Jogos eletrônicos representam uma mídia capaz de ensinar, de entreter, de divertir bastante, de apresentar fatos históricos de formas não possíveis através de outros meios. Eles podem também, obviamente, misturar fantasia com realidade, e isto não é ruim. Basta darmos uma olhada na série Assassin’s Creed, da Ubisoft (Assassin’s Creed Origins, por exemplo, é imperdível), e teremos uma belíssima ideia de como podem ser realizadas tais misturas.

E eis aqui um título interessantíssimo, que também misturará fatos reais com fantasia. A Jujubee S.A., desenvolvedora e publisher polonesa, está prestes a lançar um jogo a princípio muito atraente. Trata-se de Kursk, jogo com perspectiva em primeira pessoa baseado no submarino russo K-141 Kursk, o qual afundou no Mar de Barents em 12 de Agosto de 2000. O jogo foi anunciado em 2015, vale ressaltar, e em Janeiro deste ano foram fornecidos maiores detalhes, incluindo a confirmação de que ele seria lançado ainda em 2018.

O Kursk era um submarino nuclear, e a Rússia, na ocasião do desastre, foi até mesmo um tanto quanto hesitante em receber ajuda de outros países, isto quando não permitiu que tal ajuda fosse prestada de maneira mais profunda, uma vez que desejava manter sob sigilo os segredos militares escondidos no submarino.

Kursk Game

Pois bem, Kursk, o jogo, aproveitará o fato de que as causas do acidente nunca foram totalmente explicadas para criar um enredo bastante original e introduzir também, é claro, elementos fictícios na trama. O jogador assumirá o papel de um espião, o qual, à bordo da embarcação, deverá coletar informações a respeito de uma nova e revolucionária classe de torpedos. A Jujubee afirma inclusive que este será o “primeiro videogame de aventura e documentário inspirado em eventos reais“.

Em Kursk, além disso, o jogador visitará não apenas o interior do submarino, mas também um hotel em Moscou e uma base naval em Vidyayevo, na Rússia. E o interior do submarino, segundo a desenvolvedora, foi recriado com grande nível de detalhes (o jogo está sendo desenvolvido em Unity).

Kursk também oferecerá ao jogador a possibilidade de realizar escolhas que alterarão o desenrolar da história, e o colocará em contato com terminais que deverão ser hackeados e portas que deverão ser desbloqueadas através de lockpicking, para acesso a áreas contendo segredos a respeito do submarino.

Kursk Game

Michal Stępień, CEO da Jujubee, também acredita que Kursk “será um título muito atraente para qualquer pessoa buscando por um jogo ambicioso e maduro“. A mim me parece que o jogo será algo interessantíssimo, com todo aquele clima de espionagem e aventura, além das decisões que teremos de tomar durante o gameplay, as quais irão afetar o desenrolar da história.

É realmente fascinante quando podemos jogar títulos maduros, grandiosos, espetaculares e com enredos profundos, como The Witcher 3, por exemplo. Estou aqui na torcida para que Kursk seja realmente digno de todo o hype que em mim criou, que ele realmente seja profundo, maduro e interessante.

O jogo será lançado no próximo dia 11 de Outubro, para PC, através do Steam, sendo que também estão planejadas versões para Xbox One e PlayStation 4. Enquanto isso, fique com um trailer de gameplay do título:

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest