Acho que todos já perceberam o amor, digamos assim, que nós, aqui no XboxPlus, possuímos pelos indie games. Eu, particularmente, fico muito feliz quando leio notícias como esta a respeito da qual irei comentar.

O “nicho” dos games independentes é fantástico, repleto de mentes criativas e grandes pessoas. No entanto, geralmente falta algo muito importante: dinheiro. Seja para começar, seja para finalizar, seja para manter um projeto em atividade.

Pois alguns desenvolvedores independentes “de peso”, como por exemplo a “2D Boy” e o “Jonathan Blow”, desenvolvedores de “World of Goo” e “Braid”, respectivamente, resolveram criar um projeto que irá, assim esperamos, ajudar bastante aos novos indie developers. Trata-se do “Indie Fund“, o qual possui dentre suas metas ajudar os desenvolvedores independentes de games a “obtererem independência financeira e (também a)  se manterem independentes financeiramente“.

Trata-se de algo como uma fonte de financiamento, e uma das coisas mais notáveis é o fato de tal iniciativa ter partido de desenvolvedores também independentes.

Desenvolvedores independentes na GDC 2010

O “Indie Fund” marcará presença na GDC (Game Developers Conference) 2010, evento que acontecerá entre os dias 09 a 13 de Março de 2010, em São Francisco, nos Estados Unidos.

Ron Carmel, co-fundador da 2D Boy, apresentará uma palestra com 30 minutos de duração, cujo título é “Independentes e distribuidoras: ajustando um sistema que nunca funcionou“. Nossa, eu gostaria de assistir a esta palestra. 🙂 Ela ocorrerá no dia 09 de Março, das 10:00 às 10:30 da manhã (horário local).

Conforme consta no site do “Indie Fund”, eles irão anunciar em breve os nomes dos projetos que já estão apoiando, e mencionam que mais detalhes a respeito do “Indie Fund” serão divulgados durante a GDC 2010, através da palestra que mencionei acima.

Durante a GDC 2010, aliás, serão apresentadas diversas palestras bem interessantes, e algumas delas tratam de diversos aspectos e áreas do universo dos desenvolvedores independentes:  indie games para dispositivos móveis, marketing, gerenciamento de comunidades em torno dos games,  vendas, etc.

Finalizando

É como eu sempre disse: os desenvolvedores independentes, além de criativos, possuem algumas características muitas vezes inexistentes nas grandes produtoras e/ou distribuidoras de games, as quais no final das contas visam apenas lucros: simplicidade, boa vontade e, por que não, humanidade.

Claro, não estou aqui desmerecendo quem desenvolve títulos AAA, os gigantes do mercado. Só disse o que disse pois, para as grandes empresas, o cliente/gamer geralmente é apenas “um número a mais”.

Estou em contato direto com mais de 13 desenvolvedores independentes diferentes, tanto é que estamos sorteando diversas cópias de seus games para PC aqui no XboxPlus, doadas ao nosso blog pelos mesmos. E pude perceber uma coisa, tanto durante as entrevistas que realizamos (e mais estão vindo por aí) quanto durante os inúmeros e-mails que trocamos: eles são sempre muito gentis, dispostos a ajudar (o que pode ser percebido claramente na criação do “Indie Fund”) e são “gente como a gente”.

Tentasse eu algo semelhante com uma Ubisoft ou uma BioWare, por exemplo, e meus e-mails sequer seriam lidos. 🙂

(Via: Joystiq)

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest