Off-Road Drive é um simulador de corridas off-road extremamente desafiador. Fazendo uso da Unreal Engine 3, o jogo também apresenta visuais belíssimos ao jogador. Esta beleza, entretanto, será sempre acompanhada de muito suor, lama, água, atolamentos, dificuldades extremas, poeira e demais elementos ligados a este tipo de evento de corrida.

Trata-se de um simulador de corridas off-road que realmente faz jus a seu nome. O jogo é complexo, difícil mesmo. Conta com uma física muito realista e apresenta ao jogador corridas, ou melhor, sessões de “torturas extremamente desejáveis” à bordo de veículos com tração nas quatro rodas verdadeiramente instigantes. Um tutorial inicial conduz o jogador através dos princípios básicos do game, e devo dizer que jogar este tutorial é obrigatório, principalmente para quem não possui muita intimidade com este tipo de jogo, como eu.

Confesso que apesar de meu “medo” de simuladores de corrida, fui justamente gostar e insistir em um dos títulos mais difíceis e realistas disponíveis atualmente. Perto de Off-Road Drive, o nível de dificuldade dos títulos da também fantástica série DiRT não é nada assustador. Off-Road Drive também recompensa os jogadores antes, durante e após cada corrida, com belíssimos visuais.

Cada evento possui seu próprio conjunto de obstáculos, naturais ou não, e além disso, o jogador terá de lidar com diversos mecanismos e equipamentos de cada veículo de forma bem próxima, sendo que tudo isto depende do terreno e das condições que o piloto encontra à sua frente. Conforme o jogador enfrenta a dureza de cada evento, será necessário lidar, por exemplo, com a ativação e/ou desativação da tração nas quatro rodas. É claro que isto também tem lá os seus problemas, pois o carro perderá em manobrabilidade, por exemplo. A força para ultrapassar obstáculos antes impossíveis estará lá, mas os efeitos colaterais também. Por este motivo, este recurso deve ser utilizado com cautela.

Os veículos de Off-Road Drive também oferecem ao jogador a possibilidade de travar os diferenciais. Por exemplo: veículos com dois diferenciais, um no eixo frontal e outro no eixo traseiro. Em determinados momentos, a utilização deste recurso será a única saída. Isto permitirá que, em determinadas situações onde um dos pneus esteja “preso”, toda a força seja transmitida para o mesmo, fazendo assim com que ele rode com mais força e consiga sair do “problema”. É possível travar os dois diferenciais, e também o principal, e fazer com que o torque nos eixos traseiro e dianteiro seja igualado.

A transmissão também pode sofrer alterações, para momentos onde você precisa, digamos, “rodar uma roda por vez”. Os veículos também são equipados com compressores. Você pode utilizar este equipamento para reduzir a pressão dos pneus e, assim, fazer com que os pneus tenham maior contato com o terreno, aumentando a tração do veículo. Este recurso deve ser utilizado com cuidado, e somente em situações onde você se encontra realmente travado, pois é possível que o pneu seja esvaziado.

Além disso, reduzindo a pressão dos pneus, o veículo tem sua manobrabilidade e aceleração reduzidas. Portanto, assim que o obstáculo for vencido, é sempre bom utilizar o compressor novamente e fazer com que os pneus voltem ao normal. Ambos os procedimentos, aliás, demandam algum tempo, e tudo isto tem de ser bem calculado em cada corrida, a fim de evitar penalidades.

Como já era de se esperar, os veículos também contam com um gancho, mas nem sempre existe um ponto onde o mesmo pode ser preso. A presença ou não de pontos disponíveis é informada assim que o jogador tenta ativar o recurso, aliás. Existem situações onde é possível “amarrar” a outra ponta do gancho em mais de um lugar diferente, e o jogador pode escolher qual deseja. Ele também tem de se preocupar com os níveis de tensão e força do cabo, pois este pode simplesmente arrebentar.

Todos estes recursos que mencionei acima, é claro, não contam com um guia infalível relativo à sua utilização. Não existe uma “receita do bolo”, aqui. Cada evento contará com nível de dificuldade, terrenos e obstáculos diferentes, e o jogador terá de utilizá-los da melhor maneira possível, a fim de completar os objetivos. Vale ressaltar também que velocidade não é tudo em Off-Road Drive. Aliás, velocidade neste game não significa muita coisa, pois ele simula de forma fantástica corridas off-road repletas de elementos que muitas vezes não deixarão o corredor atingir altas velocidades.

Off-Road Drive oferece uma série de eventos que ocorrem em diversos países, regiões e continentes: Tailândia, África, Rússia, Malásia, Estados Unidos e Austrália. O gamer encontrará pela frente muita lama, desertos, florestas e pântanos, e o veículo será brindado com verdadeiros banhos de água e lama que escorrerão também pela tela do monitor do PC.

A física de Off-Road Drive é levada, digamos, às últimas consequências. Se você tentar realizar algo que seja impossível no mundo real, simplesmente não o conseguirá, salvo raras  exceções, é claro, pois nenhum jogo é perfeito. Você pode também, é claro, utilizar câmbio automático, mas assim fazendo será privado de possibilidades que, muitas vezes, farão toda a diferença. Na garagem também é possível modificar diversos aspectos do veículo, como por exemplo skins, suspensão e rodas.

Um simulador como este é quase que um jogo de estratégia sobre rodas, pois a necessidade de não somente acelerar, mas sim prestar muita atenção no terreno e lidar com diversos elementos que em outros jogos de corrida muitas vezes são deixados de lado, é obrigatória. A 1C Company criou um jogo que, talvez, seja direcionado a um público bem restrito. Mas eu garanto que, para estes, ele será um “must have”.

Velocidade é apenas um dos elementos necessários em Off-Road Drive, e na maioria das vezes ela pode não ser o principal, e muitas vezes pode ser prejudicial. O jogo, visualmente falando, é sensacional. Lama, água, poeira e pedras voam caso seus pneus comecem a rodar com força total enquanto presos em algum buraco. A água espirra na tela do monitor de forma belíssima quando você entra em algum trecho alagado e observa seu veículo coberto pela metade.

Algo muito bacana em Off-Road Drive, também, é a alteração dinâmica do terreno, pelo seu veículo. Sulcos na lama, por exemplo. A lama presente nas pistas sofre alterações conforme seu veículo passa, e não se trata apenas de novas texturas. Você pode perceber a formação dos sulcos pelos pneus, e na próxima volta, se dirigir devagar pelo mesmo trecho, perceberá que o “desenho” único deixado pelo seu carro continua lá.

A lama, aliás, é elemento quase que sempre presente, e proporciona momentos, por incrível que pareça, belíssimos. Você pode estar no meio de uma ladeira íngreme, ter de acionar o gancho e durante a força para sair do empecilho observar doses massivas de lama respingando em seu monitor. O nível de dificuldade de Off-Road Drive, entretanto, é imenso, e aqui está um dos pontos que, por incrível que pareça, eu acredito que a desenvolvedora poderia ter dado uma maior atenção. Ou melhor, balanceado melhor as coisas.

Talvez com a ativação automática de alguns dos dispositivos que mencionei acima, ou talvez com a inserção de um item no menu através do qual fosse possível ao jogador escolher o nível de dificuldade. Isto aumentaria, talvez, o público alvo de Off-Road Drive. Tudo isto poderia ser opcional, e funcionar através de assistentes que poderiam ser ativados ou desativados pelo jogador. Entretanto, talvez a 1C tenha realmente desejado criar um simulador puro e realista ao extremo.

Existe um ponto positivo em relação a este quesito, o qual deve ser mencionado, entretanto. O jogo conta com um sistema de dicas, o qual pode ser ativado ou desativado pelo gamer. Sendo assim, o jogo pode dizer quando é necessário travar diferenciais, ativar o compressor, etc. Isto não diminuirá a dificuldade em ultrapassar o obstáculo, mas fará com que o jogador pelo menos saiba o que deve ser feito.

Apesar de Off-Road Drive contar com suporte a gamepads, encontrei inúmeras dificuldades em relação à utilização do mesmo no título, entretanto: alguns comandos teimam em não funcionar, em alguns momentos a resposta é um pouco lenta, e determinados comandos simplesmente não funcionam de maneira alguma, no gamepad. Acabei jogando o título única e exclusivamente através do conjunto “teclado + mouse”. O que não é nenhum problema, entretanto, em minha opinião.  Off-Road Drive também possui suporte a partidas multiplayer (online e local) mas, infelizmente, não consegui encontrar nenhuma disponível.

Conclusão

Off-Road Drive é um game que consegue entregar uma “experiência off-road” extremamente realista e desafiadora. O título conta com belos gráficos e apresenta ao jogador pistas ao mesmo tempo difíceis, instigantes e belas. Trata-se de um jogo difícil e cuja curva de aprendizado é grande, mas que oferece inúmeras recompensas “in-game”, proporcionando enorme prazer conforme cada obstáculo é ultrapassado. Para quem aprecia o gênero, ele é um verdadeiro item obrigatório na coleção. E para quem quer se iniciar, o título é uma boa pedida.

Nota

8/10

Ficha Técnica

Título: Off-Road Drive
Gênero: corrida / simulador
Desenvolvedora: 1C-Avalon
Publisher: 1C Company
MSRP: US$ 34,99
Data de lançamento: 29 de Setembro de 2011
Plataformas: PC
Versão analisada: PC

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest