Vampyr, o mais recente trabalho da DONTNOD Entertainment (sem contar, obviamente, com o gratuito The Awesome Adventures of Captain Spirit), virará uma série de televisão.

A publisher Focus Home Interactive anunciou hoje que a Fox 21 Television Studios já garantiu os direitos para a adaptação, a qual ficará à cargo das produtoras Wonderland Sound & Vision e DJ2 Entertainment.

Ainda não existem maiores detalhes sobre a série, incluindo data de estreia, mas você pode conferir aqui minha análise de Vampyr, jogo do qual gostei bastante. No título, o jogador encarna o torturado vampiro e médico Jonathan Reid, o qual perambula por uma Londres escura e triste, em 1918, em meio à uma epidemia da Gripe Espanhola.

No jogo, Jonathan pode se transformar em um poderoso vampiro se alimentando de diversas vítimas, incluindo personagens importantes na trama, sendo que existem escolhas e consequências que podem ser verdadeiramente desastrosas, principalmente caso o jogador decida eliminar alguém que é importante em determinado local/distrito.

Apesar de não contar com um sistema de combate muito bom, isto é compensado pelos ótimos personagens, pela trama profunda e intensa e pelo protagonista carismático, sem falar nos poderes da escuridão que podemos ir desbloqueando aos poucos, a fim de montar uma “build vampiresca” realmente “matadora”.

Vampyr

Sobre o seriado e Vampyr, Oskar Guilbert, CEO da DONTNOD, disse que a empresa acredita que esta é “uma fantástica premissa para uma série de televisão. É um modo novo e emocionante para os fãs do game, bem como para os não iniciados, se engajarem com a história rica e profunda de Vampyr“.

Guilbert também continua, dizendo o seguinte:

Nós mal podemos esperar para ver como a talentosa equipe da Fox 21 vai apresentar o universo obscuro e atmosférico de nosso jogo para a televisão“.

Confesso que fiquei bastante interessado, e não apenas porque gostei muito de Vampyr. Fiquei interessado (e ansioso), também, porque adoro histórias de vampiros. Adoro Drácula de Bram Stoker, por exemplo, bem como os livros de Anne Rice pertencentes às crônicas vampirescas. Gosto muito também dos livros do brasileiro André Vianco (aqueles com temática vampiresca são muito bons).

Vampyr, além disso, é um raro exemplo de RPG onde nossas escolhas realmente importam, e fico aqui me perguntando como acontecerá a transposição do torturado Dr. Reid para um seriado de TV, com seu desejo constante de fazer o bem se contrapondo à sua sede por sangue. Aliás, fico me perguntando também como as empresas responsáveis irão lidar com um vampiro que é também um homem da ciência, alguém que não entende muito bem sua nova condição.

Bem, tudo o que nos resta é aguardar.

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest