MMO TERA começa a engrossar as fileiras do free-to-play

Conforme anunciado em Janeiro, o MMO TERA (The Exiled Realm of Arborea), desenvolvido pela Bluehole Studio, começa a engrossar as fileiras do free-to-play a partir de hoje. O MMO, que conta com gráficos muito bonitos (um dos mais bonitos da atualidade, segundo muitas pessoas), é mais um que abre as portas para todos os jogadores que desejarem jogar sem pagar mensalidade. TERA passa a se chamar TERA: Rising.

O download do cliente pode ser realizado através do website do jogo, da mesma forma que a criação da conta. A transição do game para o modelo F2P vem acompanhada de novo conteúdo, vale ressaltar. Tal conteúdo, segundo a publisher Gameforge, agradará tanto aos fãs de PvE quanto aos fãs de PvP. Uma nova dungeon, Crucible of Flame, foi introduzida no MMO, bem como uma nova arena.

Na dungeon Crucible of Flame os jogadores serão capazes de combater diversos monstros em vários níveis de dificuldade, ao mesmo tempo em que poderão competir pelo domínio em um novo sistema de rankings. Jogadores que atingirem os níveis mais altos poderão inclusive ganhar diversas recompensas. Um novo monstro também foi aqui introduzido, vale lembrar, além de diversos mini-games.

TERA: Rising

Veteranos, Jogo gratuito e TERA Club

Obviamente, o jogo será monetizado de diversas maneiras além da loja in-game. Qualquer pessoa será capaz de jogar TERA gratuitamente. Haverão tipos de contas diferentes, porém. Quem desejar jogar de forma totalmente gratuita, logo após o registro e download do cliente, terá acesso a todo o conteúdo do jogo. Com algumas restrições.

Para não prejudicar quem adquiriu o jogo antes da mudança para o free-to-play, existe também o status Veteran: todos os jogadores nesta situação receberão o upgrade automaticamente, e terão algumas vantagens (não consegui, entretanto, perceber muitas vantagens aqui).

Já o TERA Club oferece mais vantagens, como por exemplo montaria especial, uma seleção diária com diversos boosts e diversos outros itens. Quem optar por jogar gratuitamente poderá criar até 2 personagens, e também existe uma tabela com detalhes de todas as modalidades.

TERA: Rising

A assinatura do TERA Club sai por € 12,95 (algo em torno de 35 Reais, hoje). Quem optar pelo pagamento trimestral pagará € 11,65 por cada mês, e no plano anual, cada mês sai por € 9,99. Vale a pena? Difícil dizer: depende do jogador, de seu estilo de jogo, do quanto ele gosta de MMOs e similares, de quanto tempo ele tem disponível, de quantos jogos “não MMO” existem em sua fila, etc.

TERA é um MMO ambientado em um mundo fantástico. Seu sistema de combate é bastante elogiado, principalmente por se assemelhar bastante ao de jogos de ação. O jogador pode realizar ataques e lançar magias de maneira bem dinâmica, ao invés de simplesmente pressionar teclas, clicar com o mouse, etc.

TERA foi lançado em 2012, e se por um lado fico surpreso com sua transformação em free-to-play em tão pouco tempo, por outro lado não posso deixar de ignorar que esta é uma tendência no mundo dos MMORPGs. Títulos como Star Wars: The Old Republic, Aion e Lord of The Rings Online, por exemplo, já passaram por esta transição. Alguns se deram muito bem, e até mesmo gigantes como World of Warcraft e RIFT possuem opções gratuitas. As tais, digamos, Starter Editions.

TERA: Rising

De qualquer forma, TERA é bonito e interessante, e pode render bons momentos de diversão (e, quem sabe, menos vida social) a quem se aventurar no mundo de Arborea. A Gameforge menciona “Free to Play in Europe”, mas eu consegui dar uma jogada rápida numa boa. Creio que o mesmo deva acontecer com todas as pessoas, em qualquer lugar do mundo.

Enquanto isso, fique com o trailer de TERA, ou melhor, TERA: Rising:

Poderá gostar também

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Pin It on Pinterest