Este artigo na verdade é um “relatório”, digamos, de uma situação que aconteceu comigo. Esta semana, aliás. No Steam. Comprei a versão para PC de Lara Croft and the Guardian of Light mesmo possuindo sua versão para Xbox 360. Fiz isto devido ao brinde oferecido para quem comprasse o título durante o período de pré-venda, o qual era o game Tomb Raider: Legend, game este que é mais caro do que o próprio Lara Croft and the Guardian of Light.

Bom, ocorre que fiz uma tremenda bobagem, e acabei comprando o jogo após o período da pré-venda. Comprei 30 minutos após o término deste, e na hora, nem me liguei nisto. A princípio, portanto, perdi o brinde, e não haveria mais o que fazer. Resolvi então entrar em contato com o suporte do Steam, para tentar, mesmo assim, verificar se poderia obter o brinde. Me responderam rapidamente, trocamos algumas mensagens e me explicaram que, devido à compra ter sido realizada fora do período de pré-venda, eu não tinha mais direito, mesmo, ao brinde.

Fiquei triste, etc e tal, mas aceitei, pois não havia irregularidade alguma na situação. Mas algo muito bacana aconteceu em seguida: recebi o Tomb Raider: Legend, mesmo após a negativa do Steam. O respectivo popup foi aberto em minha tela, e pude baixar e instalar o game numa boa. Ou seja, alguém lá na Valve resolveu agradar um cliente que adora o serviço. 🙂

É por este tipo de coisa que, em minha opinião, a Valve e o Steam ganham cada vez mais “pontos”. Eles crescem continuamente no meu conceito. É óbvio que estamos falando a respeito de uma empresa. Uma empresa que tem por objetivo, é claro, ganhar dinheiro. Lucrar. Mas que sabe como fazer isto. Como agradar jogadores do mundo inteiro.

A Valve sabe que se mantiver os clientes “presos” ao seu serviço de distribuição digital de games, o Steam, ela poderá sempre oferecer novidades a eles. Ela sabe que um gamer satisfeito é uma “mina de ouro”. É meio que um “canal aberto”. Temos aqui vantagens para ambos os lados. O Steam agrada o cliente, este fica feliz, continua comprando, a Valve continua com suas promoções fantásticas, o cliente/gamer compra mais, indica o serviço a outros jogadores, a base de clientes do site cresce dia a dia, e assim todos ganham, afinal de contas.

Meus parabéns à Valve e ao Steam. Aliás, esta não é a primeira vez que o Steam me surpreende. Apesar de constar em sua política de utilização que ele não reembolsa ninguém, eu já fui reembolsado pelo mesmo, durante o ano passado, quando comprei Spore, em promoção. O game estava com problemas no multiplayer, a EA não resolveu o problema, mesmo após inúmeros e-mails, e bastaram uns 4 ou 5 e-mails trocados com o suporte do Steam para que eu recebesse meu dinheiro de volta.

É, confiabilidade se obtém também através de respeito e seriedade no tratamento com o cliente, e nestes dois quesitos, o Steam é mestre. 🙂

Pin It on Pinterest