Mount & Blade: With Fire & Sword é uma espécie de expansão “standalone” dentro da série de RPG’s de ação Mount & Blade. O jogo foi desenvolvido pela Tale Worlds e sua publisher é a Paradox Interactive. Liberdade total é uma das características básicas deste jogo de mundo aberto, o qual permite que você passe os seus dias “enquanto no game” realizando ações as mais diversas ou, de repente, nada fazendo. Aliás, o elemento sandbox está presente em todos os títulos da série, o que os transforma em verdadeiros ricos presentes para quem aprecia jogos e RPG’s dotados desta característica.

Trata-se de um game complexo, que introduziu na série à qual pertence ainda mais complexidade em relação aos combates, por exemplo, os quais já eram algo realmente difícil nos jogos anteriores da série. Mount & Blade: With Fire & Sword oferece ao jogador a oportunidade de utilizar armas de fogo, e isto acaba se transformando tanto em um atrativo a mais quanto em mais um motivo para treinamento “in-game” e muitas horas de aprendizado. Através da belíssima música que toca enquanto estamos nos menus, já somos meio que imersos no universo de With Fire & Sword, o qual possui em seu enredo muitos elementos retirados do livro With Fire and Sword, escrito pelo polonês Henry Sienkiewicz no século 19.

O jogador pode personalizar seu personagem de forma bem interessante . São exibidos diversos controles, durante a personalização, que alteram diversos aspectos do rosto e da cabeça do mesmo. Botões deslizantes facilitam bastante o trabalho, e já de início são oferecidos alguns pontos para você melhorar sua “criação”, inclusive pontos relativos ao manuseio de armas. O tutorial jogável que é apresentado ao jogador logo em seguida o coloca em contato com um nobre chamado Jaques de Clermont, descendente de um Cruzado chamado Simon de Clermont.

Algo que pode assustar alguns jogadores no início é a extrema liberdade oferecida pelo jogo. Você, literalmente, não possui objetivo algum a não ser que assuma alguma quest. Realmente, é muito simples mesmo, e fácil, não tomar para si nenhuma tarefa. O jogo não o obriga de forma alguma. Você pode simplesmente ficar vagando pelo enorme e belíssimo mapa, indo de cidade em cidade, e apenas permanecer combatendo (se desejar) diversos bandidos que rondam florestas e os arredores das tais cidades. O lado sandbox de Mount & Blade: With Fire & Sword é muito forte.

Muitas vezes, ao conversar com o ancião de algum vilarejo, é provável que ele não tenha nenhum trabalho para você, e nestes momentos você pode se sentir um pouco frustrado. O jogo conta com um sistema de moralidade muito forte, e dependendo de suas atitudes você pode ser bem ou mau visto por seus soldados, pelos diversos chefes e/ou governantes com os quais terá contato, etc.

O título da Tale Worlds oferece um mundo em constante movimento. Durante suas andanças pelo mapa, você observará inúmeras mensagens no canto inferior esquerdo da tela, todas relacionadas a acontecimentos em outros reinos e locais. Reinos que caem, alianças que são formadas, acordos de paz entre reinos outrora inimigos, etc. É tudo muito dinâmico, e se de repente você for feito prisioneiro por alguém, pode observar os acontecimentos avançando ainda mais rapidamente, até sua libertação.

A transição entre o dia e a noite em Mount & Blade: With Fire & Sword é fantástica, e ocorre mesmo enquanto você está visualizando o mapa. O log de quests permite que você obtenha informações precisas a respeito do que deve ser feito, e existem links que levam você diretamente para o destino, caso você assim deseje.

Neste ótimo RPG você poderá realizar ações tão simples como entregar simples cartas, quanto recrutar soldados, formar seu exército e tentar lutar contra alguma fortificação, facção ou reino. Cada batalha é antecedida por informações a respeito de suas chances de vitória e da fama que ganhará, caso a vença. Trata-se de um jogo onde a fama conta muito, e muitos respeitáveis senhores podem tratá-lo com desdém caso você seja, realmente, um “joão ninguém” dentro do jogo.

Digamos que sua fama o acompanha, e isto é fantástico, pois à medida que você avança no jogo, você pode firmar alianças, fazer inimigos e vencer guerras. Sucesso em tais acontecimentos tanto é algo que pode ser ao mesmo tempo decorrente de sua fama e moral, quanto pode fazer com que você se engrandeça ainda mais. Muitos locais e personagens lembram o Leste Europeu, e apesar dos gráficos de Mount & Blade: With Fire & Sword não serem nada fantásticos, eles são bonitos, cumprem muito bem com o seu papel, e são apoiados por um jogo que fornece ao gamer interessado campo para as mais diversas realizações.

Os combates representam sempre momentos tensos e interessantes. Os inimigos chegam a fugir quando você e/ou seus homens matam um grande número deles, os colocando em desvantagem. É muito engraçado perseguí-los, nestes momentos, pois eles chegam ao ponto de não esboçar reação alguma e simplesmente se deixarem matar. Você pode combater montado em seu cavalo ou pode também apear e combater os inimigos “de igual para igual”. É claro que você também se deparará com soldados inimigos montados.

Uma grande variedade de armas brancas está à sua disposição, e existem também, agora, as armas de fogo. O sistema de combate é complexo ao extremo, e requer grande treinamento até que você o domine perfeitamente. Ataque e defesa são ações que requerem movimentos do mouse na difeção desejada, complementados pelo clique. O protagonista também pode desferir chutes e pular, vale lembrar.

Digamos que o objetivo, em Mount & Blade: With Fire & Sword, é se tornar uma grande figura. Um grande líder. Um rei, quem sabe. Para isto existe um enorme caminho a ser trilhado, e seu personagem deve ser evoluído com cuidado. O jogador deve pensar sempre de forma extremamente estratégica, e algo muito bacana é que o jogo detecta automaticamente as habilidades mais utilizadas e meio que fornece ao jogador uma ajuda extra neste sentido.

Lute utilizando armas brancas com mais frequência e diversos itens relativos à esta tabela de habilidades poderão ser melhorados com menor esforço. Não me canso de reforçar o quão dinâmico é o mundo de Mount & Blade: With Fire & Sword. Diversos acontecimentos paralelos ocorrem enquanto você faz suas coisas, e tudo isto pode ser acompanhado em tempo real. Existe até um local no game onde são armazenadas todas as mensagens relativas a estes acontecimentos.

Russia, Suécia, Polônia, Lituânia, etc: todos estes países, e mais alguns outros, são mencionados no jogo, e você poderá lidar com inimigos ou amigos oriundos de qualquer um deles. A riqueza em relação aos detalhes étnicos, a grande preocupação com os diálogos (apesar de todos eles serem via texto), o grande e rico universo apresentado por este espetacular terceiro título da série Mount & Blade representam realmente algo único e muito bacana de se ver.

Visão do mapa

É claro que, devido a tudo o que comentei acima, e a muito mais, este é um game complexo. Muitas vezes, principalmente no início, você poderá ter suas armas e cavalo roubados. Você terá então que realizar pequenos (ou grandes) trabalhos a fim de conseguir mais “Thaler” (o nome da moeda em Mount & Blade: With Fire & Sword). Uma simples cavalgada pelo mapa, em direção a outro castelo, povoado ou cidade, pode fazer com que você seja abordado por bandidos. Você pode fugir da luta, é claro.

Mas, para isto, deverá pagar em dinheiro. Você deverá pensar muito bem aqui, antes de fugir ou partir com tudo para cima dos bandidos. Se eles estiverem em um número muito maior do que você, pode ser muito perigoso. Se seu exército o estiver acompanhando e conter um número suficiente de soldados, a batalha pode ser favorável a você.

Você também pode, em determinados momentos, simplesmente escapar e deixar que seu exército acabe (ou não) com o inimigo. Vale ressaltar que você pode recrutar homens para diversas “alas” de seu exército: infantaria, arqueiros, cavalaria, etc. Existem inclusive comandos específicos que você pode designar aos seus comandados, durante uma batalha, o que pode fazer com que muitos destes momentos se pareçam com momentos que você pode viver, por exemplo, em um jogo de estratégia em tempo real.

Não se esqueça de evoluir seu personagem, jamais, também. E não se esqueça de realizar ações que aumentem sua fama. Isto abrirá as portas para você. O lado “social”, digamos, de With Fire & Sword (o game) é muito forte, e nobres possuem grande desprezo por plebeus e/ou pessoas desconhecidas e/ou sem o peso de algum grande feito nas costas. Seu relacionamento com os mais diversos personagens do jogo pode se deteriorar ou ser melhorado bem rapidamente. Tudo depende da sua conversa, de suas habilidades de persuasão, etc. O “Warlord Fyodor Obukhovich” que o diga, aliás. 🙂

Durante uma conversa diversas opções são liberadas para sua escolha, como respostas, durante o diálogo. É preciso prestar bastante atenção no que a outra pessoa está dizendo, e não cometer o erro de ofender, por exemplo, alguém que poderá lhe prestar uma grande ajuda.

Apesar de seus gráficos pouco chamativos e até mesmo fracos, eu diria, a riqueza de detalhes do jogo em outros aspectos pode impressionar qualquer pessoa. E mesmo os gráficos podem sempre provocar inúmeras surpresas. Cavalgar ao luar sob um belíssimo céu estrelado, observar um belíssimo por do sol, ou lutar tendo a lua como expectadora, são momentos fantásticos. A própria vegetação, em Mount & Blade: With Fire & Sword, é muito bonita. Observar sua espada ficando cada vez mais vermelha conforme você mata mais inimigos fornece uma impressão de realismo extrema ao jogo. Lutar com as armas de fogo requer treinamento bem maior, vale ressaltar. Além da munição que é sempre pouca, e deve ser sempre comprada em lojas apropriadas, o processo de recarregamento é lento, pois estamos falando de pistolas e mosquetes bem antigos.

Mount & Blade: With Fire & Sword ainda trata você respeitando as leis da física de forma bem realista. Você sente a diferença entre subir ou descer uma ladeira, mesmo enquanto cavalga. Você sente a diferença no manuseio de diferentes e mais ou menos pesadas armas. Aliás, vale ressaltar que cavalgar, neste jogo, é algo fantástico. Você chega a se sentir frustrado quando desce de seu cavalo. Combater a cavalo já é outra coisa: apesar da maior proteção enquanto lutando contra inimigos a pé, você pode sofrer bastante, no início, para “manobrar” o cavalo enquanto desfere golpes com sua espada. Usar armas de fogo cavalgando, então, é um verdadeiro exercício, que requer muito treinamento.

Este é um daqueles games que pode muito bem fazer com que você “perca” horas, horas e mais horas de seus dias. Um belíssimo trabalho desenvolvido com muito esmero que, se não trás gráficos absurdamente fantásticos, insere elementos fantásticos em outros ítens de seu conjunto. Aliás, quem foi que disse que um jogo para ser bom precisa contar com “gráficos AAA”? 🙂

É claro que Mount & Blade: With Fire & Sword não está livre de bugs. Em diversos momentos, assim que algumas batalhas são iniciadas, a tela inteira pode se transformar em um enorme borrão que vai crescendo enquanto você movimenta seu personagem. Vamos torcer para que a Tale Worlds conserte este bug.

Multiplayer

Existem 14 mapas à disposição, cada um deles com peculiaridades diferentes, como tamanho, por exemplo. Também estão disponíveis 8 modos de jogo: “Captain Team Deathmatch”, “Deathmatch”, “Duel”, “Siege”, “Conquest”, “Capture the flag”, “Battle” e “Team Deathmatch”. Partidas movimentadíssimas é o que você encontrará ao acessar o multiplayer de Mount & Blade: With Fire & Sword, e jogadores que jogam desde o primeiro título da série, por exemplo, poderão representar ameaças bem terríveis.

Você pode também participar de “Custom Battles”, onde o tamanho dos exércitos pode ser pré-definido, bem como a quantidade de homens presentes na cavalaria, na infantaria, etc.

Conclusão

Se você gosta de games de mundo aberto, muita ação, batalhas complexas e riqueza de detalhes no tocante ao gameplay, e aprecia passar bons momentos jogando um RPG que não economiza nada no tocante às possibilidades e à liberdade, então Mount & Blade: With Fire & Sword é um “must have” para você.

Ficha técnica

Título: Mount & Blade: With Fire & Sword
Gênero: RPG / Ação
Desenvolvedora: Tale Worlds
Distribuidora: Paradox Interactive
Data de lançamento: 03 de Maio de 2011
Plataformas: PC
Versão analisada: PC

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest