A Sony anunciou que o PlayStation Vita será lançado em 22 de Fevereiro de 2012, na América Latina, nos Estados Unidos, no Canadá e na Europa. O anúncio foi feito durante a “Web 2.0 Summit 2011”. O portátil será lançado em duas versões: Wi-Fi (US$ 249,99) e 3G/Wi-Fi (US$ 299,99). Acredito que este último modelo seja bem mais interessante: são 50 dólares a mais e o usuário leva um console portátil com 3G, o que é bem legal em um equipamento deste tipo, principalmente considerando-se o porte do lançamento. É claro que, no Brasil, entretanto, o “buraco será muito mais embaixo”.

Aliás, a Sony já avisou que podem ocorrer “problemas” em relação à data de lançamento do PlayStation Vita em alguns países da América Latina, devido a possíveis problemas/atrasos no andamento dos processos junto aos governos, em relação à segurança e à aprovação do produto. Leia-se também: bur(r)ocracia, infelizmente. O novo portátil da sony, como já sabemos, terá uma tela frontal OLED, painéis sensíveis ao toque, sensores de movimento, duas câmeras e 2 joysticks analógicos. Segundo a gigante japonesa, mais de 100 games (muitos pertencentes a franquias renomadas) já estão em produção para o portátil.

Dentre eles podemos citar, por exemplo, Call of Duty, Assassin’s Creed, UNCHARTED: Golden Abyss, Sound Shapes, Resistance: Burning Skies, wipEout 2048 e FIFA. O PS Vita também virá com suporte a diversas redes sociais e serviços de comunicação, tais como, por exemplo, Facebook, foursquare, Skype, e Twitter, sem falar em aplicativos nativos, como o “Near” e o “Party”, voltados à comunicação e partidas multiplayer com outros usuários do sistema.

O PlayStation Vita vai redefinir as fronteiras tradicionais de jogos e a linha divisória entre entretenimento e realidade. Seu lançamento servirá como ponto de virada na história de jogos portáteis e criará uma nova base de fãs jogadores do PlayStation para as gerações que virão. Com sua capacidade tecnológica e conectividade social, o PlayStation Vita oferece uma experiência muito acima de qualquer coisa disponível no mercado. Recursos como dois joysticks analógicos, duas câmeras e touch pads frontal e posterior foram projetados para proporcionar a experiência poderosa e definitiva em jogos que têm sido exigidos pelos consumidores, além de permitir novas maneiras para os usuários se conectarem com o mundo ao seu redor“, disse Jack Tretton, presidente e diretor executivo da SCEA.

É, o negócio não é brincadeira não. O PlayStation Vita parece mesmo um console portátil e tanto. Vamos aguardar por seu lançamento e observar por qual preço será vendido o portátil no Brasil.

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest