Quando pequeno (e até a minha adolescência), tive alguns aquários. Todos eles pequenos, infelizmente, com menos litros de capacidade do que eu gostaria. Cheguei a criar diversas espécies (como Lebistes, por exemplo), e experimentei algumas das alegrias e desventuras ao alcance de um aquarista iniciante.

Peixes morriam e se reproduziam, pequenos filhotes viam a luz do dia (ou melhor, do aquário) com relativa frequência, e eu também tinha de lidar com todas as exigências pertinentes ao hobby: alimentação, filtragem, limpeza, introdução de novas espécies no ambiente (algo sempre perigoso, quando não se tem o conhecimento necessário), cuidados com as várias doenças e fungos sempre à espreita, etc. Era, e é (mas não, não tenho mais nenhum aquário), um hobby extremamente relaxante e divertido.

Pois bem, Megaquarium, jogo da mesma desenvolvedora do simulador farmacêutico Big Pharma, é um título verdadeiramente imperdível para quem aprecia aquarismo, peixes em geral e jogos e franquias de gerenciamento de parques, cidades e tycoons, como por exemplo Cities: Skylines, RollerCoaster Tycoon, Planet Coaster, The Sims, etc.

Megaquarium

Em Megaquarium, você pode criar do zero seu próprio aquário (mais ou menos como o aquário de Santos, sabe?). Sua própria instalação para a exposição de animais aquáticos os mais diversos (são quase 100 espécies, entre tubarões, peixes diversos, corais, medusas, moreias, etc).

Em seu aquário, você terá então de lidar com diversos aspectos ligados ao gerenciamento, desde a cobrança dos ingressos até a alimentação dos animais, passando por cuidados com a limpeza dos corredores, com o bem estar dos visitantes (o que engloba a construção de bancos para descanso e banheiros, também), com a construção, posicionamento e manutenção dos tanques e equipamentos, com a criação de novas áreas e também com a pesquisa de novas espécies e tecnologias, tudo tendo em vista a criação do “aquário perfeito”, o qual deixará os convidados realmente satisfeitos.

O jogo da Twice Circled, apesar de permitir que o jogador lide com aspectos bastante profundos relacionados ao dia a dia de um aquário, é ao mesmo tempo leve e relaxante. Temos uma campanha completa com 10 níveis (dentro da qual também existem missões secundárias – por exemplo: construção de aquários com objetos decorativos recuperados do oceano), a qual também funciona como uma espécie de tutorial e prelúdio para o infinito modo criativo, temos informações claras em tela a respeito do que fazer e de quando fazer, temos tradução completa para o português do Brasil, e também temos uma interface extremamente enxuta, clean mesmo, incapaz de deixar qualquer dúvida a respeito dos diversos mecanismos e recursos do game, até mesmo para quem nunca jogou um tycoon ou algo similar na vida.

Megaquarium

Tudo começa com missões que são oferecidas durante a campanha, as quais envolvem sempre o trabalho em diferentes aquários espalhados por locais fictícios no mundo. Temos aquários em decadência que precisam ser revitalizados, temos colecionadores que desejam dar uma incrementada em seus aquários, temos investidores que desejam a criação de um aquário rentável, e temos também, por exemplo, aquários que estão perdendo animais devido à ausência de equipamentos necessários à manutenção dos peixes em regiões extremamente frias. Digamos que somos apresentados, durante a campanha, a uma série de missões, as quais envolvem, então, bastante planejamento e atenção a detalhes.

No cerne de Megaquarium está o visitante: dele dependemos para o sucesso de nosso aquário, e temos então de satisfazê-lo de diversas maneiras. Além disso, animais diferentes possuem diferentes necessidades (as quais, se não cumpridas, podem levá-los à morte) e características, e cada um deles rende pontos de ecologia, de prestígio e de ciência distintos (tudo depende da raça, do tamanho, da raridade, do comportamento do animal, etc).

Megaquarium

Tais pontos são obtidos pelo jogador enquanto o aquário está aberto, através da observação dos tanques e dos animais por parte dos visitantes. Quanto mais interessante e variado for um tanque, mais pontos ele gerará ao ser observado, valendo também a pena lembrar que o número de pontos (ecologia, prestígio e ciência) ganho é proporcional ao número de visitantes que vai observando os tanques ao longo da exposição, ao longo do período em que o aquário está aberto.

Obs: ganhamos pontos de prestígio também mediante o uso de decorações (plantas, pedras, âncoras, barris, troncos, etc) nos tanques.

Pontos de ciência servem para o desbloqueio de novas tecnologias, tais como, por exemplo, novas bombas, novos filtros, aquecedores e resfriadores mais poderosos, reatores de nitrato, filtros combinados, novos tipos de tanques e iluminação, etc, enquanto pontos de ecologia permitem a pesquisa e a posterior aquisição de novos animais/atrações.

É importante ressaltar que cada animal possui peculiaridades distintas. Existem aqueles que devem ser mantidos isolados, seja devido à agressividade extrema, seja devido ao fato de serem presas fáceis de outras espécies. Existem aqueles que comem espécies menores, existem alguns que devem ser mantidos em conjunto com outros membros da mesma espécie, e existem outros que se alimentam de corais e similares.

Megaquarium

É tarefa do jogador identificar cada um dos atributos de cada criatura antes de inseri-la em um tanque, de maneira tal a manter sempre o perfeito equilíbrio. Também existem necessidades específicas pertinentes a cada espécie no que diz respeito à alimentação, à iluminação (ou à total ausência desta), ao crescimento, à presença de vegetação e à qualidade e à temperatura da água.

Temos, por exemplo, animais de água fria (cujos tanques exigem resfriadores) e animais de água quente (cujos tanques exigem aquecedores). Também precisamos ficar atentos ao espaço que cada animal ocupa no tanque, e ao fato de que eles crescem, o que pode acabar resultando em quedas na qualidade da água e na necessidade de instalação de filtros mais potentes (ou de novos, com melhores tecnologias, como as escumadeiras de proteína, por exemplo).

Megaquarium

Podemos montar o layout de nossos aquários conforme bem desejarmos, demolindo áreas, removendo tanques, construindo novos, reposicionando elementos, construindo paredes e portas, e por aí vai. É possível também determinarmos onde ficarão os equipamentos necessários para o bom funcionamento dos tanques, se em áreas fechadas adjacentes aos mesmos ou em áreas mais distantes, também fechadas e restritas aos funcionários, mediante o uso de bombas.

O jogador também deve ficar atento ao percentual de visualização de cada tanque, o que está diretamente ligado à forma como o aquário foi projetado (tanques com baixos níveis de visualização pelos visitantes irão gerar menos prestígio, menos pontos de ecologia e menos pontos de ciência).

A liberdade dada pelo jogo no tocante ao gerenciamento é bem grande, e dependendo do tamanho do seu aquário, será necessário contratar mais funcionários. Funcionários, aliás, contam sempre com habilidades distintas, as quais englobam disciplinas tais como, por exemplo, alimentação, manutenção, limpeza, etc.

Megaquarium

Funcionários também evoluem com o tempo, e o jogador deve decidir qual atributo deverá ser aprimorado, ou se o funcionário em questão deverá aprender uma nova função (funcionários mais preparados para manutenção, por exemplo, levarão menos tempo para consertar equipamentos quebrados). Também é possível determinar qual será a função prioritária de cada um dos empregados, dentro de suas áreas de atuação. E assim por diante.

Megaquarium conta também com uma trilha sonora bastante agradável, embora um tanto quanto repetitiva (é possível desligá-la, vale ressaltar). O jogo também oferece diferentes níveis de zoom, e em seu nível máximo, podemos literalmente caminhar através de nosso aquário, utilizando as teclas W, A, S e D, como se fôssemos um dos vários visitantes, observando os tanques e seus habitantes à partir de uma perspectiva muito próxima (é muito bacana).

Lidar com o aquário em si, entretanto, não é tão simples quanto parece. Pontos de prestígio, necessários à nossa evolução (e ao progresso através da campanha) sobem e descem, conforme os visitantes gostam ou desgostam de algo sendo exibido. Peixes morrendo por falta de comida, por exemplo, sempre resultam em má reputação, o que consequentemente faz com que percamos prestígio. É necessário utilizar o zoom com bastante frequência e ficar atento ao que acontece no ambiente como um todo, identificando possíveis problemas ligados à manutenção de equipamentos, à alimentação de determinados peixes, a possíveis inacessibilidades de determinadas áreas (construção e demolição são uma constante no jogo), etc.

Megaquarium

O game também lida de uma maneira bastante interessante com o modo como os funcionários irão realizar manutenções e tarefas ligadas à alimentação: é necessário sempre ter os dispensadores de comida adequados por perto, bem como bancadas de ferramentas, para evitar perdas de tempo e funcionários caminhando por longos trechos até alcançarem a área de determinada tarefa.

Também é possível, vale lembrar, especificar em quais áreas cada funcionário trabalhará, e assim minimizarmos possíveis problemas e até mesmo mortes indevidas (já perdi algumas criaturas justamente por não ter dado a necessária atenção a este recurso).

Nem só dos ingressos provém nossa renda, aliás. Podemos instalar vending machines de bebidas e de alimentos, podemos instalar bancas que vendem guias do aquário, e também podemos construir áreas específicas para a venda de souvenires da exposição em questão. Tudo isto pode ter seu preço ajustado, é importante ressaltar.

Durante as pesquisas, científicas ou ecológicas, os pontos gerados através da observação dos tanques por parte dos visitantes são automaticamente aplicados, o que faz com que elas sejam aceleradas. Portanto, é sempre bom ficar de olho nestes indicadores no momento de projetar um novo tanque e adicionar peixes no mesmo (a quantidade de pontos gerados pela observação dos mesmos é sempre descrita previamente).

Em Megaquarium, precisamos prestar enorme atenção no momento da construção de tanques (vários deles estão disponíveis – muitos, aliás, são específicos para certas espécies), pois não é possível redimensioná-los posteriormente. Assim, caso determinados peixes cresçam em demasia e você se veja em maus lençóis devido à maior necessidade de filtragem, pode ser um tanto quanto complicado demolir áreas adjacentes para o posicionamento de mais filtros, e só lhe restará então vender os peixes no tanque em questão e destruí-lo a seguir.

Megaquarium

O jogo oferece uma experiência bastante variada, e muitos jogadores poderão ser fisgados por seus gráficos simpáticos e pela facilidade com que é possível aprender seus rudimentos básicos. Acredite: você estará em posse de um aquário razoável dentro de pouco tempo de jogo, se divertindo bastante e começando a ampliá-lo cada vez mais. Mas não se engane: quanto maior for o aquário, mais difícil será a experiência, portanto, tenha muito cuidado e atenção. Trata-se daquele tipo de jogo fácil de aprender e difícil de dominar, digamos.

Mas no geral, a experiência oferecida pelo novo jogo da Twice Circled é extremamente agradável. Trata-se de um dos melhores tycoons que já joguei: gráficos simpáticos, dotado de uma interface que não deixa margem a qualquer dúvida, divertido e profundo na medida certa.

Megaquarium também conta com um modo criativo, vale lembrar. E aqui é que a brincadeira pode ficar ainda mais divertida, pois os desenvolvedores inclusive mencionam que suporte ao Steam Workshop será adicionado em breve.

No modo criativo, construímos nosso aquário livres de quaisquer amarras, definindo inicialmente alguns parâmetros, como por exemplo maior ou menor disponibilidade de peixes, ativação ou desativação de objetivos secundários, tamanho do mapa inicial, maior ou menor frequência de aparição de oportunidades de trocas ou de comerciantes, etc. É aqui, no modo criativo, que você poderá dar asas à imaginação e construir o aquário dos seus sonhos.

O jogo conta com alguns problemas, os quais, entretanto, não atrapalham muito a jogatina. De vez em quando você irá se deparar com mortes de animais por falta de alimentação, principalmente em aquários grandes. Seus funcionários simplesmente não irão alimentar estes animais, mesmo com a utilização do recurso de zoneamento, através do qual você pode especificar quais funcionários trabalharão exclusivamente em determinadas áreas. Você poderá até mesmo observar tais funcionários adentrarem suas respectivas zonas de trabalho e aí ficarem andando de um lado para o outro, sem nada fazerem, enquanto você começa a receber relatórios de autópsias dos animais que estão morrendo de fome.

Megaquarium

Não é possível também, em momentos de urgência, ordenar que um determinado funcionário vá até determinada área para realizar alguma manutenção de urgência, ou até mesmo para alimentar algum animal que está à mingua, morrendo de fome (não faz parte do jogo um controle mais direto sobre os funcionários). Tudo isto é problemático, pois como dito acima, mortes de animais causam quedas em nosso nível de prestígio, pois os animais mortos são visualizados pelos visitantes nos tanques.

Mas independentemente de qualquer coisa, Megaquarium é um grande jogo. Um título que me proporciona o mesmo nível de prazer que SimCity 2000, por exemplo, em meu velho e saudoso Sega Saturn. Me lembro de passar muitas horas jogando e aperfeiçoando minhas cidades, e prevejo que assim será com Megaquarium.

Megaquarium

Temos desafios na medida certa, gráficos simples porém simpáticos ao extremo, grande quantidade de animais e de coisas para fazermos, e a possibilidade de caminharmos pelo nosso aquário em pleno funcionamento, ao lado dos visitantes. Tudo isto torna o jogo algo verdadeiramente imperdível. Se você aprecia tycoons, aquários e/ou criaturas aquáticas, não deixe de dar uma conferida.

Ficha técnica

Título: Megaquarium

Gênero: simulação, gerenciamento, estratégia

Desenvolvedora: Twice Circled

Publisher: Twice Circled

Data de lançamento: 13 de Setembro de 2018

Plataformas: PC

Versão analisada: PC

Abaixo você pode conferir o trailer de lançamento do jogo:

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest