Conforme anunciado há alguns dias atrás, hoje entra em cena um novo GOG.com. Deixa de de existir, digamos, o Good Old Games, e passa a existir o GOG, sendo que a partir de agora não existe mais um significado para este sigla. De qualquer forma, conforme anunciado em  Novembro de 2011, jogos mais recentes começarão a ser vendidos através do site de distribuição digital de games para PC de propriedade da CD Projekt RED.

Bigger. Fresher. Newer.” Pode não parecer, mas mas o GOG mudou. O que salta aos olhos logo de início é a disponibilização de jogos mais  recentes. O belíssimo Trine, da Frozenbyte, bem como o estupendo point-and-click The Whispered World, da Daedalic Entertainment, já se encontram à venda no site, por preços muito bacanas, livres de DRM e com diversos extras, tais como, por exemplo, manual, trilha sonora, vídeos, wallpapers, artwork, etc. Aliás, o pessoal do GOG menciona que irá manter seu compromisso de não trabalhar com DRM.

Apesar do fato do nome GOG agora não mais estar relacionado ao antigo “Gold Old Games”, o GOG também menciona que manterá a qualidade de seu serviço e dos jogos disponibilizados. Lançamentos mensais são prometidos, também, em relação a jogos mais recentes/indie games, com a consequente firmação de parcerias com mais empresas e desenvolvedores. O próprio website também sofreu modificações sutis em seu layout, e agora ficou mais clean e agradável.

Através da “Community Wishlist” os usuários agora podem votar e discutir a respeito de novos títulos e recursos, e é muito interessante observar nesta lista a presença de games como, por exemplo, “Grim Fandango”, “Diablo”, “The Elder Scrolls III: Morrowind”, “Mass Effect” e “Max Payne”, dentre inúmeros outros.

Também foi lançado um novo “GOG.com downloader“, o qual conta com suporte a download de patches e extras, bem como envio de notificações ao usuário; o novo aplicativo em breve suportará gerenciamento remoto, aliás. Como parte da novidade, o jogo “Legend of Grimrock” já se encontra em pré-venda, e “SpaceChem”, “Machinarium Collector’s Edition” e “Darwinia” chegarão em breve. Mais de 20 novos títulos também são mencionados pelo pessoal do GOG, os quais deverão ser lançados em breve.

A falta de sentido para o nome “Gold Old Games” fica bem clara agora, uma vez que o site não venderá mais somente jogos antigos. Aliás, é muito bom termos no mercado um novo serviço de distribuição digital que também venderá títulos atuais. Concorrência sempre é saudável, pois faz com que o mercado como um todo se mexa para “ganhar pontos com o cliente”. Se o Steam domina a área, é até mesmo possível que no futuro ele tenha de se preocupar não somente com o GOG, mas também com outros serviços similares, como o GamersGate, por exemplo, o qual aos poucos começa a incrementar seu GamersGate Free Games (agora Void).

Com esta expansão em sua área de atuação, o GOG pode conquistar ainda mais clientes e no futuro se tornar uma alternativa muito interessante para a aquisição de diversos títulos, tanto devido à ausência de DRM quanto devido aos extras oferecidos. Vamos torcer para que mais e mais novos jogos sejam lançados por lá, e para que o site também continue com seu belo trabalho de adaptação e lançamento de games antigos.

Pin It on Pinterest