Os indie games para Xbox 360 estão se tornando cada vez mais divertidos e bonitos. Existem alguns XBLIG’s que fazem uso de nossos avatares na Xbox Live, aliás, e este é o caso de Avatar Onslaught, título desenvolvido pela LightHouse Games Studio.

Trata-se de um divertido indie game que coloca o seu avatar no campo de batallha para lutar contra outros avatares utilizando… balões. Cheios d’água. Ou seja, sem violência, apesar de imaginarmos isto quando nos atentamos apenas ao nome do indie game.

O título da LightHouse Games Studio atingiu a marca de 500.000 downloads em 19 de maio passado, e isto, em minha opinião, se deve também ao seu lado competitivo.

Este é um daqueles jogos onde após cada partida, você fica louco para conferir o seu score e verificar se já está entre os 100 melhores.

Avatar Onslaught custa apenas 80 Microsoft Points, ou seja, 1 dólar, e representa diversão garantida para todas as idades.

Jogabilidade

A jogabilidade de Avatar Onslaught é super simples. Utilize o analógico esquerdo para movimentar o seu avatar lateralmente, o botão “LT” para lançar os balões, o botão “B” para recarregar sua “arma” e o botão “X” (mantendo pressionado) para reparar 3 pequenas muretas/abrigos de pedra que servem para que você se proteja dos balões inimigos. Estas muretas de pedra vão sendo paulatinamente destruídas pelos tiros inimigos, e você precisa, então, repará-las, conforme mencionei acima. E para repará-las, precisa estar próximo a elas.

Jogando Avatar Onslaught

Em Avatar Onslaught você deve enfrentar horda após horda de avatares loucos para molharem você. 🙂 A dificuldade vai sendo aumentada aos poucos, e você começa enfrentando uma horda super fácil de ser superada, com apenas 2 lentos e “amigáveis” avatares inimigos.

Mas a coisa melhora (ou piora, depende do ponto de vista). Aos poucos, a cada horda, mais avatares vão sendo introduzidos, e existem alguns doidões que vêm correndo para cima de você. Você precisa então utilizar seus balões cheios d’água para impedir o avanço dos mesmos. Se por acaso você deixar passar algum avatar, mas este der de encontro com alguma das 3 muretas de pedra, não tem problema: eles sumirão, e não te causarão mais problemas. Agora, se você deixar um único avatar inimigo ultrapassar uma linha vermelha que fica logo à sua frente, o jogo acaba.

A cada onda vencida você pode evoluir os atributos de seu personagem. Escolha dentre um dos 5 atributos a cada onda superada (velocidade do avatar, velocidade dos balões, precisão dos tiros, velocidade de recarregamento e munição) e vá distribuindo os pontos. 1 ponto a cada horda vencida. Isto torna o game da LightHouse Games Studio ainda mais interessante. Para mirar, você conta com uma pequena linha azul que parte do seu avatar em linha reta. E, o mais importante: seja rápido. 🙂

O jogo também conta com um recurso muito legal, acessível quando você morre. Trata-se do “Tell your friends“. Além de ser uma ótima maneira da LightHouse Games Studio divulgar o seu divertido game, este recurso permite que você envie uma mensagem de texto a todos os seus amigos na Xbox Live, contendo a sua pontuação e dizendo que “você aposta que eles não podem bater o seu score. Muito legal.

Gráficos e trilha sonora

Gostei bastante dos gráficos de Avatar Onslaught. Toda a ação ocorre em uma arena rodeada por muros de pedra, e o game possui um estilo gráfico bem interessante. Tudo se passa em meio a um céu cheio de núvens cinzentas, o que torna a arena meio escura e até mesmo sombria.

Quando algum balão d’água atinge você, além de ser possível ouvir o barulho da água, você pode observar a tela “se enchendo de gotas d’água”. Isto é sensacional. Muito bem bolado e implementado.

Um dos grandes destaques de Avatar Onslaught é sua trilha sonora. Ela é totalmente orquestral e possui partes épicas, em alguns momentos, e em outros ela parece passar uma grande dose de patriotismo. A trilha sonora de Avatar Onslaught é muito bonita, e representa um grande contraste com o gameplay, onde combatemos utilizando balões cheios d’água.

Conclusão

Avatar Onslaught é um game muito interessante, e chega a provocar o mesmo desespero que Plants vs. Zombies, quando você nota que uma horda enorme de avatares estão vindo para cima de você, muitos deles correndo, e você conta apenas com seus balões cheios d’água. Este é um título bastante desafiador.

E para mostrar a vocês um pouquinho do game, segue abaixo um pequeno vídeo que, apesar de conter “vídeo comentado” no título, não contém narração, uma vez que acredito ter comentado a respeito de todos os aspectos do game neste review: 🙂

Link direto para o vídeo:

http://www.youtube.com/watch?v=bbNN4rQDQxQ

Pin It on Pinterest