Há alguns dias atrás consegui acesso ao beta multiplayer do game de corrida Blur, da Bizarre Creations, mesma desenvolvedora do Project Gotham Racing 4 (único game de corrida que possuo em minha coleção de games para Xbox 360). Bom, o beta é somente multiplayer mesmo, ou seja, o único modo de jogo disponível é online, jogando contra outros competidores na Xbox Live (não sei como a coisa está sendo feita na PSN).

Vale ressaltar que não sou muito, digamos, “amigo” de games de corrida. Não que eu não goste e/ou não aprecie o trabalho de quem desenvolve tal gênero de jogo mas, não sei. Algo em mim, que ainda não consegui descobrir o que é, me faz não jogar muito este gênero. E Blur, entretanto, me surpreendeu, e é bem possível que eu o compre, quando for lançado, talvez na metade de 2010.

Sobre Blur

O game é sensacional. Aliás, quando vi que era da Bizarre, já imaginava algo com gráficos bonitos, jogabilidade simples e diversão total. Imagine um WipeOut não futurista, onde ao invés de veículos flutuantes, você tem carros. Quem já jogou WipeOut sabe do que eu estou falando: não basta correr, também é necessário atacar e se defender, durante a corrida.

E Blur é um game mais ou menos parecido com isto. Durante o caminho, você vai coletando diversos power-ups, para usar contra os outros competidores, para criar escudos em volta de seu carro, ou para reparar os danos que o mesmo vai sofrendo no decorrer da corrida.

É possível utilizar (desde que você o colete, é claro) um power-up chamado “nitro”, e aí, o próprio nome já diz tudo: a velocidade que o carro atinge é absurda, durante a duração do tal nitro. Você também pode atirar bolas de energia em seus oponentes e plantar minas na pista, dentre outras “trapaças” possíveis.

Você pode carregar até 3 power-ups diferentes, e alternar entre eles através do botão “X”. Para lançá-los adiante, utilize o “A”, e para lança-los para trás, utilize o “Y”. É muito simples saber quais “poderes” você detém no momento: os símbolos dos mesmos aparecem na parte traseira de seu carro, e você vê a mudança enquanto alterna entre um e outro.

Os gráficos de Blur são belíssimos, com efeitos de iluminação muito bem feitos, e as colisões realmente danificam o carro. Claro, não espere aqui o mesmo grau de danos e/ou perda de desempenho que ocorreria em simuladores, pois este é um game de corrida, digamos, estilo Arcade. Mas tudo é muito bonito, e muitas vezes a velocidade, as curvas e os desvios chegam quase a fazer com que o gamer perca o fôlego.

Isto tudo, aliado com o belo visual, com a jogabilidade simples de se aprender e com a imensa diversão que o game proporciona, tornam Blur uma opção ideal para quem encara games de corrida apenas como diversão, e não quer se envolver com as tecnicidades que um simulador requer (como eu, por exemplo). E isto porque só joguei o beta multiplayer do game!

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest