Jogando muito, atacando e também levando surras em Clash of Clans

O Artur Carsten está publicando uma ótima série de artigos a respeito de Clash of Clans, jogo de estratégia gratuito para iOS (não deixe de ler o primeiro, o segundo e o terceiro episódio). Trata-se de diários nos quais o Artur narra suas experiências de ataque e defesa neste título sensacional criado pelo estúdio finlandês Supercell.

Clash of Clans é altamente viciante. Cuidado. Desde que fui a ele apresentado pelo meu camarada Artur, levanto a Smart Cover do meu iPad muito mais vezes por dia. Justamente para checar como anda minha vila, se fui atacado, como anda a extração de recursos, etc. Praticamente todas as manhãs topo com aquele aviso sinistro (ou não): “Chefe, nossa vila foi atacada“. Muitas vezes recebo mais de um ataque por madrugada.

Algo que pode perturbar alguns jogadores aqui, porém, é o fato de que, apesar de ser um título gratuito, Clash of Clans é freemium. Ou seja, não pagamos nada para jogar, mas podemos também comprar as tais gemas (ou pedras) à venda na loja do jogo para acelerar processos de construção, para trocá-las pelo ouro in-game ou por elixir (necessários para atualizações e construções, por exemplo), para evoluir soldados mais rapidamente, etc.

Não se trata de algo obrigatório, claro, e é possível jogarmos Clash of Clans sem tais compras. Se você, como eu, encarar o jogo de maneira leve, e não se preocupar em aguardar 3 dias para que o centro de sua vila seja atualizado, ou de 6 a 12 horas para que alguma unidade de defesa seja aprimorada, então tudo bem (estes períodos de tempo podem variar, vale lembrar – depende de seu nível e do nível de suas construções).

Claro, a tal atualização que levou, comigo, 3 dias, poderia ter sido finalizada automaticamente, desde que, é claro, eu gastasse gemas. E tudo vai ficando mais demorado à medida que suas unidades, suas construções e sua própria vila vão evoluindo. Mas, claro, existem diversos tipos de jogadores, com diferentes tipos de gostos, estilos e tamanhos de bolsos, e não há nada de errado no gasto de algum dinheiro dentro de um jogo, através das tais IAPs (In App Purchases – compras dentro do aplicativo), principalmente se este jogo for divertido, criativo e, bem, muito bom, como é o caso aqui. Todo cuidado é pouco, entretanto, bem como bastante bom senso.

Mas voltando a falar do jogo em si, ele é muito bom. Muito viciante, e oferece ao jogador uma grande mistura de elementos. Este texto não faz parte da série do Artur, veja bem. Não é um dos seus ótimos diários, não é o quarto capítulo, por exemplo. Trata-se apenas de um pequeno texto com algumas impressões a respeito do game, após jogá-lo por algum tempo. Atualmente estou no nível 27, e minhas defesas já foram capazes de rechaçar uma série de exércitos sedentos pelos meus recursos.

Também já consegui realizar ataques muito bem sucedidos, contra diversos jogadores, no modo multiplayer, e tudo isto foi, é claro, me fornecendo dicas valiosíssimas a respeito de como o jogo funciona, de como ter um bom layout na vila, de como dispor cada unidade de defesa da melhor maneira possível, de como melhor posicionar os muros, etc. É como dizem: “vivendo e aprendendo”. Claro, o Artur também me forneceu dicas fantásticas.

Entretanto, vale lembrar que mudanças drásticas na vila exigem paciência e coragem: você terá, por exemplo, de “jogar” muros e construções para fora, pensar em como vai organizar tudo novamente, acertar espaços em branco, verificar se tudo se encaixa, trazer de volta tudo o que “jogou para fora”, etc.

Exército. Unidades. Defesas. Tudo isto é bastante importante no jogo. E, bem, para “construir” seu exército, suas unidades, você gasta elixir. Você deve, claro, criar coletores e armazéns de elixir, o qual é extraído do solo. É importante também ressaltar que ao enviar suas unidades para o ataque você as está sentenciando a virarem… elixir. Novamente, sejam elas mortas ou não no campo de batalha. Sabe aquela história de “Do pó ao pó”?

Ou seja, você terá de ordenar a criação de novas unidades com bastante frequência, o que também traz à tona a faceta “gerenciador de recursos” de Clash of Clans. E o mesmo ocorre com unidades inimigas mortas por suas defesas, é claro. Elas se transformam em elixir e este pode ser por você coletado: basta clicar nas pequenas lápides que surgem nos locais onde elas pereceram.

O processo de coleta de recursos também deve ser muito bem pensado. Você deve ter unidades de armazenagem suficientes para receber tudo o que está sendo produzido/coletado, e a atualização do centro de sua vila (para destravar mais possibilidades, mais unidades, mais construções, etc), também leva este fato em consideração.

Clash of Clans

Minha vila, atualmente

Cheguei a um ponto, há alguns dias atrás, em que estava meio travado. Precisava atualizar o centro da minha cidade mas também precisava atualizar os armazéns de elixir e de ouro, o que acabou me tomando recursos, tempo e, claro, paciência.

Vale ressaltar que para construir os coletores de elixir você precisa de ouro, e em contrapartida, para construir as minas de ouro você precisa de elixir (perceba que estamos aqui falando a respeito de dispositivos para a extração de recursos).

Da mesma maneira, a construção dos armazéns de elixir requer ouro, e a construção de armazéns de ouro requer elixir (já aqui estamos falando a respeito de dispositivos para guardar os recursos). Um recurso acaba se “ligando” ao outro na mecânica do jogo de maneira bem interessante, mas este detalhe pode acabar fazendo com que o jogador fique travado e leve alguns dias para sair do “problema”, como mencionei acima.

Tudo em Clash of Clans deve muito ser pensado. Você deve pensar em detalhes mínimos antes de sair enviando suas tropas para atacar vilas a torto e a direito. Sua vila está bem protegida? Suas unidades estão evoluídas o suficiente?  Você possui acampamentos suficientes para acomodar suas tropas? Estes acampamentos estão evoluídos o suficiente? Você possui quartéis para treinar suas unidades? Lembre-se também que diferentes unidades ocupam diferentes espaços, digamos assim.

Infantaria, arqueiros, goblins, balões lançadores de bombas, magos, gigantes, destruidores de muros, etc. Um gigante, por exemplo, pode ocupar cinco slots dentro de um acampamento, o que significa que nem sempre você terá 200 unidades “construídas”, mesmo que a capacidade somada de seus quartéis indique este número. Ao começar a construir um gigante, por exemplo, você perceberá que 2 deles já ocupam 10 slots (pelo menos no nível em que me encontro).

Clash of Clans não deixa também de ser um “tower defense quase em turnos”, no sentido em que inimigos atacam você sem a sua presença e interação (seu trabalho como construtor, designer, estrategista e “prefeito” de sua vila será levado em conta, neste momento). Ele também não deixa de ser um “tower offense quase em tempo real”, uma vez que aí os papeis são invertidos e você é quem comanda suas tropas contra cidades cujos donos se encontram, talvez, dormindo (mas já realizaram o mesmo trabalho que você em sua vila).

Posicionar canhões, morteiros, torres de arqueiras e de magos de forma tal a cobrir todos os pontos de sua vila é essencial, assim como é essencial evitar que os inimigos cheguem perto de suas muralhas, por mais fortes que elas sejam (e, também, uma hora elas sempre são destruídas).

Arqueiros lançam flechas (básico 🙂 ), lembre-se, e estas sempre alcançam elementos que se encontram dentro das muralhas. Balões e feitiços também não são detidos por seus muros. Uma boa ideia que pode ser posta em prática é deixar construções que não rendem nada aos inimigos, como centrais de pesquisa, quartéis e acampamentos, por exemplo, como uma camada adicional de proteção, rente aos muros, de forma tal que para chegar até estes os inimigos tenham que eliminar as tais construções, antes (elas são automaticamente renovadas após o ataque, mesmo). Isto também dá mais tempo às suas defesas, para que elas lancem o inferno sobre a soldadesca atacante.

Você também pode fazer parte de um clã. Existem muitos. Geralmente, quando você passa a pertencer a um, deve realizar uma doação semanal de unidades, mas também pode solicitar unidades quando preciso. Clash of Clans apenas parece simples e casual. Trata-se de um jogo de estratégia altamente desafiador, e seus gráficos simples (porém bonitos) também podem enganar muita gente.

Se você possui um dispositivo iOS, não deixe de conferir. Eis aqui mais uma prova de quão imersivos, instigantes, divertidos e desafiadores podem ser os jogos para tablets e smartphones.

Poderá gostar também

13 Comments

  1. @Marcos A.T. Silva, estou cada vez mais curioso a respeito desse jogo, agora que o PC ressuscitou, acho que vou passar o notebook para minha filha e pegar o tablet de volta rs.

    Reply
    • Olha, Hideki. Aproveita e baixa logo o Clash of Clans. Agora minha vila tem duas torres do mago. Ontem um cara me atacou e deu dó do coitado. Pega o tablet de volta logo…hehehe 😀

      P.S.: mas também levei uma surra esses dias que foi dose…rs

      Reply
  2. Tem como ver o histórico de clan ? Sai de um sem querer e nao sei o nome

    Reply
    • Poxa, amigo, preciso dar uma conferida nisso. Mas como assim? Você quer saber qual era seu clã anterior?

      Reply
  3. Voce Pode me ajudar em uma defesa pra centro da cidade lvl 5?

    Reply
    • @Guillerme,

      Como assim, amigo? O que você precisa, especificamente? 🙂

      Reply
  4. comecei a jogar clash faz pouco tempo
    estou ainda no level 3
    e n sou mto bom de estrategias
    será q voce poderia me enviar algumas formaçoes de defesas?ex:onde colocar muro,onde colocar canhao,morteiro,arqueira,oq é bom comprar e evoluir e etc…
    Obrigado !

    Reply
    • Olha o que você precisa evoluir sempre são as minas de ouro, o coletor de elixir e os seus respectivos armazens, pois assim vai poder ter recursos mesmo sendo atacado por outros players. Não há uma defesa perfeita enquanto estamos em low level, você pode cercar bem o centro da vila pois é o que dá a vitoria mais fácil para o atacante. Mais uma boa dica é ficar na sua enquanto não evoluir bem, pois com certeza se sair atacando vai ganhar trofeus por suas vitoria, mais também atrairá mais atacantes para sua vila. Portanto vá evoluindo até poder ter centro da vila level 6 e ai sim começar a defender bem o seu império. Espero ter ajudado um pouco, pois também sou low level e estou em evolução no jogo. abçs!

      Reply
  5. Gente eu jogo Clash a um tempinho e talz, quem quiser add no GC é só escrever Kaduuh e quem quiser ajuda la eu vou até o clã dos que me adicionaram pra dar um Help !!

    Reply
  6. Eu nunca ataquei outro jogador, so aqueles globins e tal. Jogo jo celular e tenho dificuldade de controlar o ataque, eu “solto ” os guerreiros e eles atacam ad cabanas antes dos canhões?! TeM como eu direcionar o ataque para um alvo especifico???

    Reply
    • Alguns guerreiros, como bárbaros e arqueiras, não diferenciam uma estrutura da outra e atacam a que estiver mais próxima. Gigantes e balões atacam primeiro as defesas do oponente. Goblins priorizam os recursos.

      Reply
  7. Ola galera quem quiser um clan bom e unido no clash of clans, cola no meu. o nome é cristal palace, o líder é o grandiogo ou estará eu nando os rgs

    Reply
  8. sempre penso nas minhas estratergia de ataque,principalmente de defesas,na estratergia de ataque eu sempre destruo pmorteiros e torre do mago que me proporciona mais perigo,,e na de defesa retardo meus inimigos usando minas e coletores de elixix e quarteus enquanto minha defesa mata eles…
    sou viciada ja no joguinho

    Reply

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Pin It on Pinterest