Investigação e escolhas morais no novo jogo do Sherlock Holmes

O novo jogo da série “Adventures of Sherlock Holmes” acaba de ser lançado. Sherlock Holmes: Crimes & Punishments foi desenvolvido com a Unreal Engine 3, ao invés da engine proprietária da desenvolvedora, a ucraniana Frogwares.

A empresa, aliás, já desenvolveu diversos jogos da franquia, como por exemplo “Sherlock Holmes and The Hound of The Baskervilles”, “Sherlock Holmes: The Awakened”, “Sherlock Holmes versus Jack the Ripper” e “The Testament of Sherlock Holmes“.

Como de praxe, o novo título também é baseado na obra de Sir Arthur Conan Doyle, e ele conta com algumas diferenças em relação a seus antecessores, além do motor gráfico utilizado. Sherlock Holmes: Crimes & Punishments conta com perspectiva em terceira pessoa (na verdade a perspectiva em primeira pessoa também está lá, e pode ser utilizada quando for necessário), e oferece grande liberdade ao jogador, sendo que cada caso pode ser abordado de diferentes maneiras.

Sherlock Holmes: Crimes & Punishments

Sherlock Holmes possui diversas habilidades investigativas, obviamente, e poderá inclusive interrogar os suspeitos, nomeando culpados quando bem desejar. O jogo, além disso, permite erros, ou seja, poderemos culpar alguém que não fez nada, e aí, a reputação do detetive poderá cair. Vários acontecimentos também podem ser alterados em decorrência das nossas escolhas durante o gameplay.

Trata-se de um título de investigação e aventura ambientado em uma Londres vitoriana. O jogador deverá resolver 6 casos, os quais envolvem pessoas desaparecidas, roubos e assassinatos. A enorme liberdade oferecida por Sherlock Holmes: Crimes & Punishments deixará cada jogador cuidar dos casos e das situações a eles relacionadas de sua própria maneira.

Sherlock Holmes: Crimes & Punishments

Este me parece ser um dos elementos mais interessantes no jogo: o processo de investigação, através do qual o jogador, na pele do investigador, poderá tentar descobrir algo sobre a vida dos interrogados através da observação, por exemplo. Será também possível utilizar um sistema que reconstruirá eventos do passado, mediante a análises das pistas encontradas nas cenas do crime.

Será possível inclusive ordenar a prisão dos suspeitos, sendo que haverá a devida “recompensa” em caso de erro ou acerto. Os próprios diálogos poderão ser conduzidos pelo jogador, com desdobramentos diferentes conforme as escolhas. Além disso, os gráficos do game estão lindíssimos.

Sherlock Holmes: Crimes & Punishments

Aliás, é dito que este jogo é influenciado também pela obra “Crime and Punishment (Crime e Castigo)”, de Dostoyevsky. Ele se encontra disponível para PC, Playstation 4, Playstation 3, Xbox One e Xbox 360.

Fique com alguns trailers, incluindo o de lançamento:

Poderá gostar também

2 Comments

  1. Interessantíssimo, Marcos! Sou grande fã de Sherlock Holmes, já li The Hound of The Baskervilles e, veja só, estou relendo Crime e Castigo! 🙂 Ambos foram para minha wishlist. Essas mecânicas que você citou parecem ser muito legais. Parabéns pelo post!

    Reply
    • Também sou. Também já li esse livro, além do Crime e Castigo. Aliás, que livro, hein? E que personagem, o Raskolnikov (sei lá se é assim, ô nome difícil…rsrs), hein? A parte da velhinha, então, putz… Está adiantado no livro?

      Reply

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Pin It on Pinterest