Rhythm Zone, game musical desenvolvido pela Sonic Boom Games, é um jogo que, apesar de não ter caído no agrado de algumas pessoas/sites, me agradou bastante. Trata-se de um ótimo passatempo para quem deseja “jogar suas músicas” no PC. O game é um pouco similar a Guitar Hero, pelo menos em relação à questão das notas caindo e da aparência do “cenário”. Aliás, o cenário de Rhythm Zone é belíssimo, e muito psicodélico, diga-se de passagem.

O título da Sonic Boom prima pelo ritmo, pela “batida”, e consegue entregar ao jogador uma experiência bem diferente da de Guitar Hero. A questão, em Rhythm Zone, é o rítmo. A “batida”. Você “toca”, de certa maneira, todos os instrumentos que compõe a música, levando-se em consideração esta questão da preocupação com o rítmo. Portanto, não espere tocar linhas de guitarra ou de baixo, únicamente, pois Rhythm Zone oferece uma experiência bem diferente disto. E muitíssimo interessante.

Eu, que adoro música, e que preciso de música para viver, adoro Rhythm Zone, e o jogo constantemente. “Jogar músicas” neste tipo de game é um ótimo passatempo, principalmente depois de uma movimentada partida de algum FPS violento, por exemplo.

Jogabilidade

O modo de jogar é extremamente simples. Os controles são intuitivos, como devem realmente ser em games musicais, pois a dificuldade deve ficar por conta da música que você escolher, após a análise que o game realiza. São quatro notas: vermelha, azul, verde e amarela, e as teclas que acionam cada uma delas são, respectivamente, por padrão, “A”, “S”, “D” e “F”, sendo necessário também, dependendo do nível em que você jogue, utilizar “J”, “K”, “L” e “ponto e vírgula”. Tudo isto, entretanto, pode ser alterado, conforme for melhor para você.

Em Rhythm Zone existem as notas “simples”, digamos, que funcionam meio que como um “stacatto”, existem as notas que devem ser sustentadas pelo período de tempo exibido pelo respectivo rastro colorido, o qual pode possuir diversos tamanhos e, sendo assim, existem diversos modos, ou melhor, períodos diferentes de tempo, para sustentar uma nota.

Existem acordes, também, o que significa que você deverá pressionar e/ou manter pressionadas duas teclas, pelo período de tempo requerido pelo game, conforme as informações que você observa em tela. Não é difícil se acostumar com os controles, o problema está na música que você escolher.

Jogando Rhythm Zone

Rhythm Zone tem seu gameplay guiado pela música que você escolher. O game faz uma análise complexa de cada música, analisando todos os instrumentos. A análise demora bastante, até, pois um grande tempo foi gasto pela desenvolvedora nesta questão. O algorítmo de análise de músicas em Rhythm Zone analisa toda a música e detecta os eventos mais expressivos, designando a cada um deles uma cor. Isto é bem explicado na entrevista que realizamos com o pessoal da Sonic Boom.

Posso dizer que o jogo se torna um pouco difícil, dependendo da canção escolhida, devido a esta questão da análise complexa que é realizada em cada faixa e ao resultado que ela fornece. Vale ressaltar também que Rhythm Zone muitas vezes apresenta notas/padrões similares por determinado período de tempo, sempre que o mesmo ocorre na música, ou seja, trechos longos e repetitivos irão requerer também do jogador uma resposta semelhante. Não há nada melhor do que “jogar” músicas de bandas como Accept, Manowar, Judas Priest, Helloween, e Saxon, por exemplo.

Da mesma forma, música eletrônica, como por exemplo dos também fantásticos Jean Michel Jarre, Kraftwerk e Front 242 proporcionam uma experiência diferente, devido às variações rítmicas e de estilo distintas. Jogar música clássica também é uma experiência e tanto. “Jogue” o primeiro movimento da 5ª sinfonia de Beethoven em Rhythm Zone e veja como isto é fantástico. O compositor alemão dizia que o início desta sinfonia representava o “destino batendo à sua porta“. “Veja” e “ouça” isto em Rhythm Zone. É imperdível.

Rhythm Zone também conta com notas prateadas. Conforme você vai “coletando” as mesmas, um medidor à direita vai se enchendo. Assim que isto ocorre, através da barra de espaço, você dá início ao “Focus Power”, o qual, além de iniciar um belo efeito em tela, faz com que o seu multiplier seja elevado para 2.

A Sonic Boom pretende introduzir diversas melhorias em seu game musical, e uma delas é a total integração à Last.fm. A empresa também lançará DLC’s gratuitos para o jogo, os quais conterão visualizadores adicionais. Melhorias tais como “modo dedilhado”, por exemplo, estão em pauta e dependerão do feedback da comunidade.

Particularmente acho muito bacana essa questão de pacotes de expansão gratuitos e outros baseados na resposta da comunidade de jogadores. Isto mostra que a empresa tem por objetivo, realmente, elevar bastante o nível da experiência proporcionada por Rhythm Zone. Vale destacar também o belo e colorido background, o qual é gerado aleatóriamente, dependendo da evolução da música.

Gráficos e trilha sonora

Os gráficos do game são muito bonitos. Todos os efeitos, as explosões de luzes, a enorme variedade de cores presente em tela e o “psicodelismo” presente até mesmo nos menus do game, fazem com que Rhythm Zone seja uma experiência áudio-visual muito interessante. É óbvio que não sobra muito tempo para prestar atenção aos gráficos de um game musical, principalmente se você escolher para jogar uma música muito agitada. Mas os gráficos do título são muito competentes.

Em relação à trilha sonora, bem: você decide. 🙂

Modos de jogo adicionais

Vale ressaltar que uma vez adicionada uma música a Rhythm Zone, ou seja, assim que o game a analisa, todos os dados são armazenados, ou seja, jamais a mesma música será analisada duas vezes, em seu computador. Existem dois modos de jogo principais: “Play my music”, através do qual você poderá buscar por músicas em seu computador, e “Quick Play”, onde o game escolherá qualquer música já jogada de forma aleatória.

Existe um novo modo de jogo, também, chamado “Challenge”, onde você e um amigo poderão desafiar um ao outro. É claro que ambos deverão possuir o game e a mesma música, já analisada pelo Rhythm Zone. Você pode chamar seus amigos do Steam para divertidas partidas musicais, através das quais cada um de vocês poderá acompanhar o progresso, um do outro, através do “challenge meter”.

Conclusão

Rhythm Zone é um verdadeiro “must have” para quem aprecia música e games. A Sonic Boom pretende melhorar cada vez mais o algorítmo de análise das músicas, e sendo assim, o gameplay melhorará continuamente. Se você procura por um bom e barato game musical, dê uma olhada em Rhythm Zone. Sua demo está disponível no Steam, aliás.

Ficha

Título: Rhythm Zone
Gênero: Casual / Musical
Desenvolvedora: Sonic Boom Games
Distribuidora: Sonic Boom Games
Data de lançamento: 20 de Julho de 2010
Plataformas: PC

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest