Mechs e missões procedurais: Arcen Games lança roguelike Bionic Dues

A Arcen Games é uma desenvolvedora independente norte americana responsável por alguns jogos e séries muito interessantes, como por exemplo AI War, A Valley Without Wind, Tidalis e Skyward Collapse. E a empresa lançou hoje mais um título, um roguelike já à venda no Steam por R$ 12,74.

Trata-se de Bionic Dues, título com níveis gerados de forma procedural e repleto de mechs e outros elementos futuristas. No novo jogo, entramos na pele de poderosos mechs, ou melhor, de vários mechs, cada um deles com habilidades distintas. Na verdade, dentro do jogo os controlamos remotamente, na segurança de uma espécie de quartel general.

Mas não se engane: Bionic Dues é um jogo bastante desafiador e que, além disso, permite uma série de abordagens às mais diferentes missões apresentadas durante sua campanha. Também existem classes de mechs (Assault, Siege, Science, Sniper, Ninja e Brawler), sendo que cada uma delas conta com armamento e habilidades distintos. Cada classe também é mais ou menos adequada a uma série de situações (alguns dos mechs possuem a habilidade “hacking”, por exemplo, a qual é muito útil).

Bionic Dues

Também podemos customizá-los, vale lembrar, e alterar uma série de detalhes, desde as armas que carregamos até blindagem e sensores. Uma série de mechs permanece disponível em cada missão, as quais escolhemos livremente, e podemos alternar entre eles conforme nossa necessidade.

No mundo de Bionic Dues temos de lidar com um grande ataque robótico. Somos a última esperança de uma cidade que sucumbirá a menos que nossos exoesqueletos superpoderosos sejam postos para trabalhar com enorme eficiência.

Temos também um determinado período de tempo antes que as forças inimigas cheguem até nosso QG, e se isto ocorrer, um ataque nuclear será lançado por nossos superiores contra a cidade, a fim de eliminar a ameaça (e por tabela todos os seus 12 milhões de habitantes, incluindo nosso personagem). Podemos evitar tudo isto, claro, ponto abaixo o centro de controle dos robôs inimigos.

Em cada missão somos apresentados a mapas  minimalistas e muito bonitos. Cenários que, apesar disto, são carregados de elementos sci-fi que funcionam muito bem juntos, e um dos grandes destaques, aqui, é a magnífica trilha sonora do jogo, composta por Pablo Vega.

Em cada missão podemos recolher peças que futuramente podem ser utilizadas em upgrades, para que nossas máquinas se tornem mais fortes e mais resistentes. Explorar o cenário também é uma boa ideia, em Bionic Dues, uma vez que cada missão conta com mapas com diferentes layouts.

Customizar nossos mechs e prestar grande atenção neste processo também é sempre uma boa ideia, até mesmo para ajustá-los ao nosso estilo de jogo. Deseja utilizar uma abordagem mais stealth? Sem problemas, até mesmo porque existe uma classe totalmente voltada a este estilo.

Durante as missões, podemos “pular” de um mech a outro (mas cuidado, mechs podem ser mortos em combate – claro) e utilizar a configuração do terreno a nosso favor; até mesmo elementos presentes no cenário podem ser úteis e servir como cobertura.

Em um jogo como este, partir com tudo para cima dos inimigos quase sempre resulta em um desastre total, portanto, vá com calma. Durante a última PAX Prime a Arcen Games demonstrou um pouco de seu novo game, e menciona que o feedback da audiência foi muito bacana, por falar nisso (algo muito merecido, diga-se de passagem).

Bionic Dues

Vale também destacar as “qualidades” de alguns robôs inimigos. Alguns deles são bem engraçados, e exibem falhas em seus sistemas que chegam a prejudicá-los, como por exemplo, problemas na mira. Tais falhas podem ser exploradas pelo jogador, é claro, e mais uma vez, vale lembrar da importância da utilização do mech certo na hora certa.

Bionic Dues ainda pode levar o jogador a uma batalha final contra os robôs, e esta batalha levará em consideração a forma como o jogador abordou cada uma das missões e a maneira como seus mechs foram melhorados, enfraquecidos ou fortalecidos. Durante esta jornada, uma de nossas incumbências será guiar os diversos Exos sob nosso comando enquanto destruímos instalações dos robôs inimigos e praticamos pilhagens.

O jogador pode escolher a ordem das missões livremente, falando nisso, e nossas máquinas podem ser bastante modificadas. Podemos visualizar diversas partes das mesmas e alterá-las à vontade, desde que tenhamos em nosso inventário os itens necessários, é claro.

Bionic Dues

Bionic Dues roda no Windows, no Mac e no Linux.

Uma festa de lançamento

A Arcen Games também preparou uma festa de lançamento para Bionic Dues. Basicamente, os sites e canais participantes receberam Steam keys para os games anteriores da empresa, as quais serão então distribuídas. O XboxPlus está participando, e entre hoje e amanhã iniciaremos o respectivo sorteio.

Sortearemos 4 pacotes com jogos da Arcen Games. Serão 4 pacotes com 6 jogos cada, conforme abaixo:

Finalizando

Jogar Bionic Dues é muito bacana. Sua trilha sonora, aliás, é espetacular, e consegue nos empolgar ainda mais. A Arcen Games ainda mencionou futuros updates gratuitos para o jogo, os quais adicionarão mais músicas (oba!) e, claro, mais conteúdo.

Robôs em revolta no meio dos quais podemos encontrar tipos bem estranhos e com falhas que podem ser exploradas? Missões geradas proceduralmente e um fator replay bem grande? Liberdade para realizar diversas missões na ordem em que bem desejarmos? Gráficos bastante charmosos? Steam Trading Cards? É, tudo isto, e muito mais, está presente neste ótimo indie game.

Enquanto isso, veja abaixo o trailer do jogo:

Poderá gostar também

2 Comments

  1. Bacana, vale uma conferida!

    Reply
  2. Eu gosto bastante do trabalho desses caras, Estephan. Uma grande prova, em relação a este, pelo menos, de que “gráficos f*da” não são sempre necessários pra um jogo f*da. 🙂

    Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Concorra a um bundle com 6 jogos da Arcen Games (Steam) - […] publiquei um testo a respeito do lançamento do roguelike Bionic Dues, da Arcen Games. Mencionei também a festa de lançamento iniciada pela…

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Pin It on Pinterest