou? Enquanto isso, fique com o vídeo:

Poderá gostar também

2 Comments

  1. loooool valew pela dica, saudads desse estilo

    Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Para acabar com a produtividade: Mass Mayhem 5 Expansion - [...] Descrição: enfrente ondas de zumbis utilizando armamento convencional ou um mech (aliás, gosta de mechs? Já jogou Hawken?) [...]

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Pin It on Pinterest