O que você está jogando (Abril/2014)?

Titanfall

E aí, meus caros, o que vocês estão jogando? De minha parte, desde o último OQVEJ, pouca coisa mudou. Continuo jogando muito Titanfall, muito mesmo. Como já disse diversas vezes, esse FPS me pegou de jeito mesmo. Não imaginava que fosse ficar tão fissurado em um game exclusivamente multiplayer, novamente, ao ponto de ter de jogar pelo menos 30 minutos – 1 hora todos os dias.

Também finalizei o primeiro episódio da segunda temporada de The Walking Dead (All That Remains), da Telltale (texto aqui), e adorei. Estive criando alguns vírus em “Plague Inc: Evolved“, e joguei um pouco de GTA V, para não perder o costume.

Também tive a oportunidade de testar um jogo muito bacana, chamado “The Last Tinker: City of Colors”.Na verdade, foi um build bem curto que recebi, mas o jogo parece bastante promissor. Publiquei até um texto com minhas impressões a seu respeito.

No iPad, comecei o “gratuito” Trials Frontier, da Redlynx, desenvolvedora de Trials HD, Trials Evolution, o recente Trials Fusion, etc. Estou gostando, mas já li algumas coisas bem negativas a respeito do título, todas elas envolvendo microtransações abusivas.

Ainda não cheguei neste ponto, e se e quando chegar, não pretendo gastar um tostão. Se tudo isto for mesmo verdade, como parece, é uma pena. Do último OQVEJ pra cá, finalizei THIEF, o qual é um ótimo game (review aqui), e iniciei Tearaway, no Playstation Vita. E a fila continua enorme, como sempre.

Mas e vocês, como estão? Como vão as filas? O que estão jogando? 🙂

Poderá gostar também

27 Comments

  1. Eu estou jogando Shadowrun Returns e um que não vi muita gente falar: Risk of Rain. É um jogo indie desenvolvido por dois colegas da faculdead, um roguelike muito bom que acho que não caiu no gosto dos grandes portais.

    Reply
    • Jogão ein Rafa! (Shadowrun Returns) Cheguei a jogá-lo e finalizá-lo em 2013, gostei muito, pois já era fã do jogo do SNES.

      Reply
      • Ainda não terminei, mas estou gostando. Só estou achando o jogo leeeennntttooooo demais hahaha E eu tenho um problema com jogos que tem builds, eu sempre fico maluco tentar achar a melhor build e recomeçando dez mil vezes e acaba que nunca fecho o jogo. Nesse eu fiz uma adept e logo na primeira luta falei “Ah, foda-se, esse jogo tem que jogar de ranged”, aí fiz uma samurai usando rifle e vai ser assim até o fim! haha

        Reply
        • Entendi. É legal ver as possibilidades, mas não tive vontade de mudar meu personagem, na verdade é possível fazer grandes mudanças nele depois. O meu ponto crítico, era a escolha dos mercenários para me ajudar nas missões.

          Eu joguei ele fazendo sessões de 30 a 40 minutos, quando chegava no checkpoint, geralmente eu parava. O ponto forte dele, para mim, foram as batalhas, achei bem dinâmicas e bem emocionantes.

          Reply
    • Fala Rafa! Quanto tempo! 🙂

      Esse Risk of Rain já caiu no meu radar. 😀

      Reply
  2. Ainda continuo em cima do meu backlog acumulado.

    Quase fechando Psychonauts (último chefe) e Sleeping Dogs. Dei uns tapas no Just Cause 2 (que zerei em Janeiro de 2011) mas até agora ainda não consegui pegar todos os collectibles e descobrir todas as vilas.

    E o próximo da fila a ser revisitado vai ser Fallout New Vegas (aproximadamente 40% concluído).

    Reply
    • Nem me fale, Estephan. Backlogs enormes e assustadores…rsrsrsrs Psychonauts é lindo e fantástico até hoje, né? 😀

      Chegou a dar uma olhada no mod multiplayer do Just Cause 2? Por falar em New Vegas, me lembro sempre: preciso jogar Fallout 3 com calma.

      Reply
      • Joguei algumas horinhas do JC2MP com meu primo, muito bacana! =)

        Reply
  3. Fala aí pessoal!

    Estou jogando o tenso Amnesia: The Dark Descent (PC), estou gostando muito, mas é bem difícil aguentar a pressão, tem que ter nervos de aço, hahaha.

    Para SNES, o espetacular Chrono Trigger. Estou na parte da espada “Masamune”.

    Fora isso, basicamente Super Street Fighter IV Arcade Edition (Xbox 360) enquanto ouço podcasts (um amigo me deu a dica deste “combo”) e Halo 4 Multiplayer, em especial o modo Big Team, muito bacana tentar parar veículos e robôs com aquela pistola de plasma Covenant 🙂

    Estava jogando também Unreal (PC), grande clássico.

    Queria jogar mais títulos, espero no mês que vem, já ter começado outros.

    Reply
    • E aí, Diego, conseguiu terminar o The Dark Descent? hehehehe Unreal é realmente muito bom.

      Reply
      • Estou na parte da cisterna ainda! Cara, sou muito ruim para resolver os puzzles, hahaha.

        Reply
  4. Ahoy!

    Minha lista mudou pouco desde o último.
    No PC, continuo jogando Thief.

    Depois de ver vídeos do Elder Scroll online, me deu saudades e voltei a jogar Skyrim no 360. E também estou jogando Trials Fusion no 360. Bem divertido, igual o Evolution. Com algumas coisinhas a mais, mas nada mto diferente.

    E também estou jogando o Trials Frontier. É uma pena saber isso sobre as microtransações. É um jogo bem feito, mas tb não pretendo gastar dinheiro com ele.

    Reply
    • Quase igual eu então, Fefa. Poxa, e o Trials Fusion ficou bacana, né? Ainda aguardo pelas pistas sensacionais que o pessoal por aí vai criar, viu. Finalizou o THIEF?

      Reply
      • Trials eu gostei muito. Pena que ainda não tem multiplayer. Quero jogar logo com meu amigo pra dar umas risadas. Eu “terminei” o Trials já. Agora liberou as pistas Extremes que são… bem… Extremes.
        Eu cheguei a baixar umas pistas da galera, mas parece que tem pouco ainda.

        Já o Thief tá devagar viu. Ainda mais pq eu tava jogando Trials.

        Reply
        • É, ficou muito bacana. E eu que adoro esse lance de editor, estranhamente, ainda não toquei no editor…rsrs Pegou o Trials pra Xbox ou PC, Fefa? Poxa, também estou curioso com esse multiplayer, viu…hehehehe

          Não cheguei nas pistas extreme, ainda, no Trials. Poxa, tenta engrenar no Thief, é bem legal. Olha, eu queria muito que eles lançassem mais conteúdo pra esse jogo. Mais missões de “roubos”, sabe. 😀

          Reply
  5. Com o tempo curto e o vício em Minecraft, não consigo largar o maldito jogo da Mojang. Já instalei alguns mods, um sinal de que a jogabilidade vanilla finalmente está cansando. Mas a lista de mods é infinita e depois de dezenas de horas de jogo é que consegui meus primeiros diamantes. Então, talvez eu e meu filho persigamos o “final” do jogo.

    A impressão que tenho é que Minecraft será um jogo que ficará instalado para sempre, para dar um passeio, uma explorada ou construir alguma coisa…

    Comecei o clássico Outcast, mas não engrenei ainda. O Kickstarter da versão HD periga não completar a meta, o que é uma pena. É um jogo que pede e merece um remake, pelo pouco que joguei.

    Reply
    • Poxa, Minecraft te pegou mesmo, né? rsrsrsrs E seu filho, como lida com o jogo? Gosta da parte de criação, também, ou não?

      Reply
  6. Fala aí, Marcos.

    Nesse último mês joguei pouca coisa. Joguei o DLC do Batman: Arkham Origins, o Cold Cold Heart. Aliás, muito bom, curti bastante. Além disso joguei muito os mapas de desafio, tetando chegar nos 100% do jogo (quem sabe um dia?) 🙂

    Joguei também (e finalmente) o Beyond: Two Souls. A história é muito boa, mas entendo o lado dos críticos que reclamam do fato dele não ser um jogo de verdade.

    E por fim peguei e zerei o The LEGO Movie Videogame. Como sempre é nos jogos LEGO, muito divertido (para mim, ao menos). Já fiz 100% dele e concluí todos os achievements (ontem mesmo, aliás) 😀

    E foi basicamente isso 🙁

    Reply
    • E aí Márcio! Beleza?

      Também joguei pouca coisa, mais Titanfall do que qualquer outra coisa…rsrsrsrs Tem jogado algo no Vita? Deixa te perguntar: chegou a conferir TWD no Vita? Esses dias acabei pegando aquele Arkham Origins Blackgate, em promoção, pra PC, por falar nisso.

      Esses Lego são muito bons, né…rsrsrs

      Reply
      • Pôxa, tinha escrito um baita comentário gigante, e perdi tudo porque esqueci de preencher o nome e email, e o site engoliu e jogou fora 🙁 Vamos de novo

        O meu VITA anda encostado. Basicamente só tenho usado ele para assistir NetFlix, quando estou na casa dos meus sogros, nos almoços de domingo. De vez em quando jogo um Patapon, mas PQP, que joguinho sacanamente grindeiro. Nunca imaginei que precisaria fazer grinding num jogo desses, quando comecei a jogá-lo 😀 Antigamente até jogava muito no ônibus voltando do trabalho para casa, mas ultimamente tenho preferido ver os episódios das séries que baixo através do celular.

        Sobre o TWD no Vita, não vi. Tenho ele no PC (aliás, mais um no backlog). Nem sei se chegou a sair algum capítulo grátis para o Vita.

        Já o Blackgate, cara, que jogo de merda. Sério, joguei a demo no PS3 e simplesmente detestei. Até tirei da minha wishlist no Steam, nem faço questão de SEQUER ganhar esse de graça dos outros. O jogo é uma ofensa à série Batman Arkham. O Origins tem seus defeitos mas pelo menos ainda mantém a identidade. Já o Blackgate é uma bosta fumegante, e não recomendaria para ninguém.

        E os Legos, cara, são meu vício, meu guilty-pleasure. Tenho quase todos os que saíram: os primeiros de Star Wars (no caso, a compilação. Os dois primeiros originais eu só joguei na época do tapa-olho e perna-de-pau), o do Clone Wars, os do Harry Potter, Indiana Jones, Batman, todos. Até o do Piratas do Caribe, que só consegui comprar em mídia física. Os únicos dessa linha de jogos que ainda não tenho são o LEGO Chima (VITA e 3DS) e o mais recente LEGO The Hobbit (que o pessoal andou metendo o malho, mas não é o suficiente pra me desmotivar a comprar e jogar).

        É isso. Vamos ver se para maio eu consigo listar mais coisas 😀

        Reply
        • Triste saber disso do Blackgate…hehehehehe

          Poxa, tenho algumas coisas legais no Vita, já pra começar. Já viu aquele Tearaway?

          E ainda vou baixar esse app do Netflix nele. Vamos ver como é o danado. 😀 Falar em portáteis, você tem o 3DS também?

          Reply
          • O Vita é de longe o melhor device portátil para assistir YouTube e NetFlix 😀

            E não tenho 3DS, já me bastou o Vita 😀

            E ainda não joguei a demo do Tearaway: o espaço no cartão de 32GB já esgotou, e estou tentando terminar algum dos jogos para poder remover e copiar coisas novas para ele. Por hora tudo que tem saído grátis ou de demo para o Vita tenho baixado e deixado no PS3

          • Olha, Márcio, eu iria até mais longe e diria que ele é de longe o melhor device portátil para jogos, na atualidade. Pena não estar indo muito bem, mas ainda acho que isso vai mudar. O danado é muito poderoso. E se você ver o que a Media Molecule fez com o Tearaway, se aproveitando de todas as funcionalidades do console, é de ficar embasbacado. Antes de ter o Vita, eu ainda achava que me contentava com o iPad e o iPhone, por exemplo, pra “jogos portáteis”. Ledo engano. Depois que vi o Vita, isso mudou. Jogar um Uncharted Golden Abyss, ali, é fora de série, ao contrário de jogar, por exemplo, um NOVA 3 no iPad. Um bom jogo, mas a falta de controles físicos pode complicar muito. Eu até acabei me acostumando, desativando controle por giroscópio e esse tipo de coisa. Mas, não tem jeito…rsrsrsrs

            Nossa, e eu que tenho um cartão de 16 e um de 8, se não me engano. Vivo no sufoco. E como são caros esses cartões, né? 🙁 Vou testar a Netflix nele hoje ainda. Ver se consigo terminar as temporadas de Breaking Bad nele. 😀

          • Ve Breaking bad? E ainda não terminou?
            Mas já deve saber o final. Só se falou disso na semana que passou o finale hehe

          • Vejo Fefa. Estou no meio da quarta temporada…rsrsrs Tenho tentado a todo custo me manter longe de spoilers…rsrsrs

            Fico tentando imaginar quais seriam os possíveis fins para o Jesse e o Walt, conforme as coisas se complicam mais, por exemplo. 😀

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Pin It on Pinterest