A Amanita-Design divulgou em seu blog que vendeu mais de 17.000 cópias do fantástico point-and-click Machinarium durante o Machinarium Pirate Amnesty, e o melhor de tudo é que a promoção continua, até hoje. Segundo a desenvolvedora, sediada na República Tcheca, esta prorrogação ocorreu porque as vendas foram muito bem durante o “período de anistia”. 🙂

Se considerarmos que a promoção foi iniciada no dia 5 de Agosto, e nos lembrarmos de que a menção às 17.000 cópias vendidas foi feita no dia 12 de agosto, chegamos à conclusão de que a Amanita Design vendeu mais ou menos 2100 cópias do game por dia, em média. E isto tudo resulta em mais ou menos 85 mil dólares. Nada mal, e mais do que merecido, levando-se em consideração, principalmente, a enorme qualidade do jogo e também o fato de que pelo baixíssimo valor de 5 dólares o comprador leva as versões Windows, Linux e Mac do game + sua bela trilha sonora.

É óbvio que a Amanita Design não deixaria de agradecer à todos, e diz o seguinte:

Obrigado a todos os que compraram o game, não importa se foi durante a venda (claro, mencionando aqui o período de promoção) ou antes, não importa se você o “pirateou” antes ou não.

É, atitude muito louvável e educativa, esta da desenvolvedora de Machinarium. Uma atitude que poderia muito bem ser tomada também por outras desenvolvedoras de games, até mesmo as gigantes. Muitas vezes não adianta reprimir, e na maioria das situações, a conscientização é a melhor das armas.

Já não é de hoje que muitas empresas de desenvolvimento, seja de softwares ou games, perceberam que o caminho para acabar com a pirataria passa não pela “gritaria”, mas sim pela “gentileza”. Pena que muitas ainda insistem na “agressão”. Sou totalmente contrário à pirataria, mas atitudes como as da criadora de Machinarium mostram que existem outros meios para acabar, ou pelo menos minimizar ou tirar proveito, deste enorme mal.

Meus parabéns, Amanita. E vale ressaltar que a empresa também divulgou uma lista com o percentual das vendas por país, e o Brasil aparece na 12ª posição, com 1,74%. Ou seja, mais ou menos 300 cópias foram vendidas oficialmente para gamers brasileiros. Estou muito feliz por ter sido um destes 300, mesmo já tendo comprado o game no Steam, durante sua pré-venda.

± 300 cópias representa uma quantidade bem baixa, é claro, mas se observarmos a posição do Brasil no “ranking”, bem como os países que aparecem logo em seguida, podemos comemorar, e os motivos são óbvios. Se você ainda não comprou sua cópia de Machinarium, corra. Ainda dá tempo de levar esta obra prima por menos de 10 reais. 🙂

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest