Recebi acesso a uma versão para preview do mais novo título da série Mount & Blade. Trata-se de Mount & Blade: With Fire & Sword, o qual é um RPG de ação de mundo aberto, digamos. O jogo será lançado em 03 de Maio de 2011, para PC, e custará US$ 14,95.Em With Fire & Sword, o jogador escolhe o que fazer, quando fazer e como fazer. Inúmeras escolhas são fornecidas ao gamer no decorrer do gameplay, através de diálogos com os diversos personagens, na maior parte do tempo. É um jogo difícil. Complexo mesmo, assim como seu antecessor, Mount & Blade: Warband. Não senti, entretanto, With Fire & Sword como sendo uma continuação direta de Warband.

Trata-se de um jogo que apresenta ao gamer novas expectativas, novas experiências, e introduz novidades à esta excelente série de games que mistura estratégia, RPG, ação e história. Alguns detalhes da história de Mount & Blade: With Fire & Sword foram baseados no romance With Fire and Sword, escrito por Henry Sienkiewicz em 1884. O sucessor de Warband esbanja criatividade e desafios.

Toda a complexidade dos combates está de volta. Não basta apenas empunhar sua espada e achar que cada golpe atingirá o inimigo, “miraculosamente”. É necessário mirar, através de movimentos realizados com o mouse, no flanco esquerdo, direito, etc. É preciso, também, muitas vezes, utilizar a espada ou qualquer tipo de arma que você esteja empunhando, como escudo. Você pode também adquirir um escudo, é claro.

Logo no início do game você ganha alguns pontos e pode distribuí-los entre seus skills, weapons e atributos. Força, inteligência, carisma, habilidade no manuseio das mais diferentes armas, no lançamento de granadas, nas cavalgadas, etc. Você pode, logo em seguida, customizar a aparência do seu personagem. Aqui já vou logo avisando: para quem gosta, é possível perder muito tempo. Horas, talvez. Existem muitos atributos que podem ser alterados.

Mount & Blade: With Fire & Sword já começa com ação. Você recebe “na cara” uma “tela de escolha” cuja única escolha é atacar os bandidos que estão armados e prontos para lutar. O bacana é que a partir daí você recebe a ajuda de um grupo de soldados liderados por um tal de Jaques de Clermont. Eles também lhe fornecem um cavalo, e o próprio Jaques te dá muitas informações valiosas a respeito do que está acontecendo ao redor.

Uma das grandes novidades neste novo título da série Mount & Blade é a utilização das pistolas. Quem jogou Warband, sabe como ocorre o processo de mira com um arco, por exemplo. Os “pontos se fechando na tela”, etc. Aqui é a mesma coisa, com a diferença de que, como se trata de pistolas antiquíssimas, o protagonista deve recarregá-la através de um processo um tanto quanto demorado, o que pode representar um grande perigo em meio a uma batalha.

Chute, use sua espada e sua pistola, corra, batalhe sobre um cavalo, e transforme o campo de batalha em uma verdadeira pilha de corpos. Pelo menos, este deve ser o objetivo na maior parte das vezes. A visão que se tem do protagonista em Mount & Blade: With Fire & Sword é em terceira pessoa, o que acaba ajudando bastante.

Vale destacar novamente a questão “mundo aberto”. O novo título da Tale Worlds, distrituído pela Paradox Interactive, é realmente motivo de enorme alegria para quem aprecia este tipo de jogo. É claro que ele conta com dificuldades enormes, as quais podem ou não agradar aos jogadores, dependendo de suas expectativas.

Mapa

O mapa do game é aquele mesmo e belo existente em Warband, o qual oferece diversos níveis de zoom, permite que você vá a qualquer lugar caminhando pelo mesmo e também fornece acesso direto ao local desejado, através da lista de quests. É possível entrar em qualquer cidade, mas a conversa com um guarda sempre antecede sua entrada, o que pode aliás lhe render informações valiosas ou, por outro lado, lhe negar a entrada.

Converse com os personagens que encontrar. Adicione quests à sua lista. Ande, ande, ande e veja como a transição entre o dia e a noite é interessante e bonita. Receba ou realize favores para nobres, faça com que sua reputação cresça, eleve o nível de seu personagem, crie seu próprio grupo de soldados e sinta o sabor de jogar um game verdadeiramente livre.

Algo muito interessante, porém perigoso, dependendo do caso, é combinar a utilização de armas de fogo e armas brancas. Aliás, algo bem interessante (e trágico) aconteceu comigo certa vez: após matar um certo número de inimigos cavalgando, parei atrás de uma árvore e desci de meu cavalo. Eu queria empunhar a pistola para matar alguns bandidos meio que de longe. Esqueci, entretanto, que ela estava descarregada. Neste meio tempo enquanto a pistola era recarregada, “alguém” veio por trás de mim e me matou. É claro que, dado o meu descuido, eu teria sido morto de qualquer jeito.

A questão dos cercos a castelos inimigos utilizando explosivos também ajuda a aumentar o realismo dentro do game. Em determinados momentos, você se depara com verdadeiras barreiras de escudos, e se você já leu algum livro da série “Crônicas Saxônicas”, de Bernard Cornwell, sabe do que eu estou falando, e da verdadeira carnificina que pode ocorrer nestes momentos.

Enfim, muitas coisas foram mantidas em Mount & Blade: With Fire & Sword, outras foram acrescentadas, e o que teremos em mãos será um game desafiador, empolgante e que, com certeza, proporcionará muitas horas de gameplay, devido ao seu lado sandbox.

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest