Hellraid: The Escape

Gosto deste tipo de lançamento. De jogos que parecem ir além, que excedem nossas expectativas. De títulos que acabam se tornando muito mais interessantes, imersivos e bonitos. Mais bonitos, aliás, até mesmo excedendo aquilo que geralmente se espera da plataforma para a qual eles foram desenvolvidos e lançados.

Hellraid: The Escape foi anunciado pela Techland em Abril deste ano, e é um jogo para dispositivos móveis. Um jogo para iOS (infelizmente, o Android não foi sequer mencionado). Trata-se de um título ambientado no mesmo universo de Hellraid, jogo que será lançado em 2015 para PC, Xbox One e PS4.

Hellraid: The Escape é uma maneira de expandir o universo de Hellraid. Ele faz uso dos mesmos temas, da ambientação e dos personagens de seu irmão maior e, além de tudo, é um jogo belíssimo. Desenvolvido pela Techland em parceria com a Shortbreak Studios (estúdio de propriedade da própria Techland, vale lembrar), o game é realmente de arrepiar.

Hellraid: The Escape

Para quem não se lembra, a Techland é a empresa polonesa responsável por Dead Island e Call of Juarez, e também trabalha atualmente no survival horror Dying Light. Estive jogando Hellraid: The Escape entre ontem e hoje, e o jogo me surpreendeu bastante.

A atmosfera é realmente “infernal”, digamos. Seus gráficos são excepcionais, e o mesmo pode ser dito dos efeitos sonoros. Em seu enredo temos um feiticeiro que aprisiona a alma do protagonista. Na verdade, o jogo começa com algo que certamente representa nossa morte (temos de deslizar a tampa de uma espécie de sarcófago logo depois, tocando na tela e deslizando o dedo); o game também conta com grande espaço para exploração.

Estamos em um tipo de prisão demoníaca, repleta de criaturas horrendas, instrumentos de tortura e sangue. O jogo é muito bonito, e conta com uma série de puzzles. Também temos de interagir de forma muito interessante e próxima com uma série de elementos. Para abrir uma cela, por exemplo, temos de realizar os movimentos certos, levantando o trinco e puxando-o para o lado, de forma tal a destrancar a porta. Muito bacana.

Demônios horrendos também passam pelo nosso caminho, e temos de enfrentá-los. No jogo, temos de passar por câmaras sombrias e resolver enigmas bem interessantes e criativos. Armadilhas estão espalhadas pela prisão, e existe uma grande quantidade de objetos com os quais podemos interagir. Os controles do jogo são simples e intuitivos, e ele conta com suporte ao Game Center, a Achievements e a cloud saving.

Vale também lembrar algo que me chamou bastante a atenção: a Techland e a Shortbreak Studios afirmam que Hellraid: The Escape não possui e nem terá IAPs (In App Purchases – as tais compras dentro de aplicativos) e elementos pay-to-win. Além disso, ambas as empresas prometem atualizações gratuitas para o jogo.

Hellraid: The Escape

O jogo já está disponível na App Store, e custa US$ 2,99. Conforme mencionado na loja, porém, devido a seus gráficos de alta qualidade, a seus recursos, os quais certamente requerem hardware mais atual, ele roda apenas no iPad 2 (e mais recentes) no iPhone 4S (e mais recentes) e no iPod Touch de quinta geração.

Estou jogando no iPad, com tela retina, e gostando muito. O jogo é realmente lindíssimo, e apesar de contar com várias áreas escuras, devido à sua ambientação, claro, tudo nele surpreende. Nem mesmo estas tais áreas escuras causam problemas: sempre existem tochas e fogueiras, dentre outros elementos, o que também faz com que percebamos com mais clareza o bom trabalho realizado na iluminação.

Além disso, ele possui uma grande variedade de “atividades”: puzzles, enigmas, combates, exploração, fugas, etc. Trata-se de uma experiência bem interessante e instigante. Um título que certamente pode agradar aos jogadores mais “hardcore”, que buscam por experiências mais intensas e nada casuais.

Veja abaixo o trailer de lançamento de Hellraid: The Escape, jogo que, aliás, foi desenvolvido com a Unreal Engine 3:

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest